A agenda econômica dessa semana trará diversos indicadores econômicos relevantes. Na quarta-feira (13), investidores estão focados na decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) sobre a taxa Selic.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

No exterior, os investidores estarão atentos à declaração do Fomc.

Todo domingo, o TheCap analisa o Calendário Econômico brasileiro e mundial, junto com a Agenda do Mercado Financeiro, destacando os principais eventos que afetarão o mercado financeiro da semana.

Esses comentários são sobre os destaques do mercado financeiro da semana de 11/12 a 15/12.

Viver de Renda do Mercado Financeiro? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

IPCA

Na próxima terça-feira (12), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está programado para revelar o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de novembro, o indicador-chave da inflação no Brasil.

Em outubro, o IPCA registrou um aumento de 0,24%, marcando o quarto mês consecutivo de crescimento.

O maior impulsionador desse aumento foi o aumento significativo de 23,70% nos preços das passagens aéreas em comparação com o mês anterior.

Setor de Serviços

Na quarta-feira (13), os olhos dos investidores estarão voltados para a divulgação dos dados do setor de serviços brasileiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referentes a outubro.

Em setembro, o volume de serviços prestados no país teve uma variação de -0,3% em relação ao mês anterior.

O desempenho coloca o setor de serviços 10,8% acima do nível pré-pandemia (fevereiro de 2020), embora ainda se encontre 2,6% abaixo do ponto mais alto já registrado na série histórica, que ocorreu em dezembro de 2022.

Viver de Renda do Mercado Financeiro? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Decisão da Taxa Selic

Na quarta-feira (13), os investidores estão atentos à decisão sobre a taxa Selic pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC).

A expectativa do mercado é um novo corte de meio ponto percentual na taxa básica de juros na próxima semana.

Todos os economistas consultados estão alinhados na previsão de uma redução nessa proporção, baseados nos últimos comunicados e atas da autoridade monetária brasileira, que indicaram essa direção como a escolha provável.

IGP-10

Na sexta-feira (15), os investidores estão de olho na divulgação do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV-Ibre), referente a dezembro.

O IGP-10 manteve uma variação de 0,52% em novembro, igualando-se à taxa do mês anterior.

Com esse desempenho, o índice acumula uma variação de -4,16% no ano e de -3,81% nos últimos 12 meses.

Viver de Renda do Mercado Financeiro? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Declaração do Fomc

Na quarta-feira (13), investidores aguardam ansiosamente a declaração do Federal Open Market Committee (FOMC) sobre a taxa de juros nos Estados Unidos.

É amplamente esperado que o Federal Reserve (Fed) mantenha sua taxa de referência estável na próxima reunião, mas todos os olhos estão voltados para as perspectivas sobre suas futuras ações.

Com a trajetória descendente da inflação, o Fed tem motivos para considerar cortes nas taxas no próximo ano, possivelmente já em março, conforme previsto pelo mercado.

Viver de Renda do Mercado Financeiro? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.