O que é controller?

O controller, ou gerente de controladoria, é o profissional que atua na área de controladoria de uma companhia. 

Por vezes, é também chamado de business controller, esse profissional nada mais é do que um agente de controles dentro da empresa.

Hoje em dia, o controller tem grande poder nas organizações devido à função que exerce. 

É um cargo de muita responsabilidade, demanda respeito e, por isso, deve ser exercido por um profissional generalista, ou seja, alguém capaz de interagir com várias áreas.

A profissão de controller é antiga, existindo desde a Segunda Guerra, mas não tinha tanta relevância.

Porém, isso mudou após o grande escândalo financeiro que ocorreu na empresa Enron, em 2002, nos EUA. 

Esse caso envolveu uma série de fraudes contábeis, de modo que a profissão de controller passou a ser promovida, trabalhando junto com os acionistas das companhias nos conselhos deliberativos.

No Brasil, após as Normas Internacionais de Contabilidade – ou IFRS – terem adesão, esse profissional passou a ser, a cada dia, mais requisitado no mercado. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como é o trabalho de um controller

O controller tem a importante função de garantir que a empresa tenha os melhores resultados a partir da gestão financeira, fiscal e orçamentária. 

A importância da controladoria para as companhias se deve pela necessidade de se pensar estrategicamente e de ter uma visão panorâmica de todos os processos da empresa. 

O trabalho do controller possibilita o aperfeiçoamento e a agilidade da ação dos gestores de maneira eficiente, por meio de informações vitais para o sucesso da empresa.

Caso o trabalho seja bem realizado, podemos elencar alguns dos principais benefícios esperados para a empresa:

  • planejamento sólido;
  • decisões eficientes;
  • controle do planejamento orçamentário;
  • redução dos custos;
  • controle do mercado externo para analisar fatores de impacto;
  • estratégias comerciais;
  • aprimoramento de soluções em logística;
  • melhoria nos processos;
  • transparência;
  • diminuição da assimetria de informação.

Em suma, o controller entrega informações que permitem saber quais as melhores decisões a serem tomadas, auxiliando, assim, a empresa a atuar no mercado com mais eficiência e segurança.

Qual o perfil de um controller?

O trabalho do controller é voltado para analisar e melhorar a eficácia de todos os departamentos da empresa.

O controller tem a responsabilidade de reunir e administrar um conjunto de informações econômicas, financeiras e gerenciais.

Deve também priorizar a credibilidade e rapidez na tarefa de disponibilizar aos gestores as informações necessárias.

Por atuar integrado dentro de todas as operações da empresa, o controller tem um caráter multidisciplinar e precisa ter amplo conhecimento sobre várias áreas.

As principais áreas que o controller deve dominar são:

  1. contabilidade: pelo uso de ferramentas de avaliação e mensuração dos ativos;
  2. administração: pela utilização de ferramentas, técnicas e procedimentos de gestão;
  3. economia: pelo uso de conceitos de valor e  risco econômico;
  4. direito: para analisar a legislação tributária;
  5. estatística: para avaliar condições de riscos e incertezas;
  6. matemática: para mensurar e calcular os valores econômicos e dados contábeis;
  7. sociologia: para entender a dinâmica de poder e o clima organizacional no processo de gestão;
  8. psicologia: para compreender o comportamento das pessoas na tomada de decisão e suas interações no interior da empresa.

Como implementar a controladoria

Antes de optar pela adoção e implementação de um plano de controladoria, é necessário a companhia fazer uma análise organizacional.

Essa análise organizacional deve ser feita pensando em como aproveitar a utilidade da controladoria para a companhia.

Para isso, existem 3 pontos importantes que devem ser avaliados antes de contratar um controller.

  1. Planejamento estratégico:

A implantação da controladoria requer um planejamento estratégico bem feito, para que seja possível atingir o máximo de eficiência.

Sem um planejamento sobre o que será feito com as informações recebidas, é provável que o trabalho da controladoria não haverá efetividade, gerando, dessa forma, desperdício de recursos.

  1. Mudanças do mercado

O controller deve constantemente fazer o acompanhamento das incessantes mudanças pelas quais tanto o mercado como o panorama econômico passam. 

É preciso controlar eficientemente os processos gerenciais para acompanhar essas transformações, dada a relevância desse monitoramento.

  1. Análise de informações

Analisar informações é a incumbência principal do setor de controladoria. 

Para tanto, é fundamental realizar a administração das informações internas e externas, bem como organizar os dados para servirem de base às tomadas de decisão dos gestores.