A taxa média do crédito imobiliário vai se manter abaixo da Selic pelo menos até o início de um processo de afrouxamento monetário, na análise de especialista.

A competição entre os bancos e a obrigação que eles têm de direcionar recursos da poupança para a modalidade vêm freando o repasse das altas da Selic para os contratos.

A taxa média nominal de crédito imobiliário dos cinco maiores bancos do país se situava em 9,33% no início da segunda quinzena de março, logo após a Selic ter subido para 11,75% ao ano, mostra levantamento da plataforma de comparação Melhor Taxa.

Conforme a sinalização do Banco Central (BC), a taxa básica deve alcançar 12,75% ao ano em maio.

→ Como Ganhar Dinheiro com Imóveis? Veja os 3 Melhores Fundos Imobiliários para Lucrar todos Meses

Os juros do financiamento imobiliário vinham subindo desde o início do ciclo de alta da Selic e se mantiveram acima da taxa básica da economia até o começo deste ano. Depois disso, estacionaram.

Fonte: Valor Econômico.