O que é Carnê Leão?

O Carnê Leão é uma forma de recolher o imposto de renda pessoa física mensalmente.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Essa opção é obrigatória quando o contribuinte passa a receber valores equivalentes ou superiores aos R$ 1.903,98.

O Carnê Leão é utilizado para recolher impostos sobre operações onde a receita não consegue tributar a fonte pagadora, ou seja, as pessoas físicas.

Sendo assim, aquele que é autônomo e não possui uma pessoa jurídica e está desenvolvendo serviços para outras pessoas físicas, precisa recolher o Carnê Leão.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o Carnê Leão?

Atualmente o Carnê Leão pode ser feito através da internet, no site da Receita Federal. Mas até o período de 2020 a Receita disponibiliza programas que podem ser baixados.

No site da Receita há aplicativos de cada um dos anos anteriores. O Carnê Leão se refere ao recolhimento de imposto de renda, portanto é um imposto federal.

Vale destacar que o Carnê Leão não se refere a contribuições previdenciárias, ou seja, as suas obrigações com a previdência ainda precisam ser realizadas, além do Carnê Leão.

O não recolhimento do Carnê Leão ao longo dos meses pode gerar notificações e até multa ao contribuinte.

Deixar de recolher o Carnê Leão e lançar os valores recebidos na declaração de ajuste anual do imposto de renda não é certo e pouco prudente.

Dentro da declaração do Carnê Leão você deverá preencher a planilha inserindo os rendimentos e as deduções legais.

Em rendimentos, os valores podem ser divididos em:

  • Rendimentos não assalariados;
  • Aluguéis;
  • Exterior;
  • Outros.

Já nas deduções a divisão fica da seguinte forma:

  • Previdência Oficial;
  • Dependentes;
  • Pensão alimentícia;
  • Livro Caixa.

Ao preencher os itens da aba rendimentos, os valores vão ser contabilizados integralmente e vai para a base de cálculo do Carnê Leão.

Quando lançados os valores referentes às deduções, aí existe uma redução sobre o valor dos rendimentos, formando uma nova base de cálculo.

Aliás, diferentes faixas de valores, em cada uma existem diferentes alíquotas e deduções:

Base de Cálculo (R$)AlíquotaParcela a Deduzir do IR
Até 1.903,98IsentoIsento
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5%R$ 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15%R$ 354,8
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5%R$ 636,13
Acima de 4.664,6827,5%R$ 869,36

Exemplo:

A pessoa recebe R$ 3.700,00 em rendimentos não assalariados e possui uma previdência oficial de R$ 294,20.

Com esses dados a guia de recolhimento de IR ficará em R$ 156,07. Mas, sem as deduções, o valor a pagar ficará em R$ 200,20.

As deduções fazem uma boa diferença, mas fique atento. Só utilize deduções legais e aquelas que você possui documentação comprobatória.

Em caso de fiscalização, o contribuinte pode ser penalizado caso não consiga esclarecer as origens das deduções ou relação das mesmas com a atividade.

Havendo mais dúvidas com relação a valores, você pode fazer uma simulação através do site da Receita Federal.

Benefícios do Carnê Leão

Depois de um ano de recolhimento, você terá no ano seguinte a contribuição de ajuste anual de imposto de renda.

Ainda no Carnê Leão, você terá que exportar os dados para a declaração de IR. No programa de declaração do ajuste anual, você vai importar tais dados.

Os valores pagos por meio do Carnê Leão, serão descontados ou até restituídos, dependendo da situação de sua declaração.

Ao analisar o Carnê Leão à primeira vista, parece que o mesmo é ruim. Porém, o adiantamento dos pagamentos de IR pode ser uma boa para o contribuinte.

Adiantar esses pagamentos reduz a carga no início do ano seguinte. Uma vez que a declaração de ajuste anual, de qualquer forma, vai ficar menos onerosa e até, pode render uma restituição.

Dependendo da situação, os valores somados ao longo dos 12 meses podem gerar uma quantia substancial.

Valor no qual o contribuinte poderia se ver obrigado a parcelar e pagar mais juros. Com os pagamentos mensais no Carnê Leão, tal situação não ocorre.