O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar o que chama de lucros excessivos da Petrobras (PETR4).

Ele acusou a estatal de não ter responsabilidade com o momento do País e cobrou o aumento no intervalo dos reajustes de preços dos combustíveis.

"Petrobras tem seus problemas, mas não tenho como mandar lá. Temos que respeitar o livre mercado, mas a Petrobras abusa."

"A Petrobras não precisa desse lucro excessivo e, no momento, não tem qualquer responsabilidade, quer mais é arrancar dinheiro do povo", reclamou durante entrevista ao programa Alerta Nacional, da RedeTV!, gravada no último sábado, 28, em Manaus, e exibida nesta segunda-feira, 30.

O presidente ainda culpou o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela dificuldade em alterar a política de preços da petroleira.

"No governo Lula, ele vendeu papel da Petrobras para os minoritários e, hoje em dia, eles mandam na Petrobras. Eles decidem o preço do barril hoje em dia, não a Petrobras", acusou.

Onde Investir no Cenário Político Atual? Baixe Grátis o Relatório “Os Melhores Investimentos com a Política Atual".

Os governadores também foram alvo de críticas do presidente, que falou em "ganância" ao cobrar novamente a redução na cobrança do ICMS dos combustíveis.

"Alguns governadores mais que dobraram a cobrança de ICMS sobre o litro de gasolina. Por que eles não zeram o imposto do gás de cozinha? O imposto federal do diesel eu zerei, era na casa de R$ 0,32 por litro", afirmou.

Onde Investir no Cenário Político Atual? Baixe Grátis o Relatório “Os Melhores Investimentos com a Política Atual".

Resultado da Petrobras no Primeiro Trimestre de 2022  

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do 1T22, foram divulgados no dia 8 de Maio, apresentou um lucro líquido de R$ 44,8 bilhões no 1T22, alta de 3.409,6% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 77,7 bilhões no 1T22, apresentando crescimento de 58,8% na comparação com o 1T21.

margem líquida da Petrobras atingiu 31,6% no 1T22, apresentando crescimento de 30,1 pontos percentuais na comparação com o 1T21.

A ações da Petrobras (PETR4) acumulam queda de 7,86% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 59,57% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.