O que é Cooperativa de Crédito e como funciona
SIMULE AGORA

Cooperativa de Crédito

O que é cooperativa de crédito. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é cooperativa de crédito?

Cooperativa de crédito é definida como uma instituição financeira formada pela associação de pessoas voltada para prestar serviços financeiros exclusivamente aos seus associados. 

As cooperativas de crédito têm como objetivo servirem como um banco, mas com vantagens melhores, como aplicações mais rentáveis, menores taxas e crédito mais barato.

Cooperativa de crédito é um dos vários tipos de cooperativa existentes.

No geral, toda cooperativa é uma organização constituída por indivíduos de determinado grupo econômico ou social que tem por finalidade desempenhar determinada atividade para benefício comum.

Outra definição de cooperativa é que elas são sociedades civis e comerciais que não tem como objetivo o lucro. 

Temos, assim, que as cooperativas diferenciam-se das demais associações por terem objetivo essencialmente comercial e econômico.

As cooperativas de crédito são autorizadas e supervisionadas pelo Banco Central, diferentemente dos outros ramos do cooperativismo, tais como transporte, educação e agropecuária.

Além disso, o cooperativismo possui legislação própria, através da Lei 5.764/71 e da Lei Complementar 130/2009.

Banner will be placed here

Como funciona uma cooperativa de crédito?

Para se associar a uma cooperativa de crédito, a pessoa deve adquirir ao menos uma cota para ser associado da instituição e ter poder de voto e direito a receber as sobras quando houver resultado positivo.

Aqueles que se associarem à uma cooperativa se tornarão um cooperado.

As principais decisões de uma cooperativa são definidas na Assembleia Geral, sendo este o órgão soberano da instituição. 

A Assembleia Geral é formada por todos os cooperados,  sendo que cada um terá direito a um voto, de peso igual, independente da quantidade de cotas.

Aos cooperados também fica a responsabilidade de eleger a diretoria, os conselheiros e definir como será a política de distribuição dos resultados. 

A diretoria formada tem caráter decisório, ou seja, é ela quem será responsável por definir os caminhos que devem ser tomados pela cooperativa.

Entretanto, tanto o conselho de administração quanto a diretoria estarão sempre subordinados à Assembleia Geral de cooperados e precisam prestar contas a ela.

No dia a dia, as decisões da cooperativa, como a contratação de pessoas, a definição de metas comerciais, entre outras coisas, serão de responsabilidade da gestão executiva da instituição.

Esta será formada pelo presidente e superintendentes executivos, os quais, por sua vez, serão escolhidos pelo Conselho de Administração ou diretoria.

Vantagens de uma cooperativa de crédito

Diferentemente das demais instituições bancárias, as cooperativas de crédito podem gerar ganhos maiores aos associados que tiverem uma conta corrente ativa na instituição.

Isso porque o resultado positivo da cooperativa de crédito, conhecido como sobra, é repartido entre os cooperados em proporção com as operações que cada um realiza com a cooperativa.

Assim, muitas vezes, no final do exercício, o dinheiro depositado em uma cooperativa renderá juros mais o valor das sobras distribuídas.

Outra vantagem é que os depósitos realizados em cooperativas de crédito têm a proteção do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop)

Esse fundo garante os depósitos e os créditos mantidos nas cooperativas de crédito e nos bancos cooperativos em caso de intervenção ou liquidação extrajudicial dessas instituições. 

Atualmente, o valor limite dessa proteção é o mesmo que é garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGO), em vigor para os depositantes dos bancos comerciais. Ou seja, R$ 250 mil por CPF ou CNPJ.

O Sicoob é a cooperativa de crédito de maior presença no país. Atualmente a rede está em 1.972 cidades, com 3.041 pontos de atendimento e 5 milhões de cooperados.

No Brasil, as cooperativas de crédito têm papel relevante na inclusão financeira de várias regiões, visto que em mais de 400 cidades, estas são as únicas instituições presentes para prestarem serviços financeiros aos cidadãos. 

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE