O que é Condor - Opções e como funciona

Condor – Opções

O que é Condor – Opções. Significado, conceito, para que serve e como funciona

O Que é Condor?

O Condor pode ser utilizado pelos investidores como uma das possíveis estratégias para operar no mercado de opções.

Abrindo um adendo para uma breve explicação sobre o mercado de opções, este diz respeito ao direito de compra e venda de um bem, em uma data futura, a um preço fixo.

Essa estratégia, ao ser utilizada, torna-se uma aposta feita pelo investidor sobre a alta probabilidade de um ativo se manter, até o momento do vencimento da operação, em um determinado intervalo de preço.

Banner will be placed here

Portanto, o condor diz respeito a um cenário de aposta, no mercado de opções, com baixa oscilação.

Essa estratégia é muito parecida com a estratégia borboleta, tendo como diferença a existência de duas séries intermediárias ao invés de uma.

Faremos, no próximo tópico, uma breve explicação sobre a estratégia borboleta.

Voltando ao condor, essa cria uma grande proteção ao patrimônio do investidor, ou seja, tem como principal objetivo reduzir os riscos envolvidos na operação.

Se o investidor estiver certo e o ativo se mantiver dentro do intervalo de preço estimado até o momento do vencimento da operação, o investidor leva um prêmio, além do valor investido.

Contudo, se a estimativa do investidor for equivocada, ele perderá apenas o prêmio gasto.

Portanto, essa estratégia tem o poder de limitar ganhos e perdas.

O que é a estratégia Borboleta?

Essa estratégia é utilizada para investidores que acreditam que o preço do ativo não irá oscilar muito até seu vencimento.

Portanto, é utilizado para que o investidor se beneficie em momentos em que o ativo esteja dentro de um intervalo de preço no momento do vencimento.

O desembolso inicial do investidor, nessa estrutura, é relativamente baixo, no início da operação.

De acordo com essa estratégia, caso o preço do ativo objeto não oscile para fora do intervalo de preço previsto pelo investidor, este recebe de volta o valor investido somado a um prêmio.

Iremos observar que essa estratégia é muito parecida com a estratégia de condor.

Contudo, o condor pode ser considerada uma estrutura análoga à borboleta, tendo, como grande diferença, a existência de duas séries intermediárias ao invés de apenas uma.

O funcionamento da estratégia de Condor

Por se tratar de uma estratégia que tem o intuito de reduzir as perdas e, também limitar os ganhos, cabe ao investidor inicialmente determinar esses limites.

Para formular essa estratégia, o investidor deverá comprar opções com determinados valores de strike e vender opções com valores diferentes. Também deve-se pagar um prêmio de entrada na operação.

Feito isso, se o ativo oscilar entre os valores de strike de venda, o ganho dessa operação será o mais alto possível.

O ganho diz respeito à diferença do valor de venda, compra e do prêmio pago.

De outra forma, se o valor do ativo estiver abaixo do preço de compra ou acima do de venda, haverá perda, mas, essa perda, será restrita ao prêmio pago na entrada.

Essa é a forma utilizada pelo condor para limitar perdas e ganhos.

Vantagens e Desvantagens do Condor

O Condor tem como vantagem, como já destacado, limitar as perdas. Tal fato ocorre porque o único valor que se perde, caso o investidor faça previsões erradas, é o valor pago na entrada.

Por outro lado, uma desvantagem diz respeito aos valores ganhos na operação, que são semelhantemente limitados.

Outra desvantagem pode estar relacionada ao fato do condor depender da liquidez, e volatilidade dos preços, ou seja, fatores externos à estratégia do investidor.

Para quem o Condor é indicado?

Mesmo parecendo muito simples a estratégia do condor, os investidores mais inexperientes devem ter muito cuidado quando aplicá-la.

Devido aos riscos envolvidos serem muito altos, esse tipo de operação exige um conhecimento bem profundo.

Ou seja, esse tipo de investimento exige um conhecimento mais complexo do que aparenta, e é indicado para investidores com perfis mais agressivos.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE