O que é Broker

Broker é o profissional que atua em corretoras do mercado financeiro, na mesa de operações. Ele também é conhecido como operador de mesa. 

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Broker significa, em inglês, corretor. Ele é responsável pela intermediação das operações de compra e venda que os investidores pretendem realizar e é fundamental para realizar transações em que o valor e o volume são altos.

Eles cumprem a função de distribuição de investimentos no mercado, e por isso, não podem recomendar a compra ou venda de ativos, emitir relatório de análise ou documentos similares, devido a questões regulatórias.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Rotina de Broker 

Um broker tem uma rotina muito dinâmica e até mesmo emocionante. Ele pode ser responsável por realizar  diversas operações milionárias ao longo do dia para pessoas físicas e jurídicas. 

Historicamente, há muitas vagas para brokers que  trabalham com investidores institucionais. Contudo, com o recente aumento do número de pessoas físicas na Bolsa de Valores, cresceu a procura por profissionais que atuem no varejo.

Quando o cliente é um investidor institucional, geralmente, o broker  deve apenas realizar ação de compra e venda, pois geralmente o  cliente já tem uma estratégia definida e não precisa de auxílio do broker. 

Já quando o investidor é uma pessoa física, no geral, há mais espaço para o broker informar os clientes sobre as análises mais recentes e contribuir com a tomada de decisão do seu cliente.

A carreira pode ser bem meritocrática, assim como a remuneração. Mesmo atuando para uma corretora, o profissional deve conquistar e administrar sua própria carteira de clientes, de forma que o seu rendimento se dá por comissões.

Quanto maior o volume transacionado, melhor tende a ser a remuneração do broker.

Tipos de Broker 

Conceitualmente, o broker é o responsável pela intermediação de compra e venda de ativos. Os produtos podem ser diversos e geralmente, um broker se especializa na intermediação de um produto específico. 

Os principais são: 

É um erro muito comum pensar que o broker seja responsável apenas por ações, mas ele pode atuar em outros tipos de investimentos também. 

Conhecimentos necessários para ser Broker

Um broker precisa ter: 

  • Conhecimentos sólidos em Renda fixa e variável
  • Domínio operacional do mercado de capitais e de ações
  • Capacidade de interpretação rápida das recomendações de investimento dos analistas
  • Inteligência emocional para lidar com adversidades, oscilações e crises

Ou seja, de maneira geral, não é necessário que o broker tenha uma formação específica, mas é preciso que ele tenha familiaridade com o mercado financeiro e seja resiliente.  

Certificação do Broker

O broker precisa ter a Certificação de Agente Autônomo de Investimentos (AAI), da Associação Nacional das Corretoras de Valores (Ancord)

Ele é autorizado a exercer a função pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Remuneração do Broker

Segundo pesquisa da empresa de recrutamento Robert Half, a remuneração média de um broker varia de R $12.000 a R $50.000 mensais.

Por se tratar de uma profissão atrelada a comissões, por vezes, o salário fixo pode até ser mais baixo que isso, o que teoricamente é recompensado pelas comissões

Demanda por Broker

Com a crescente instabilidade econômica no Brasil e a queda histórica da taxa básica de juros (Selic), as pessoas estão cada vez mais buscando a Bolsa e profissionais especializados em investimentos em renda variável. 

Por isso, é cada vez maior a demanda por profissionais como brokers e assessores de investimentos. 

Instituições financeiras demandam Brokers que já entrem qualificados para operar com os clientes do dia a dia e ajudar nas operações.

Com o aumento do número de pessoas físicas buscando investimentos, também aumentou o número de novos escritórios e boutiques de investimento, que demandam muito profissionais da área.

Por isso, é possível dizer que a profissão de broker está em franca expansão.