A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendou a aprovação, sem restrições, da combinação de negócios da Linx (LINX3) e com Stone, anunciada em agosto do ano passado, conforme despacho publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira.

A Linx afirmou que a conclusão da operação ainda depende da aprovação final do Cade, que deve ocorrer nos próximos 15 dias se não houver manifestação de terceiros, entre outros fatores.

Em novembro, acionistas da Linx aprovaram a oferta de aquisição da empresa feita pela processadora de cartões, em um negócio de aproximadamente R$ 6,8 bilhões.

Resultado da Linx no Terceiro Trimestre de 2020

O resultado da Linx (LINX3) no terceiro trimestre de 2020 (3t20), divulgado no dia 09 de novembro, apresentou um prejuízo líquido de R$ 7,9 milhões, contra um prejuízo de R$ 0,1 milhões em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Linx atingiu R$ 44,6 milhões no 3t20, apresentando crescimento de 11,3% na comparação com o 3t19.

A margem Ebitda da Linx totalizou 20,2% no 3t20, apresentando retração de -0,2 ponto percentual na comparação com o 3t19. 

A Margem líquida da Linx atingiu -3,6% no 3t20, apresentando retração de -3,5 pontos percentuais na comparação com o 3t19.

As ações da Linx (LINX3) acumulam queda de 0,91% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 110,43% nos últimos 12 meses.

Fonte: Reuters.