O que é capital circulante líquido e como funciona

Capital Circulante Líquido

O que é capital circulante líquido. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é Capital Circulante Líquido (CCL)?

Capital circulante líquido é o montante em dinheiro, bens ou direitos que uma empresa possui em reserva para garantir e/ou expandir suas atividades durante um ciclo de operações.

Esse valor é obtido com base em dois conceitos: o ativo circulante e o passivo circulante da empresa em questão.

O ativo circulante são os bens de uma empresa que possuem o maior nível de liquidez e serão vendidos, consumidos ou convertidos em dinheiro durante o período.

Nesse cálculo entram diversos ativos, como o caixa da empresa, seu saldo bancário, contas a receber, estoques e até mesmo aplicações financeiras. 

Já o passivo circulante, são as contas e despesas que a empresa deve cobrir durante os 12 meses de exercício social, tais como salários, aquisição de insumos e impostos. 

Para obter o CCL se calcula a diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante da empresa. 

Banner will be placed here

O Capital Circulante Líquido no Mercado Financeiro

O CCL é um indicador de liquidez, que mede a capacidade da empresa de cumprir com seus compromissos de pagamento e manter suas operações funcionando. 

Essa classe de dados é amplamente utilizada na análise fundamentalista, e visa avaliar o equilíbrio financeiro da empresa onde se pretende investir. 

No entanto, embora essencial para a empresa do ponto de vista contábil, o CCL não é o principal indicador de liquidez e tem importância regular para o investidor. 

Seu valor pode ser averiguado através da liquidez corrente, que é considerada por muitos analistas um dos indicadores mais importantes. 

Além disso, trata-se de um número absoluto, o que dificultará a comparação entre as distintas empresas onde se pretende investir. 

Como Calcular o Capital Circulante Líquido

Os dados necessários para o cálculo do CCL podem ser encontrados no balanço patrimonial da empresa, documento interessante para quem está pensando em investir. 

Esses documentos costumam ser publicados com frequência trimestral pelas empresas que comercializam ações na bolsa de valores, e são apresentados segundo o calendário de resultados. 

Neles, além de outras informações relevantes, estão indicados os valores tanto do ativo como do passivo circulante da empresa. 

Com ambos valores em mãos, basta subtrair o passivo circulante do ativo circulante

De maneira simplória, caso não exista diferença entre ativo e passivo circulante, ou ela seja muito baixa, a saúde financeira da empresa aparenta estar comprometida.

Por outro lado, se ela é muito grande, a avaliação pende para o outro lado e leva a acreditar que o dinheiro dos investidores está parado, sem gerar valor.  

No entanto, a necessidade de CCL de uma empresa varia em função de uma série de fatores, tais como o momento e o contexto econômico, ou os planos de expansão durante o ciclo de operações. 

Sendo assim, avaliar somente esse indicador não garante uma noção adequada da empresa como investimento. 

Por isso, não é recomendável guiar-se somente por ele. 

Conhecer melhor os indicadores de liquidez e outros pontos da análise técnica de ações antes de se arriscar vai oferecer maiores possibilidades de bons resultados.

Se ainda tem dúvidas ou quer saber mais sobre capital circulante líquido, consulte o artigo completo sobre indicadores de liquidez.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE