O que é Cadeias de Valor

Cadeias de Valor é um conjunto de atividades desempenhadas por uma empresa, desde a aquisição das matérias-primas até a distribuição do produto, a fim de gerar valor para seus clientes.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Em outros termos, Cadeias de Valor designa uma série de atividades processuais que são desenvolvidas por uma empresa com o intuito de satisfazer a necessidade dos clientes, criando valor.

Sendo assim, Cadeias de valor são capazes de determinar a organização completa dos processos de uma empresa, observando os elos entre as etapas e como cada uma pode gerar valor ao cliente.

É muito comum encontrar algumas confusões entre Cadeias de Valor e cadeia produtiva, no entanto, a diferença essencial entre esses dois conceitos é que as Cadeias de Valor permitem analisar o valor atribuído em cada etapa.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona Cadeias de Valor

As Cadeias de Valor são ferramentas desenvolvidas por Michael Porter, em 1985, a fim de facilitar o gerenciamento de processos

Sua função é revelar todas as atividades que uma organização efetua, bem como seus elos, para gerar valor aos clientes e fortalecer a estratégia de uma empresa, conforme afirmam Rocha e Borinelli.

Seus elementos básicos podem ser classificados em dois tipos de processos: primários - que geram valor direto para os clientes; e de apoio - que geram valor indiretamente, apoiando os primários.

No caso dos processos primários, ou processos core, temos como exemplo:

  • Logística de entrada - compra de matérias-primas ou contratação de serviços que são transformados em produtos;
  • Operações - transformam o que entra em saída ao final do processo, isto é, produção, montagem, embalagem, envase e outros;
  • Logística de saída - atividades relacionadas à entrega dos produtos e serviços aos clientes;
  • Marketing e vendas - todas as atividades que se ocupam de atrair e conduzir os clientes à compra dos produtos/serviços;
  • Serviços - atividades responsáveis por assegurar um bom relacionamento com os clientes após a venda, garantindo ou aprimorando o valor dos produtos/serviços.

No caso dos processos de apoio, portanto, os que auxiliam os primários, temos:

  • Infraestrutura - todas as atividades administrativas e seus departamentos anexos, como área administrativa, legal, financeira e contábil;
  • Gestão de Recursos Humanos - atividades realizadas a fim de recrutar e selecionar novos colaboradores, bem como treinamento, capacitação e desenvolvimento;
  • Desenvolvimento tecnológico - projetos e pesquisas desenvolvidas para aprimorar os processos primários, como a automação de processos e inserção de ferramentas digitais
  • Aquisição/compras - atividades em geral que auxiliam na busca de recursos necessários para o funcionamento da empresa, como aquisição de matéria-prima, escolha de fornecedores e negociação.

Vantagens Cadeias de Valor

O uso correto e recorrente das Cadeias de Valor pode trazer uma série de benefícios para uma empresa, pois permite um acompanhamento minucioso das atividades da empresa que se relacionam com seu valor.

Dentre os principais benefícios, quatro se destacam:

  • Gastos e retorno - esse conceito auxilia uma empresa a identificar quais são os custos e os lucros que estão presentes no processo como um todo
  • Identificação de processos dispensáveis - é possível também encontrar atividades que não agregam valor à cadeia, o que permite reestruturar o processo
  • Potencialização de atividades - o uso das cadeias de valor fornece meios para que uma empresa identifique os processos mais relevantes e que mais agregam valor à cadeia, podendo então potencializá-los.
  • Planejamento estratégico - por fim, essa ferramenta, por visualizar o processo de sua construção até seu desfecho, auxilia uma empresa a desenvolver um bom planejamento estratégico.

Além de todas as vantagens mencionadas para a empresa em si, as cadeias de valor fornecem informações importantes e estratégicas para potenciais investidores. 

Dessa maneira, colocar tal organização à disposição de uma pessoa que deseje investir nas ações da empresa, pode trazer mais confiança e segurança ao processo, facilitando análises de investimento.