BPFF11: Brasil Plural Absoluto Vale a Pena?
| ,

BPFF11: Brasil Plural Absoluto Vale a Pena?

Conheça o Fundo Imobiliário Brasil Plural Absoluto (BPFF11): Dividendos, Rentabilidade, Subscrição e Riscos.

Por
Atualizado em 25/05/2020
Avalie esse texto

Fundo imobiliário BPFF11 registrou baixa de mais de 18% e distribuirá R$ 0,50 em dividendos referentes a março. 

Assim como outros fundos imobiliários, o BPFF11 registrou uma retração do valor de cota em março, derivada da crise iniciada pela pandemia do coronavírus

A variação registrada foi -18,79%. A cota passou de R$ 116 para R$ 94,20 no final do mês. Os dividendos por cota foram de R$ 0,50, contra os R$ 0,75 pagos nos primeiros dois meses do ano. 

Com uma participação de 0,751% no IFIX (índice dos FIIs listado em bolsa), o BPFF11 é um fundo de fundos, que aplica seus recursos em cotas de outros fundos. 

Na atualidade, sua carteira conta com 35 diferentes FIIs, que geram renda mensal isenta de impostos para seus cotistas. 

Se você busca maneiras mais eficientes de ampliar seu capital, deve investir nos melhores fundos imobiliários. Por isso, conhecer as características do BPFF11 é fundamental!

Neste artigo, você entenderá: 

  • O que é BPFF11;
  • Rendimentos do BPFF11;
  • Resumo da Carteira do BPFF11;
  • Liquidez do BPFF11;
  • Principais riscos do BPFF11;
  • Se o BPFF11 vale a pena. 

Leia até o final e descubra se o fundo imobiliário Brasil Plural Absoluto (BPFF11) vale a pena e deve entrar em sua carteira! 

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

O que é BPFF11 FII?

O código BPFF11 identifica o Fundo Imobiliário Brasil Plural Absoluto, administrado pela Genial Investimentos Corretora de Valores

Fundo de fundos (FoF), o objetivo do BPFF11 é gerar renda mensal para seus cotistas através de investimentos em cotas de outros fundos imobiliários. 

Em sua carteira cabem ainda investimentos em papéis de dívida imobiliária e títulos públicos, que atualmente representam menos de 10% do portfólio.

Seu início ocorreu em abril de 2013, com a emissão de 2 milhões de cotas comercializadas a R$ 100 cada uma. 

Em fevereiro de 2020, o BPFF11 registrava um patrimônio líquido superior a R$ 272,4 milhões. 

Banner will be placed here

BPFF11 Rendimentos

Em março de 2020, o BPFF11 distribuiu R$ 0,50 em dividendos por cota, o que corresponde a 0,51% sobre o valor de cota atual. 

No mês de fevereiro, a distribuição foi de R$ 0,75/cota. O valor corresponde a 0,66% do preço de fechamento da cota no mês. 

Nos 12 meses anteriores, os rendimentos mensais do BPFF11 somaram R$ 9,15, o correspondente a 9,71% sobre o valor de cota atual. 

Desde o IPO, que ocorreu em 2013, o fundo soma R$ 58,23 em dividendos distribuídos, o que significa 61,82% em relação ao valor de cota atual. 

Na tabela abaixo, veja os rendimentos mensais distribuídos pelo fundo a partir de janeiro de 2019. Valores em Reais. 


JanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDez
20200,750,750,50








20190,600,600,600,650,750,750,700,650,650,650,851,50

Fonte: Informes de rendimentos. 

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

Resumo da Carteira do BPFF11 

A carteira do BPFF11 se divide entre fundos imobiliários, que são os ativos alvo e estão presentes em maior proporção, títulos públicos e CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários). 

Em dezembro de 2019, a posição da carteira era a seguinte: 

  • Fundos Imobiliários: 90,81%
  • Títulos Públicos: 7,21%
  • CRI: 1,97% 
Alocação de Ativos BPFF11
Alocação de Ativos BPFF11. Fonte: Relatório Gerencial.

A carteira de fundos imobiliários do BPFF11 apresentava 35 FIIs diferentes ao final de fevereiro de 2020. 

Alocação por Segmento de Atuação

A alocação de ativos do BPFF11 por segmento de atuação se divide entre 6 diferentes segmentos de fundos imobiliários: 

  • Lajes Corporativas: 36,40%
  • Shoppings: 23,74%
  • Logística: 8,37%
  • Títulos Imobiliários: 26,76%
  • Agências Bancárias: 4,05%
Alocação de Ativos BPFF11 por Segmento
Alocação de Ativos BPFF11 por Segmento. Fonte: Relatório Gerencial.

Alocação por Ativos

A carteira do BPFF11 apresenta 90,81% de seus recursos investidos em fundos imobiliários.

O fundo mais representativo é o KNRI11, que representa 5,65% do patrimônio líquido do fundo (PL).  

Na sequência, está o fundo XPML11, que representa 5,63% do patrimônio. A média de participação dos 5 principais fundos em carteira é de 5,4%, somando 27,05% dos recursos líquidos.

Analisando as 10 maiores exposições, o fundo concentra nelas 49,4% do PL.

Na tabela abaixo, veja os fundos que compõe o portfólio do BPFF11 e sua representação no patrimônio do fundo. 

AtivoParticipação PL (%)
KNRI115,65
XPML115,63
KNIP115,38
BRCR115,20
HGRE115,19
KNCR115,05
VISC114,68
SPAF114,60
HGBS114,13
ALZR113,89
HGRU113,58
HGCR113,35
BTCR113,16
MXRF113,03
BBPO112,96
HGLG112,76
JRDM112,23
SDIL112,13
RBCO112,06
VLOL112,06
RBRR111,93
XPLG111,89
RCRB111,83
EDGA111,43
PORD111,22
XPCM111,19
XPCI110,92
RBRP110,75
SAAG110,71
REBD110,62
FIIP110,44
XPIN110,37
RBGS110,30
SNCR110,28
SPTW110,22

Fonte: Relatório Gerencial. 

Negociação e Liquidez BPFF11

No mês de fevereiro foram negociadas 4.015 cotas do BPFF11, totalizando um volume de R$ 10,22 milhões. 

A média diária no período foi de aproximadamente R$ 567 mil. 

Nos 12 meses anteriores, o volume total de negociações foi de  R$ 143,44 milhões, o que corresponde a uma média mensal aproximada de R$ 11,95 milhões.  

Riscos do BPFF11

Os principais riscos do BPFF11 são: Riscos de liquidez, de mercado, de crédito, próprios do setor e de conflito de interesses. 

Risco de Liquidez

O risco de liquidez surge com o tempo necessário para a conversão de uma cota em dinheiro, o que atinge a todos os fundos imobiliários. 

O processo de comercialização das cotas depende do mercado secundário, pois os fundos imobiliários não permitem o resgate antecipado. 

Ainda que um fundo apresente liquidez, é interessante considerar que o mercado secundário para a negociação de cotas de fundos imobiliários nem sempre apresenta grande liquidez. 

Por isso, não existe garantia quanto ao valor de venda da cota ou ou sobre o tempo que levará comercializá-la. 

Risco de Mercado

O risco de mercado se refere a possibilidade de variação no preço ou na rentabilidade dos ativos presentes no portfólio. 

A gestão do BPFF11 busca minimizar o risco através da diversificação, com seleção de fundos sólidos e uma gestão ativa. 

Ainda assim, parte do rendimento do fundo é gerado por compra e venda de FIIs. Uma queda no mercado pode afetar essa importante fonte de renda. 

Riscos Próprios do Setor

O setor imobiliário apresenta certos riscos inerentes: 

  • Oscilação do valor dos imóveis;
  • Vacância;
  • Inadimplência;
  • Prazo dos contratos. 

Os rendimentos que serão distribuídos pelo BPFF11 dependem de forma direta do desempenho dos fundos em seu portfólio.

Dessa forma, esses riscos atingem o fundo igualmente. 

Esses riscos são minimizados pela gestão do BPFF11 através da diversificação entre ativos consistentes.

Risco de Crédito

O risco de crédito afeta títulos de dívidas, que aparecem em pequena porcentagem na carteira do BPFF11.

Alguns exemplos são LCI (Letra de Crédito Imobiliário), CRI ou LH (Letras Hipotecárias). 

Trata-se da possibilidade que que o tomador ou a instituição emissora do papel não honre seus compromissos de pagamento.  

Com a inadimplência, os imóveis dados em garantia aos títulos são tomados em quitação. O risco, então, é quanto ao tempo para sua conversão em dinheiro. 

Risco de Potencial Conflito de Interesses

A administradora e gestora do BPFF11 exerce atividades similares em outros fundos imobiliários

Assim, a gestão pode investir em outros fundos administrados pela Genial, o que pode colocar o fundo em situação de conflito de interesses efetiva ou potencial. 

