Como Funciona a Proposta de Tributação de Dividendos
| ,

Como Funciona a Proposta de Tributação de Dividendos

Entenda como deve funcionar a tributação de dividendos proposta pela reforma tributária encaminhada pelo governo federal.

Por
Atualizado em 29/06/2021

Nós, investidores de ações pagadoras de dividendos, só temos um assunto para falar hoje: a reforma tributária e a tributação de dividendos.

O governo federal enviou para o legislativo a sua proposta de reforma tributária.

Ele alegava, antes de enviar a proposta, que a reforma era importante para simplificar o nosso caótico sistema tributário que tanto nos tira competitividade como país.

Trabalhamos até maio para pagar impostos, e as empresas gastam milhares de horas só para ficar em dia com as infindáveis demandas da Receita Federal.

É como se corrêssemos a corrida mundial dos negócios com uma bola de ferro acorrentada na perna.

Estou falando isso pois, se for para tributar dividendos, mas na outra ponta termos um benefício maior de tornar o país mais competitivos, então eu apoiaria essa medida.

Mas não é o que está acontecendo.

Banner will be placed here

Na prática, essa reforma tributária embaralha novamente as cartas e mantém o sistema complexo e ineficiente.

Do lado empresarial, a ideia de taxar os dividendos era clara: transferir a tributação de dentro da empresa, para o bolso do acionista

Mais uma vez, se fosse assim eu apoiaria. Mais uma vez, não é o que está acontecendo.

O governo quer tributar em 20% os dividendos distribuídos e diminuir o IRPJ de 15% para 10%.

Tributa de uma vez e diminui o IRPJ gradualmente, ainda por cima.

Não quero entrar na parte técnica da coisa para não tornar a leitura aqui monótona.

Nessa mesma reforma há outras medidas, como a unificação do PIS e Cofins em único outro imposto e o fim do Juros Sobre Capital Próprio (JCP). 

Essas duas medidas aumentam a carga tributária incidente sobre as empresas.

Se você juntar os fatos, concluirá rapidamente que as empresas pagarão ainda mais impostos com essa reforma tributária.

Não há benefício no que está sendo proposto, se olhado em conjunto.

Portanto, eu, que outrora me manifestei a favor de uma reforma tributária, sou contra a que foi apresentada agora.

Sempre defenderei a simplificação e tirar o tributo de dentro da empresa para colocar no acionista, mas nada disso está acontecendo agora.

Enquanto o governo trabalha para atrapalhar os planos de quem pretende viver de renda, sigo firme e forte no propósito de encontrar os papéis que passarão ilesos por esse ruído.

Continuaremos investindo de forma sistemática em ativos de qualidade e geradores de renda, tributados ou não.

Mantenhamos nossos olhos abertos e saibamos desviar das pedras no caminho.

Seguiremos na estrada com a mesma missão e a mesma empolgação de sempre.

Análise de Ações

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE