A BK Brasil (BKBR3), dona das marcas Burger King e Popeyes no Brasil, anunciou fusão com a rede de pizzaria Domino's. Com esse passo, a companhia passará a operar 1,2 mil restaurantes no País.

A operação será feita por meio de uma troca de ações, sendo que os acionistas da DP Brasil, dona da Domino's localmente, terão cerca de 16% do Burger King no Brasil, hoje avaliada em R$ 3,3 bilhões na B3.

A transação visa a fortalecer as franquias de ambas empresas - o delivery da Domino's é maduro e pode ajudar às marcas da BK, em um momento em que os restaurantes foram desafiados, ao longo da pandemia, a executar suas vendas de forma online.

A Domino's tem 300 restaurantes no País, sendo 213 franquias, com 60% das vendas feitas por canais online.

"A estratégia de crescer e ingressar no grande mercado de pizza já vinha sendo estudada há algum tempo, e a oportunidade agora nos parece perfeita pelo potencial da marca e por ir na direção das tendências de consumo que vimos serem aceleradas desde o ano passado", afirmou, em nota, o presidente da BK Brasil, Iuri Miranda, que segue na presidência da empresa após o negócio, que ainda precisará ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Em fato relevante, a empresa cita que a categoria pizzas é uma oportunidade de diversificação.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"Nos últimos três anos, a Domino's consolidou-se como líder do segmento de pizzas no Brasil, tendo revolucionado o mercado de fast-food através de um modelo de gestão baseado em tecnologia, experiência do consumidor e expansão acelerada de lojas", disse Fernando Soares, presidente da Domino's Brasil.

A BK Brasil firma que seu objetivo para este ano é de acelerar sua transformação digital, jornada que será acelerada com a incorporação da Domino's.

A BK já havia no fim do ano passado reforçado seu caixa com cerca de R$ 500 milhões para dar corpo a essa estratégia.

A Domino's no Brasil é controlada pelo fundo de private equity Vinci Partners. A BK é outro investimento da Vinci - hoje ela detém 6% da empresa.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado do Burger King no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado do Burger King (BKBR3) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 06 de maio, apresentou um prejuízo líquido de -R$ 162,4 milhões no 1T21, contra prejuízo de R$ 55,6 milhões em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Burger King ficou negativo em -R$ 31,8 milhões no 1t21, apresentando retração de 57,9% na comparação com o 1t20.

A margem Ebitda da Burger King totalizou -5,7% no 1t21, apresentando retração de -7,8 ponto percentual na comparação com o 1t20. 

A Margem bruta da Burger King atingiu 58,5% no 1t21, apresentando retração de -0,6 ponto percentual na comparação com o 1t20.

As ações do Burger King (BKBR3) acumulam queda de 3,20% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 0,62% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.