Como Ter Bons Investimentos em Época de Maior Inflação
| , ,

Como Ter Bons Investimentos em Época de Maior Inflação

Veja o que você precisa entender para investir nas melhores ações em um cenário de pressão inflacionária.

Por
Atualizado em 24/03/2021

Depois de surpreender o mercado com uma alta de 0,75% na taxa Selic, o Banco Central do Brasil (BCB) sinalizou mais uma alta de 0,75% na próxima reunião.

O mercado financeiro gostou e reagiu com o real se valorizando frente ao dólar e com a bolsa brasileira subindo.

O mercado, por sua vez, ajustou a expectativa para a taxa Selic ao final deste ano para 5,0%.

Sim, o ciclo de quedas da Selic chegou ao fim e agora viveremos uma normalização dos juros.

Claro, no meio do caminho poderão acontecer ajustes de expectativas, mas uma Selic a 2,0% ao ano é algo que vai ficar por muito tempo somente na nossa lembrança.

Algo totalmente atípico e circunstancial.

Banner will be placed here

Ainda que o Brasil não esteja acompanhando o ritmo, o mundo está superando a pandemia.

Os preços de commodities estão subindo.

Como já falei aqui, isso é bom para muitas empresas da bolsa de valores, mas, no curto prazo, isso pode pesar no bolso do brasileiro.

Alimentos subindo, gasolina subindo, diesel subindo… você já sabe o nome da história.

Soma-se a isso um dólar que insiste em não cair e temos a receita para uma pressão inflacionária.

Até aí tudo bem, mas pense: e quando as coisas voltarem ao normal no Brasil? E quando a grande maioria da população já se sentir segura para sair de casa?

Sim, deveremos ter um surto consumista curto, passageiro, mas também intenso.

Anote aí: não será surpresa se em meados de julho ou agosto vejamos o acumulado de 12 meses da inflação medida pelo IPCA acima dos 7% ao ano.

Sim, a Selic está subindo já, mas em termos reais o nosso juro ainda é muito baixo.

Feita essa breve análise, o que fazer diante disso?

Como Investir no Cenário Econômico Atual? Veja as 3 Ações de Empresas com Maior Potencial de Valorização no Brasil.

Bom, já fica claro que mesmo com a Selic aumentando, a vida do investidor de renda fixa tradicional pode ficar ainda mais difícil.

Parte do seu capital precisa estar alocado em ações inevitavelmente.

As empresas listadas em bolsa são as melhores empresas do país. São a nata da nata.

São empresas que possuem poder de repasse de custos, de maneira que elas conseguem automaticamente se blindar da inflação.

Ou seja, busque ter ações com vantagens competitivas e que estejam em um setor com barreiras à entrada de novos concorrentes.

Mais do que isso, incremente empresas dolarizadas na sua carteira de ações, sejam exportadoras ou sejam ações de empresas estrangeiras.

Felizmente, hoje a carteira do Joias da Bolsa conta com tudo isso: empresas sólidas em setores oligopolizados, empresas dolarizadas e empresas estrangeiras.

O baixinho que toca a carteira está fazendo um sucesso danado, com um desempenho de 63% desde o início da carteira frente 23% do Índice Bovespa.

Não é à toa: escolhendo a dedo as empresas que estão mais escancaradamente baratas, o resultado aparece para os assinantes.

Notícias do Mercado Financeiro

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE