O que é Branding

Branding é um termo em inglês que significa gestão da marca em português. Refere-se às estratégias para gerir a marca de uma empresa. 

A gestão de marca de uma empresa inclui seu nome, suas imagens e ideias a elas associadas, slogans, símbolos, logotipos e outros elementos de identidade visual que representam os produtos e serviços vendidos.

Contudo,o branding não se refere apenas a identidade visual da empresa, mas a relação de confiança que a empresa estabelece com seus clientes. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o Branding

Quando uma empresa é fundada, seus membros fundadores devem, além de escolher o produto a ser vendido a fim de obter lucro, definir estratégias para conseguir clientes e fidelizá-los.

Empresas bem-sucedidas, no geral, atendem às verdadeiras necessidades dos seus clientes, propondo soluções aos problemas que ele possui. Atender a essa demanda  é um dos principais propósitos da maior parte das empresas.

Contudo, para alcançar os bons resultados, é preciso saber comunicar-se  com o cliente para mostrar que aquela solução que está sendo vendida realmente atende ao problema dele. 

Muitas empresas investem fortemente na formação de equipes ou na contratação de terceiros que serão responsáveis por fazer essa gestão da marca: definir qual mensagem ela passará para o cliente e como irá fazê-lo. 

Passar essa mensagem de forma efetiva é tarefa para a gestão de marca ou branding

Ações de Branding

Ações de branding podem ser entendidas como formulações da identidade visual da empresa (slogans, símbolos, logotipos, imagens), que são o primeiro contato que o cliente terá com a empresa.

Todavia, o branding vai além disso. Inclui o trabalho e o conjunto de práticas e técnicas para consolidação de uma marca no mercado, como ações de marketing com o objetivo de aumentar a exposição. 

O branding também envolve também ações internas da empresa, que tem como objetivo consolidar o propósito da empresa entre os colaboradores e garantir que todos estejam agindo de acordo com a mensagem que se busca passar.

É importante ressaltar que o branding vai além da imagem e envolve o relacionamento com o cliente, da atração ao pós-venda. 

Boas gestões de branding  buscam atender as expectativas do comprador e criar memórias, afetos, histórias e relacionamentos que, juntos, serão responsáveis por fazê-lo fidelizar-se à marca.

Esse é um ponto importante, pois um cliente atraído por uma ação de marketing pode não se fidelizar à marca por uma experiência de pós-venda ruim, por exemplo.

Branding no mercado financeiro 

Muitas empresas dedicam muito tempo e esforços para consolidar a sua marca. Aquelas com marcas fortalecidas ganham, além de uma boa reputação, maior engajamento dos clientes, e consequentemente, maiores receitas.

Algumas são tão bem sucedidas que a marca se torna um dos principais ativos da empresa. Estratégias de branding buscam constantemente incrementar o brand equity, ou seja,  aumentar o valor monetário da marca.

Ao aumentar o valor monetário da marca, aumenta-se o valor da própria empresa. Se bem sucedida, isso pode até mesmo valorizar as suas ações no mercado financeiro. 

Se a empresa for vendida ou negociada, o valuation deverá considerar o valor da marca da empresa.

Investidores que fazem uso da análise fundamentalista devem  acompanhar  as estratégias de branding das empresas que decidem investir. Por vezes, um bom branding pode fazer as ações dispararem.

Por outro lado, ações de branding mal sucedidas podem afundar o valor das ações de uma empresa.

Exemplos de branding bem sucedido

Algumas empresas já têm marcas extremamente consolidadas e são conhecidas por suas estratégias de branding. Algumas delas são:

  • Coca-Cola
  • Apple
  • Unilever
  • McDonald’s
  • Nubank

O investidor que busca boas opções na bolsa de valores deve considerar empresas que tenham boas estratégias de branding, pois assim, saberá que essas empresas não perderão o seu valor facilmente.