O ano de 2022 já começou, mas os investidores da bolsa de valores brasileira ainda não percebem grandes diferenças nos movimentos do mercado de ação.

Enquanto o Ibovespa acumula queda de 3% na primeira semana do ano, muitos investidores ainda estão preparando suas carteiras de investimentos para proteger o patrimônio do que está por vir.

Mas se você faz parte desse grupo, que busca construir riqueza através de investimentos, talvez ainda esteja tentando compreender os prováveis cenários do mercado financeiro para 2022.

Mesmo sendo impossível adivinhar os movimentos do mercado e o que pode ocorrer nos próximos 12 meses, é importante entender o que está previsto para este ano.

Então, você está pronto para saber mais sobre como deve ser o ano de 2022 na política, na economia e no mercado financeiro?

Leia até o final para conhecer alguns cenários que o investidor brasileiro pode esperar que impactem os ativos financeiros neste ano.

Política: Eleições 2022

O ano de 2022 no Brasil será intensamente marcado pela política, uma vez que este é um ano de eleições presidenciais, para os governadores estaduais e para o Congresso Nacional.

Só no âmbito legislativo devem ser eleitos os 513 deputados federais da Câmara, um terço dos 81 senadores e os deputados estaduais

A corrida eleitoral promete ser influenciada por forte polarização na disputa entre os candidatos, podendo influenciar os movimentos de todo mercado financeiro.

Onde Investir no Cenário Político Atual? Baixe Grátis o Relatório “Os Melhores Investimentos com a Política Atual".

Economia Brasileira em 2022

No campo econômico, os investidores seguem atentos à definição do Orçamento e o Teto de Gastos Públicos de 2022, assunto que ganhou destaque no final de 2021.

Nos últimos meses, os riscos fiscais e o descontrole nas contas do Governo se destacaram entre as notícias, estabelecendo clima de tensão na Bolsa de Valores e nos juros futuros.

A responsabilidade fiscal certamente será um tema alvo da atenção dos agentes do mercado financeiro.

A inflação também é um assunto que guiará as discussões econômicas e de investimentos de 2022.

O IPCA deve fechar acima dos dois dígitos em 2021 e, segundo o Boletim Focus, deve registrar um aumento dos preços acima da meta de 3,5% e muito próximo do limite superior de 5%.

Já em relação à taxa básica de juros, o relatório semanal do Banco Central já estima a Taxa Selic acima dos 11% ao final de 2022, sendo considerada a principal medida para conter a inflação

Enquanto isso, os indicadores de consumo das famílias e confiança dos empresários continuarão sendo influenciados pelas movimentações de fatores como:

  • Inflação;
  • Crescimento ou decrescimento da renda real;
  • Variações na taxa de desemprego;
  • Alta do crédito, à medida em que a Selic continue a subir.

Economia Global em 2022

No ano de 2022, alguns tópicos devem continuar como focos de atenção do noticiário econômico:

  • Inflação global;
  • Problemas nas cadeias de suprimentos;
  • Escassez na indústria de chips;
  • Crise hídrica.

Esses fatores também contribuíram para os aumentos de preços de diversos produtos e serviços como carros, eletrônicos, alimentos e energia elétrica no Brasil e ao redor do mundo.

Commodities em 2022

Nas commodities, o mercado segue acompanhando principalmente as cotações do petróleo, da celulose e do minério de ferro.

No caso do petróleo, a commodity registrou fortes altas no último ano, retornando ao patamar de 2018 e induzindo os aumentos de preços dos combustíveis no Brasil em 2021.

Já a cotação do minério de ferro apresentou forte movimento de queda a partir de maio do ano passado, quando chegou à região dos US$ 215 por tonelada.

O minério de ferro e o petróleo influenciam fortemente as cotações da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR4), empresas com grande peso no Ibovespa.

→Como Investir no Cenário Econômco Atual? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização no Brasil.

Enfrentamento à Pandemia em 2022

Por fim, no enfrentamento à pandemia, as atenções ainda pairam sobre o avanço da vacinação e as novas variantes da Covid-19, especialmente a Delta e a Ômicron.

As duas cepas se destacaram sendo as que mais impactaram os mercados globais no segundo semestre de 2021.

À medida em que a vacinação se tornar abrangente e mais eficiente, espera-se um grau maior de retomada das atividades econômicas e da circulação de pessoas.

Esses dois aspectos ainda são as maiores esperanças das bolsas de valores ao redor do mundo.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Quer preparar seus investimentos para este ano? Você pode conferir a carteira recomendada com os melhores ativos para investir em 2022.

Vale ressaltar que, para não correr riscos desnecessários, você deve conhecer o seu perfil de investidor.

Realize o Teste do Perfil de Investidor e saiba como investir com mais segurança na bolsa de valores.

Fonte: Toro Investimentos.