Como Reconhecer o Momento de Compra e Venda de Ações
| , ,

Como Reconhecer o Momento de Compra e Venda de Ações

Entenda como a valorização das ações da Schulz (SHUL4) pode ajudar você a saber quando vender um ativo.

Por
Atualizado em 18/03/2021

O que é mais importante: Saber o melhor momento de comprar uma ação ou o melhor momento de vender uma ação?

Bom, saiba que as duas variáveis possuem o mesmo peso de importância para se atingir o sucesso nos investimentos em ações.

Vou te ensinar o método que eu utilizo na carteira do Canal Joias da Bolsa (que aliás, está com uma promoção especial na assinatura) para tomar essas decisões. 

O método foi baseado nos ensinamentos de Warren Buffett, o que não poderia ser diferente já que somos Value Investors.

Primeiro temos que entender que o preço de compra da ação afeta diretamente o retorno do seu investimento. 

Apesar do que muitos dizem por aí, preço importa. 

Focamos nossas compras em empresas que possuam algum tipo de vantagem competitiva durável, logo quanto mais alto pagamos por suas ações, menor a taxa de retorno inicial e menor a taxa de retorno sobre o lucro da empresa.

Calma, você já vai entender.

Banner will be placed here

Veja esse o exemplo abaixo:

Imagine que em 2006, tivéssemos comprado as ações da indústria Schulz, por entender que ela apresentava diferenciais frente aos seus concorrentes. 

Naquele momento, você teria desembolsado um valor de R$ 0,65 por ação diante de um lucro de R$ 0,12 por ação, o que significa dizer que a Schulz negociava a um pouco mais de 5 vezes o seu lucro. 

Lembre-se que você precisa enxergar as empresas como sócio e com visão de negócio. 

Em 2016, exatos 15 anos depois da sua compra, a SHUL4 gerava um lucro por ação de R$ 0,34. 

Em relação ao seu preço inicial de R$ 0,65 por ação, significa dizer que você pagou 1,9 vezes o lucro, enquanto a preços de 2016 ela negociava a mais de 8 vezes o lucro.  

Quanto menos vezes o lucro você pagar por uma boa empresa, maior serão seus ganhos futuros.

Benjamin Graham, pai do Value Investing, fez a seguinte afirmação:

“Empresas com grandes vantagens competitivas, raramente, ou nunca, são vendidas a um preço de barganha”.

Isso explica o motivo pelos quais os maiores seguidores da filosofia do Value Investing “raiz”, possuem ações fora do radar dos principais analistas do mercado.

Contudo, vale destacar que a alta volatilidade do mercado financeiro, principalmente em momentos de pânico generalizados como aconteceu em março de 2020, torna possível comprar participações de empresas de alta qualidade e com vantagens competitivas duradouras a preços descontados. 

Digamos, que não seja errado flexibilizar a abordagem da Ben Graham, ainda mais no Brasil, que possui um dos mercados mais voláteis do mundo.

Além disso, as melhores empresas da bolsa podem apresentar em determinados momentos, preços descontados quando se deparam com um problema solucionável.

Qual a Melhor Small Cap na Bolsa? Veja Aqui a Melhor Small Cap para Você Investir Hoje!

MGLU3 é um exemplo prático do que estou falando.

Na outra ponta, isto é, a venda das ações, você deve ser tão estratégico como no momento da compra.

Sobre a venda, eu inicio fazendo a seguinte afirmação: 

“O melhor momento de vender uma ação é nunca ou ao menos deveria ser”.

Entenda que quanto maior o tempo você permanecer com uma empresa que possui diferenciais estratégicos e vantagens competitivas, maiores serão seus ganhos.

Afinal, quanto mais lucros a empresa gerar, maior será sua valorização

Lembre-se que as empresas são negociadas a múltiplos dos lucros

Veja o exemplo citado sobre as ações da SHUL4, quanto mais cresciam seus lucros, mais as ações se valorizaram.

Ações da Schulz (SHUL4)
Valorização da ação da Schulz (SHUL4).

Operacionalmente, quando vendemos uma ação, devemos obrigatoriamente pagar impostos

Precisamos destinar para o governo 15% do lucro da venda.

Ainda assim, existirão momentos em que será vantajoso vender as ações. 

O primeiro momento é quando você enxerga outra oportunidade com uma melhor relação risco x retorno

Fizemos isso recentemente na carteira Joias da Bolsa

Substituímos as ações da ALUP11 por outras duas assimetrias mais poderosas. 

Cabe mencionar que a Alupar é uma das melhores empresas do setor, mas para o Value Investing existiam outras oportunidades com mais aderência à estratégia.

O segundo momento é mais desafiador, pois exige que o investidor perceba que a empresa está perdendo seus diferenciais competitivos. 

Isso é algo que pode acontecer com certa facilidade. 

Qual a Melhor Small Cap na Bolsa? Veja Aqui a Melhor Small Cap para Você Investir Hoje!

Quando a Cielo (CIEL3) negociava acima de R$ 20 por ação, praticamente ela detinha um monopólio, gerando elevadas margens. 

Com a entrada de concorrentes nesse segmento, a empresa viu sua barreira de competitividade ruir, assim como seus diferenciais e resultados.

Hoje a ação é negociada abaixo de R$ 4. 

O último momento que deveríamos vender as ações é quando a bolsa de valores ou as ações da empresa entram em um frenesi insano de compra, fazendo com as cotações disparem.

Nesses momentos, a empresa passa a ser negociada a valores acima de suas realidades econômicas de longo prazo.

Isso aumenta o risco significativamente da sua carteira de ações.

A realidade econômica de longo prazo ou seu valor intrínseco, chame como preferir, servem como um campo gravitacional quando os preços atingem a estratosfera. 

Em algum momento os preços retornaram aos patamares realistas.

Na carteira Joias da Bolsa, vendemos ROMI3 justamente por esse motivo. 

Lucramos 192% e vendemos por entender que os preços já estavam acima do seu valor econômico.

Neste caso, vale a venda e substituição em ações com margem de segurança apropriadas ou até mesmo alocar o recurso em uma reserva de oportunidade

Entenda que quando vendemos uma ação, não somos obrigados a comprar outra. 

Muitas vezes permanecer com o dinheiro em caixa, aguardando oportunidades, vale muito a pena. 

Sempre haverá uma próxima queda do mercado de ações e ela irá nos oferecer grandes oportunidades.

É assim que fazemos compras, vendas ou aguardamos os momentos mais oportunos na carteira Joias da Bolsa.

Análise de Ações

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE