O Conselho de Autorregulamentação de Publicidade (Conar) advertiu o Burger King (BKBR3) por causa de uma campanha recente da rede de fast food.

O comercial em questão mostra cenas reais das lojas, com pessoas embriagadas, brigas e tombos.

O objetivo da ação publicitária era divulgar uma promoção chamada "BK na Madrugada", que oferecia descontos para pedidos feitos pelo delivery.

O comercial brincava com a possibilidade de as pessoas "não sentirem mais saudade das madrugadas nas lojas".

A advertência do Conar, na prática, serve para que o anunciante se atente a mensagens incorretas que podem estar sendo passadas na propaganda.

Procurada pela equipe de reportagem do Uol Economia, a empresa não se manifestou sobre a punição.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado do Burger King no Segundo Trimestre de 2020

A receita Operacional líquida da Burger King atingiu R$ 292,7 milhões no 2t20, apresentando queda de 56,7% na comparação com o 2t19.

O Receita Bruta de Vendas da Burger King atingiu R$ 319,2 milhões no 2t20, apresentando retração de 56,7% na comparação com o 2t19.

O Lucro Bruto da Burger King atingiu R$ 159,6 milhões no 2t20, apresentando retração de 62,7% na comparação com o 2t19. 

O Total Despesas Gerais E Administrativas totalizou R$ 35,9 milhões no 2t20, apresentando crescimento de 9,5% na comparação com o 2t19.

O Ebitda Ajustado  da Burger King atingiu R$ -92 milhões no 2t20, apresentando uma variação de -196,7% na comparação com o 2t19.

A margem Ebitda da Burger King totalizou -34,4% no 2t20, apresentando retração de 4.550 ponto percentual na comparação com o 2t19. 

O resultado financeiro da Burger King totalizou um prejuízo de R$ 175,9 milhões no 2t20, apresentando variação negativa de 1213,3% quando comparado ao 2t19.

O Prejuízo da Burger King atingiu R$ 186,7 milhões no 2t20, apresentando crescimento de 31.016,7% na comparação com o 2t19, onde o prejuízo tinha sido de 600 mil reais.

Fonte: UOL Economia