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

Dados do BPFF11

Veja agora os dados do fundo imobiliário BPFF11: 

  • Razão Social: Fundo de Investimento Imobiliário Brasil Plural Absoluto 
  • CNPJ: 17.324.357/0001-28
  • Administrador: Genial Investimentos Corretora de Valores Mobiliários S.A.
  • Público Alvo:  Investidores em Geral
  • Segmento: Gestão Ativa – Títulos e Valores Mobiliários
  • Patrimônio Total  (02/2020): 274.361.867,47
  • Taxa de Administração: 0,40% a.a. (ao ano)
  • Taxa de Performance: 20% sobre o excedente à variação do IFIX
  • Início do Fundo: 08 de abril de 2013
  • Quantidade de Emissões: 2
  • Número de Cotistas (02/2020): 9.850
  • Número de Cotas do BPFF11: 2.668.860
  • Regulamento do BPFF11
  • Relatório Gerencial  BPFF11
  • BPFF11 Site Oficial (RI)

BPFF11 Subscrição

A subscrição é um privilégio do investidor de fundos imobiliários, que assegura seu direito de manter seu percentual de participação no fundo quando existe uma nova emissão de cotas. 

O fundo emite novas cotas geralmente a um preço mais baixo, e o cotista tem a preferência pela compra, sempre proporcional ao número atual de cotas que possuir do fundo.

Caso não queira usar o direito de subscrição, alguns fundos permitem que você venda esse direito através do home broker da sua corretora de valores.

A segunda emissão de cotas do BPFF11 aconteceu em outubro de 2019, trazendo a oferta de subscrição com fator de proporção de 0,4301075. 

Esse fator deve ser aplicado sobre o número de cotas que você possuir na data de divulgação do anúncio de início.

Na prática, a cada 100 cotas que possuía na ocasião, o investidor pode adquirir 43 novas cotas a R$ 93 cada uma.

A assembleia realizada em 29 de janeiro de 2020 aprovou uma nova emissão de cotas (3ª) com subscrição, a ser realizada em datas que serão divulgadas em futuro próximo. 

Veja as Datas e Prospectos das Emissões de Subscrição do BPFF11:

Dúvidas sobre BPFF11

Veja as dúvidas mais comuns sobre o BPFF11.

Como comprar BPFF11?

A compra de cotas do BPFF11 é feita através das corretoras de valores. Assim, é essencial ter sua conta em uma delas. 

O processo de compra é simples: 

  • Transfira o montante a investir para sua conta na corretora de valores;
  • Acesse o Home Broker;
  • Localize o fundo por seu código (BPFF11);
  • Selecione a quantidade de cotas e o valor a pagar;
  • Envie a ordem de compra. 

Onde achar o informe de rendimentos do BPFF11?

O informe de rendimentos está disponível  na página do BPFF11

Onde achar o relatório gerencial do BPFF11?

Disponibilizei o relatório gerencial do BPFF11 neste mesmo artigo, na seção Dados do BPFF11. Você o encontrará ainda na página oficial do fundo

Como declarar o fundo imobiliário BPFF11 no IR?

Para descobrir como declarar o fundo imobiliário BPFF11 no imposto de renda, consulte o artigo como declarar o imposto de renda sobre investimentos.

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

BPFF11 Vale a Pena?

O fundo BPFF11 investe em cotas de outros fundos imobiliários, a fim de gerar renda mensal isenta de impostos para seus cotistas. 

Mais de 90% de seu portfólio é dedicados a essa classe de ativos, totalizando 35 fundos imobiliários distintos. As maiores exposições correspondem a pouco mais de 5% de seu patrimônio líquido. 

Desde seu início, o BPFF11 vem apresentando rendimentos consistentes, e a emissão de cotas recente injetou capital importante para o desenvolvimento do fundo. 

Além disso, seu crescimento deve continuar com a nova emissão aprovada em janeiro passado. 

Dito isso, o BPFF11 é um fundo que vale a pena ter em carteira. No entanto, não é o único fundo de fundos do mercado, e você não deve descuidar sua alocação de ativos, nem pagar muito acima do valor patrimonial.

Agora, me conte: Qual é o fundo imobiliário que quer conhecer melhor? 

Responda nos comentários. A próxima avaliação pode ser a sua!


Análise de FIIs

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais