A proposta da Braskem (BRKM5) de converter as ações preferenciais classe "B" em classe "A" foi rejeitada em assembleia especial promovida nesta sexta-feira, 25.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A companhia afirmou que reavaliará o tema e os próximos passos visando à simplificação da estrutura de capital.

A unificação de todos os papéis na mesma classe equalizaria os direitos entre todas as ações preferenciais, inclusive aqueles referentes ao pagamento de dividendos, de acordo com o fato relevante publicado no início de fevereiro para convocar a assembleia especial.

Na ocasião, a empresa disse ainda que o processo seria um passo inicial preparatório para a eventual conversão das ações preferenciais em ações ordinárias, no caso de migração para o segmento de listagem do Novo Mercado da B3.

A rejeição à proposta foi deliberada por acionistas representando mais da metade do total de papéis preferenciais classe "B" presentes na Assembleia Especial de Acionistas Titulares de Ações Preferenciais Classe "B".

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Braskem no Terceiro Trimestre de 2021

resultado da Braskem (BRKM5) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 09 de novembro, apresentou um lucro líquido de R$ 3,5 bilhões no 3t21, contra um prejuízo de -R$ 1,4 bilhão em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

A receita líquida de vendas da Braskem atingiu R$ 28,3 bilhões no 3t21, apresentando alta de 77% na comparação com o 3t20.

O resultado financeiro da Braskem totalizou um prejuízo de R$ 3,1 bilhões no 3t21, contra prejuízo de -R$ 1,8 bilhão quando comparado ao 3t20.

As ações da Braskem (BRKM5) acumulam queda de 4,60% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 70,10% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.