A exchange de criptomoedas Binance lançou nesta terça-feira (26) um cartão cripto para usuários da Ucrânia que fugiram de seu país por causa da invasão da Rússia.

O cartão gratuito Binance Refugee Crypto foi criado em parceria com a Contis e está disponível para usuários atuais e novos da Binance da Ucrânia.

Ele permitirá que ucranianos que foram forçados a se mudar façam ou recebam pagamentos em criptomoedas e concluam compras em varejistas no Espaço Económico Europeu (EEE) que aceitam pagamentos com cartão, disse a maior exchange de criptomoedas do mundo em comunicado. 

O EEE tem 32 países membros e é  uma área geográfica criada por instâncias europeias, para permitir a livre circulação dos bens, dos serviços, das pessoas e dos capitais.

“Em um momento tão difícil para a Ucrânia, fica claro que as criptomoedas são úteis, pois oferecem uma maneira rápida, barata e segura de transferir fundos para ajudar as pessoas com suas necessidades financeiras urgentes”, disse Helen Hai, chefe da Binance Charity, em comunicado. 

Mais de 5 milhões de pessoas deixaram a Ucrânia em busca de segurança contra a invasão da Rússia, de acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Como parte do programa, a plataforma de doação da exchange, Binance Charity, está trabalhando com várias organizações sem fins lucrativos para fornecer assistência em dinheiro baseada em criptomoedas por meio do por meio do cartão.

Isso permitirá que parentes ou conhecidos transfiram criptomoedas para os novos cartões e carteiras da Binance para apoiar seus entes queridos.

Os refugiados que forem verificados por organizações sem fins lucrativos locais e se inscreverem para os Cartões de Criptografia de Refugiados da Binance receberão 75 BUSD por mês, valor equivalente a US$ 75, durante três meses.

A criptomoeda BUSD será convertida em moeda local automaticamente durante o pagamento com cartão, disse a exchange. 

“Queremos ver o blockchain trabalhando para as pessoas, resolvendo problemas do mundo real e usando-o como uma ferramenta para conectar aqueles que querem ajudar diretamente com aqueles que precisam. Continuaremos a desenvolver iniciativas e parcerias para ajudar o povo ucraniano e continuar a desenvolver ferramentas de criptografia e blockchain para ajudar aqueles que sofrem de conflitos em outras partes do mundo”, acrescentou Hai.

A mudança faz parte do programa de apoio contínuo da Binance para os ucranianos afetados pela guerra. 

Anteriormente, a exchange alocou 10 milhões de dólares através da Binance Charity para apoiar crianças e famílias deslocadas na Ucrânia e seus países vizinhos. Isso inclui fornecer abrigo, comida, água potável, suprimentos médicos, assistência em dinheiro e apoio psicológico para aqueles que foram forçados a se refugiar. 

A Binance Charity também está concentrando esforços em trabalhar com organizações no país para apoiar civis que não conseguiram sair e enfrentam uma ameaça ainda maior de perigo.  

Além disso, criou um site de crowdfunding de criptomoedas "Fundo de Assistência de Emergência para a Ucrânia" para que pessoas de todo o mundo pudessem doar criptomoedas para apoiar a Ucrânia. Já arrecadou cerca de US$ 1 milhão.

A Binance disse na semana passada que limitaria os serviços na Rússia para cumprir as sanções da UE contra Moscou pela invasão da Ucrânia. 

O bloco limitou os pagamentos russos às carteiras de criptomoedas da UE em 10.000 euros (US$ 10.700), uma medida para impedir que os russos mais ricos contornem as sanções financeiras implementadas depois que a Rússia invadiu a Ucrânia.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".