Após o encerramento da greve dos servidores do Banco Central, aprovada na terça-feira, 5, o órgão divulgou nesta quarta-feira, 6, um calendário de publicação para alguns indicadores que estavam atrasados.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A greve da categoria começou dia 1º de abril e durou cerca de três meses. Amanhã, às 9h, o BC vai publicar o resultado do Questionário Pré-Copom de maio e junho.

Já 12h, será a vez da atualização do Top 5 de abril (Curto Prazo IPCA), 1º trimestre (Médio Prazo taxa de desocupação), de maio (Curto Prazo IPCA e Selic) e do ranking de 12 meses iniciado em abril de 2021 (IPCA).

Depois, às 15h, haverá a divulgação do Relatório de Poupança de maio e junho, seguido, às 16h30, da atualização parcial dos Indicadores Selecionados, mas sem o fluxo cambial ou o resultado das operações cambiais da autoridade monetária.

Serão divulgados, contudo, o Indicador de Commodities do BC (IC-Br), de abril a junho, e o Indicador de Atividade Econômica do BC (IBC-Br), de março e abril.

Na sexta-feira, 8, a primeira divulgação será a atualização do Boletim Focus, às 8h30, com os relatórios semanais de 6 de maio a 1º de julho (9 arquivos).

Como Investir no Cenário Econômico Atual? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização no Brasil.

Na sequência, às 9h, o BC vai divulgar a distribuição de frequências referente a maio e junho.

Já 12h, será a vez do Top 5 de junho (Curto Prazo IPCA e Selic), 2º trimestre (Médio Prazo IPCA, Cesta e Administrados, Câmbio) e ranking acumulado de 12 meses iniciado em maio de 2021 (IPCA).

Já, na segunda-feira, o órgão vai voltar a publicar normalmente o Boletim Focus, às 8h30, com a atualização da série toda das expectativas de mercado às 9h.

Fonte: Estadão Conteúdo.