A Caixa Econômica Federal (CEF) atingiu a marca de R$ 400 bilhões em financiamentos imobiliários realizados desde 2019, informou o banco nesta terça-feira, 31.

No primeiro trimestre, a instituição pública emprestou R$ 34,4 bilhões para o setor, entre aquisição e construção, alta de 17,8% em um ano, e um recorde histórico. O banco é líder no setor, com 66,5% do mercado.

"A Caixa, atenta aos movimentos do mercado e exercendo seu papel social e de liderança no segmento, disponibilizou para 2022 um orçamento superior ao do ano anterior, com o objetivo de atender demandas do setor", afirma a instituição, em nota à imprensa.

A maior parte do crescimento do banco público no setor vem das concessões com recursos da poupança, que no primeiro trimestre, cresceram 31,2%, para R$ 21,4 bilhões.

→ Como Ganhar Dinheiro com Imóveis? Veja os 3 Melhores Fundos Imobiliários para Lucrar todos Meses

Em março, a carteira financiada pela poupança respondia por 39,9% do estoque de crédito imobiliário concedido pela Caixa, que era de R$ 570,5 bilhões.

Desde o começo do ano, a Caixa vem lançando diversas medidas para estimular o setor, de forte participação no PIB.

Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o banco tem ido na contramão de seus rivais privados, em que a concessão de crédito imobiliário desacelerou diante da alta da taxa Selic.

→ Como Ganhar Dinheiro com Imóveis? Veja os 3 Melhores Fundos Imobiliários para Lucrar todos Meses

É um movimento contracíclico, através do qual a CEF busca recuperar mercado.

Além de reduzir taxas de determinadas linhas para a aquisição de imóveis, a instituição lançou neste ano uma nova versão do Plano Empresário, direcionado ao financiamento à construção.

O setor é um importante aliado do presidente da República, Jair Bolsonaro, candidato à reeleição.

Fonte: Estadão Conteúdo.