O Sistema de Aposentadoria dos Funcionários Públicos da Califórnia (CalPERS), maior fundo de pensão público dos EUA, disse que planeja votar a favor de uma proposta de acionistas para substituir Warren Buffett como presidente da Berkshire Hathaway (BERK34).

O fundo tem mais de US$ 450 bilhões em ativos sob gestão e cerca de US$ 2,3 bilhões em ações da Berkshire.

A proposta, apresentada pelo National Legal and Policy Center, que também é acionista, pediu um presidente independente, dizendo que a estrutura de governança está enfraquecida com os cargos de presidente e CEO ocupados pela mesma pessoa.

"O CEO da Berkshire Hathaway Inc. também é presidente do conselho", disse o CalPERS em um arquivamento da SEC na terça-feira. 

“Acreditamos que essas funções – cada uma com responsabilidades separadas e diferentes que são críticas para a saúde de uma corporação de sucesso – são muito diminuídas quando desempenhadas por um único funcionário da empresa, enfraquecendo assim sua estrutura de governança”.

A Berkshire se opõe à proposta e recomendou que os acionistas façam o mesmo, dizendo no mês passado que Buffett deveria continuar nos dois cargos.

O investidor bilionário Buffett administra a empresa que criou desde 1965 e tem cerca de 32% de poder de voto na empresa e possui cerca de 16% das ações da Berkshire.

A empresa planeja que seu filho, Howard Buffett, seja o presidente não executivo após a saída de Buffett e o atual vice-presidente Greg Abel seja o CEO, segundo a Reuters .

"O Conselho acredita que enquanto Buffett for o CEO da Berkshire, ele deve continuar como Presidente do Conselho e como CEO da Berkshire", disse a empresa em um documento à SEC

A proposta será votada na assembléia anual de acionistas da Berkshire em 30 de abril.