Cogna (COGN3) informou na quinta-feira (26), através de fato relevante, que concluiu, a 7ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em duas séries, da Cogna, no valor total de R$900 milhões, com valor nominal unitário de R$1.000,00 na data de emissão das Debêntures.

As Debêntures foram objeto de distribuição pública com esforços restritos de colocação, nos termos da Instrução da CVM nº 476, de 16 de janeiro de 2009, conforme alterada e possuem as seguintes características:

1ª Série

  • Quantidade: 608.317
  • Valor nominal unitário: R$ 1.000,00
  • Vencimento final: 20 de agosto de 2024
  • Pagamento do valor nominal: Parcela única no vencimento final
  • Remuneração: DI + 2,60%
  • Pagamento da remuneração: Semestralmente
  • Recompra: a partir de 20 de fevereiro de 2023 (inclusive)

2ª Série

  • Quantidade: 291.683
  • Valor nominal unitário: R$ 1.000,00
  • Vencimento final: 20 de agosto de 2026
  • Pagamento do valor nominal: Anual a partir de agosto de 2025
  • Remuneração: DI + 2,95%
  • Pagamento da remuneração: Semestralmente
  • Recompra: a partir de 20 de agosto de 2024 (inclusive)

As Debêntures visam alongar o passivo financeiro da Cogna, aportar capital em suas controladas, sendo o remanescente destinado para o reforço do capital de giro da Cogna.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Adicionalmente, a Companhia, na qualidade de fiadora, celebrou o “Quinto Aditamento ao Instrumento Particular de Escritura da 4ª Emissão de Debêntures Simples, não Conversíveis em Ações, da Espécie Quirografária, com Garantia Adicional Fidejussória, em Série Única, para Distribuição Pública, com Esforços Restritos de Colocação, da Editora e Distribuidora S.A.” da emissão no montante total de R$ 220 milhões.

Com isso, os títulos passaram a apresentar as seguintes características:

  • Quantidade: 2.200
  • Valor nominal unitário: R$ 100.000,00
  • Vencimento final: 15 de agosto de 2026
  • Pagamento do valor nominal: Anual a partir de agosto de 2023
  • Remuneração: DI + 2,75%

Pagamento da remuneração: Semestralmente

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Resultado da Cogna no Segundo Trimestre de 2021

O resultado da Cogna (COGN3) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 13 de agosto, apresentou um prejuízo líquido de R$ 92,9 milhões no 2t21, apresentando redução no prejuízo de -79,6% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda recorrente da Cogna atingiu R$ 329,5 milhões no 2T21, apresentando crescimento de 173,2% na comparação com o 2T20.

A margem Ebitda recorrente da Cogna totalizou 25,3% no 2T21, apresentando crescimento de 16,5 pontos percentuais na comparação com o 2T20.

A margem líquida da Cogna atingiu -8,1% no 2T21, apresentando crescimento de 29,1 pontos percentuais na comparação com o 2T20.

As ações da Cogna (COGN3) acumulam alta de 5,59% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 44,28% nos últimos 12 meses.