A agenda econômica desta semana está repleta de indicadores econômicos importantes. Na quarta-feira (29), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulga o IGP-M de junho.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

No exterior, o mercado aguarda a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos.

Todo domingo, o TheCap analisa o Calendário Econômico brasileiro e mundial, junto com a Agenda do Mercado Financeiro, destacando os principais eventos que afetarão o mercado financeiro da semana.

Esses comentários são sobre os destaques do mercado financeiro da semana de 26/06 a 02/07.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Sondagem da Construção

Na segunda-feira (27), o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre) divulga a Sondagem da Construção.

No mês de maio, o Índice de Confiança da Construção (ICST) caiu -1,4 ponto para 96,3 pontos.

De acordo com Ana Maria Castelo, coordenadora de projetos da construção, a queda da confiança em maio corrigiu um pouco o otimismo do mês passado, mas na comparação interanual, a diferença se mantém significativa em favor de 2022.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Sondagem da Indústria

Na terça-feira (28), o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre) divulga a Sondagem da Indústria.

Índice de Confiança da Indústria (ICI) avançou 2,3 pontos em maio, para 99,7 pontos, alcançando o maior nível desde dezembro de 2021, quando o índice havia registrado 100,1 pontos.

De acordo com Aloisio Campelo Jr., economista do FGV Ibre, após recuar 13 pontos entre julho de 2021 e março de 2022, o ICI sobe pelo segundo mês seguido e se aproxima do nível neutro de 100 pontos.

Sondagem do Comércio

Na terça-feira (29), o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre) divulga a Sondagem do Comércio.

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) avançou 7,4 pontos, para 93,3 pontos no mês de maio, alcançando o maior nível desde outubro de 2021, quando o índice havia registrado 94,2 pontos.

De acordo com Rodolpho Tobler, economista do FGV Ibre, a melhora ocorre tanto na avaliação dos empresários em relação ao momento atual quanto por melhores perspectivas futuras.

IGP-M

Na quarta-feira (29), o mercado aguarda a divulgação do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

No mês de maio, o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), conhecido como a inflação do aluguel, desacelerou para 0,52%, porém acima do esperado pelo mercado.

O esperado é que a inflação do aluguel acelere para 0,67% no mês de junho.

Preços ao Produtor

Na sexta-feira (1), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o Índice de Preços ao Produtor (IPP) referente à maio.

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) desacelerou para 1,94% no mês de abril.

Mesmo com a desaceleração, o resultado de abril é o segundo mais elevado no ano, e acumula uma alta de 18,00% nos 12 meses.

PIB dos Estados Unidos

O mercado aguarda na quarta-feira (29), a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos referente ao 1º trimestre de 2022.

O medo de uma recessão é uma das maiores preocupações dos investidores, que analisarão atentamente os números da taxa de crescimento trimestral do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.