Setembro chegou e, com ele, o início do fim do ano.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Sim, ainda há bastante água para passar debaixo da ponte em 2021, mas já começam as reflexões e as chamadas das “melhores ações para 2022”.

Vamos devagar.

Primeiro, porque o foco é no longo prazo, não em 2022.

Segundo, se é para focar no agora, vamos focar em setembro, não em 2022.

Antes disso, vamos mencionar 3 casos aqui…

Primeiro: você lembra que no final de 2019 todos esperavam um 2020 fabuloso, com a economia bombando, emprego retomando, PIB crescendo e reformas sendo aprovadas?

Mas tivemos uma pandemia na frente que ninguém poderia prever.

Segundo: você lembra de março de 2020, quando todos acreditavam que teríamos um crash generalizado?

Que o Ibovespa iria para os 50 mil pontos e que teríamos falências em massa?

Mas tinham ali os arsenais dos bancos centrais e uma absurda capacidade de adaptação do ser humano.

Terceiro: lembra daquela frase do Peter Lynch em que ele afirma que as pessoas perdem mais dinheiro se preparando para grandes crises do que nas crises em si?

Então, isso é para mostrar que jamais acertaremos o cenário futuro e, se acertarmos, é uma questão de sorte.

Lógico que podemos confabular, pois esses modelos mentais são úteis e nos ajudam a construir uma distribuição de probabilidades, ainda que a nossa chance de errar seja grande.

Mas onde quero chegar com isso?

Mesmo não sabendo o que nos aguarda pela frente, não quer dizer que devemos ficar parados.

Pense no primeiro e no segundo cenário que traçamos aqui acima e extrapole para os dias de hoje. 

O seu eu do futuro fará o seguinte questionamento:

“Lembra quando os 3 poderes estavam em crise, a variante delta avançava mesmo com as vacinas, os juros subiam, a bolsa começava a ceder, tínhamos um risco eleitoral à frente?".

Tal qual nos cenários anteriores, hoje pode parecer que vai dar tudo errado.

Mas pense que logo à frente poderemos ter realidades bem melhores, tal qual ocorreu em 2002 quando o mercado achou que o Brasil seria destruído, assim como ocorreu em 2016 quando tudo parecia perdido.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Vamos pensar nas assimetrias de hoje…

Ainda temos desemprego alto e crédito escasso

O nível de confiança dos consumidores ainda é baixo, ainda estamos com restrições devido à pandemia, o dólar está forte em relação ao real, os juros futuros voltaram a subir. 

A bolsa de valores em dólar ainda está longe dos níveis pré-pandemia e ainda mais longe das suas máximas.

A razão de preço sobre lucro da bolsa brasileira está muito comprimida e, em termos relativos, está bem mais barata do que outras bolsas internacionais.

De modo resumido é o seguinte: não está bom, mas chegamos a um estágio em que há muito mais a se ganhar do que a se perder.

Assim como foi em outubro de 2002, como foi em janeiro de 2016 e como foi em março de 2020.

A assimetria de investir em bolsa é favorável.

Se eu pudesse dar uma única recomendação para o mês de setembro seria a seguinte: compre ações de boas empresas e que estejam sendo cotadas a preços razoáveis.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Simplifique o processo.

Não tente acertar todas. Lembre-se que poucos acertos, no longo prazo, mais do que compensam diversos erros.

Para isso, diversifique. Nunca sabemos o que estamos fazendo e, por isso, vamos usar a diversificação a nosso favor.

Tenha paciência e abuse do bom senso.

No final das contas, é isso que vai fazer a diferença.

Tudo passa.

Fica aqui o convite para você acessar as melhores ações selecionadas pela nossa plataforma.