CCR (CCRO3) Compra Fatia de 6,33% da Riopar na VLT Carioca
SIMULE AGORA
| ,

CCR (CCRO3) Compra Fatia de 6,33% da Riopar na VLT Carioca

A CCR fechou a compra das ações detidas pela Riopar na Concessionária do VLT Carioca, equivalente a 6,33% de seu capital social.

Por
Atualizado em 24/10/2021

A CCR (CCRO3) e a sua controlada Companhia de Investimentos em Infraestrutura e Serviços (CIIS) fecharam acordo com a Riopar Participações para a transferência à CIIS da totalidade das ações detidas pela Riopar na Concessionária do VLT Carioca, equivalente a 6,33% de seu capital social. O valor da aquisição não foi informado.

O acordo prevê também a cessão à CCR da totalidade dos direitos creditórios detidos pela Riopar, relativos aos mútuos concedidos pelas acionistas do VLT Carioca para financiar a operação.

Banner will be placed here

Hoje a CIIS detém 80,82% do capital social da VLT Carioca e, com a consumação da transação, passará a deter 87,15%.

O VLT Carioca é a concessionária responsável pelo sistema de transporte de passageiros através de Veículo Leve sobre Trilhos, na região portuária e central do Rio de Janeiro, pelo prazo de concessão patrocinada de 25 anos.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da CCR no Segundo Trimestre de 2021 

resultado da CCR (CCRO3) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 12 de agosto, apresentou um prejuízo de -R$ 44 milhões no 2t21, contra prejuízo de -R$ 142,1 milhões em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. 

Ebitda da CCR atingiu R$ 1,4 bilhão no 2t21, apresentando crescimento de 65,4% na comparação com o 2t20. 

margem Ebitda da CCR totalizou 60,7% no 2t21, apresentando crescimento de 12,4 ponto percentual na comparação com o 2t20.  

Margem bruta da CCR atingiu 21,1% no 2t21, apresentando retração de -2,4 ponto percentual na comparação com o 2t20. 

As ações da CCR (CCRO3) acumulam queda de 9,43% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 8,85% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE