O que é Black Thursday

Black Thursday é o nome que acabou recebendo o episódio de 24 de outubro de 1929, quando o índice Dow Jones acabou despencando 11%.

Por conta disso, a bolsa de Nova York acabou se precipitando, o que acabou levando à Grande Depressão dos anos 30.

Porém, mais recentemente, a nomenclatura Black Thursday se refere ao feriado de Ação de Graças dos EUA.

Por sua vez, os varejistas buscam cada vez mais incentivar os consumidores a comprar cada vez mais produtos durante essa época, o que acaba gerando uma forte concorrência dentro e fora da internet.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Pontos a destacar da Black Thursday

A Black Thursday é um evento histórico, que infelizmente acabou afetando o mercado financeiro de maneira extremamente negativa. Muitos investidores acabaram indo à falência por conta do episódio.

Dentre os principais pontos a se ressaltar sobre o evento, destacam-se:

  • O fato do evento estar intrinsecamente ligado a Grande Depressão que ocorreu nos EUA durante o ano de 1929;
  • O fatídico dia acabou causando um efeito dominó gigantesco, onde o índice caiu por volta de 90% e não se recuperou por volta de 25 anos;
  • A Black Thursday foi o dia que o índice Dow Jones mais caiu, e por conta disso acabou levando diversos investidores à falência imediata.

Por conta de todos os fatores citados acima, o mercado financeiro demorou para se recuperar das consequências da Black Thursday.

Porém, apesar do mercado financeiro apresentar algumas sequelas, se encontra mais precavido em relação à futuras quedas do índice Dow Jones.

O que houve durante a Black Thursday

Antes mesmo de ocorrer a Black Thursday, os investidores do mercado financeiro já se mostravam em pânico, pois no dia anterior o índice Dow Jones havia caído 4,6%.

O famoso jornal Washington Post estampava como notícia: "Uma enorme onda de vendas cria um pânico próximo ao colapso dos estoques".

Porém, o mercado ao ser aberto na Black Thursday acabou caindo imediatamente para 11% de suas negociações durante o dia.

É válido ressaltar que o mercado de ações já havia caído cerca de 20% desde o seu fechamento na época, em 3 de setembro de 1929.

Por sua vez, os três principais bancos dos EUA, eram respectivamente: o Morgan Bank, Chase National Bank e National City Bank de Nova York.

Os três acabaram comprando ações para restaurar por fim a confiança nos mercados. Por conta disso, o índice Dow Jones acabou se recuperando um pouco.

Posteriormente, o índice Dow Jones acabou fechando em alta, cerca de 301,22. Porém, na segunda-feira (28) ele acabou caindo severamente, o que acabou levando a um pânico entre os investidores.

No fim do dia, o índice acabou caindo ainda mais, para cerca de 12%.

Após a quebra da Bolsa de Valores, o mesmo índice acabou caindo por mais três anos, até chegar à faixa de 41,22, em 1932.

O índice acabou perdendo 90% de seu valor desde a sua alta que acabou ocorrendo em 3 de setembro de 1929, porém só acabou conseguindo alta novamente 25 anos depois, em 1954.

Entendendo melhor a Black Thursday

A Black Thursday e os fatos posteriores que acabaram ocorrendo no mercado em 1929 acabaram criando uma revisão acerca da regulamentação de títulos dos EUA.

Por conta desses eventos, acabou sendo promulgado a Securities Act de 1933 e a Securities Exchange Act de 1934.

Porém, a versão comercial da Black Thursday acabou levando os funcionários dos varejistas a se queixarem do fato relatarem o horário de trabalho no Dia de Ação de Graças.

Além disso, muitos varejistas acabam abrindo mais cedo durante a Black Thursday, com o objetivo de aumentar a popularidade nas vendas online.