BBRC11: FII BB Renda Corporativa Vale a Pena?
| ,

BBRC11: FII BB Renda Corporativa Vale a Pena?

Conheça o Fundo Imobiliário BB Renda Corporativa (BBRC11): Dividendos, Rentabilidade, Subscrição e Riscos.

Por
Atualizado em 29/10/2020

Fundo Imobiliário BB Renda Corporativa (BBRC11) demonstra recuperação após a queda de março e fecha abril em R$ 138,50.

Após a grande queda registrada em março, o fundo imobiliário BBRC11 apresentou forte tendência de retorno ao preço anterior. 

No início do mês de março, o fundo tinha suas cotas comercializadas a R$ 147,68. No auge da crise, o preço chegou a cair até os R$ 107. 

Ainda no mesmo mês, o BBRC11 demonstrava a recuperação. No dia 31, o valor de mercado de suas cotas era de R$ 124,50. 

A variação registrada foi de -15,69%. 

Já em abril, as cotas abriram  mês a R$ 123. No dia 30, o preço de mercado era de R$ 138,50, o que corresponde a uma variação positiva de 12,60% no período. 

Se você busca maneiras mais eficientes de ampliar seu capital e receber uma renda mensal isenta de IR, deve investir nos melhores fundos imobiliários, principalmente os FIIs que compõem o IFIX (índice dos FIIs listados em bolsa).

Por isso, conhecer as características do BBRC11 é fundamental!

Neste artigo, você entenderá: 

  • O que é BBRC11;
  • Rendimentos do BBRC11;
  • Resumo da Carteira do BBRC11;
  • Liquidez do BBRC11;
  • Principais riscos do BBRC11;
  • Se o BBRC11 vale a pena. 

Leia até o final e descubra se o Fundo Imobiliário BB Renda Corporativa (BBRC11) vale a pena e deve entrar em sua carteira. 

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

O que é BBRC11 FII?

O código BBRC11 identifica o fundo imobiliário BB Renda Corporativa, administrado e gerido pela Votorantim Asset Management

Trata-se de um fundo de desenvolvimento para renda,onde a maior parte dos recursos é destinada a investimentos em construção de imóveis físicos. 

No BBRC11, o foco são as lajes corporativas. O objetivo do fundo é desenvolver, adquirir e eventualmente adaptar as propriedades para logo locá-las ao Banco do Brasil.

Com isso, o fundo gera renda mensal isenta de imposto de renda para seus cotistas. 

Iniciado em junho de 2011, o BBRC11 teve somente uma emissão de cotas até o presente. Foram emitidas 1.59 milhão de cotas, que foram comercializadas a R$ 100 cada uma. 

Ao final de março de 2020 seu patrimônio total superava os R$ 176,4 milhões. 

Banner will be placed here

BBRC11 Rendimentos

No mês de abril de 2020, o BBRC11 distribuiu R$ 0,92 em dividendos por cota. O valor é equivalente a 0,66% sobre o valor de cota registrado ao final do mês (R$ 138,50). 

Os rendimentos mensais do BBRC11 somaram R$ 9,07, o que corresponde a 6,54% sobre o valor de cota em abril/20. 

Na tabela abaixo, veja o histórico de distribuição de dividendos do fundo desde o princípio de 2019. 


JanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDez
20200,920,920,920,92







20190,920,920,920,920,920,920,920,920,920,920,921,05

Fonte: Informes de Rendimentos. 

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

Resumo da Carteira do BBRC11 

A carteira do BBRC11 é majoritariamente composta por imóveis. No entanto, o fundo apresenta uma pequena parcela dos recursos investida em cotas de outros fundos imobiliários

Ao final de fevereiro, a carteira do BBRC11 apresentava a seguinte composição: 

  • Imóveis: 98,11%
  • Fundos Imobiliários: 1,87%
  • Instrumentos de Caixa: 0,02
Alocação de Ativos BBRC11
Alocação de Ativos BBRC11. Fonte: Relatório Gerencial.

A carteira de imóveis é composta por 19 propriedades e soma 14.438,89 m2 em área bruta locável (ABL). 

Dentro dela, há uma divisão entre duas classes de agências bancárias: 

  • Agências bancárias de livre acesso ao público (Varejo);
  • Agências dedicadas a pessoas físicas de alta renda (Estilo). 

A maior parte das propriedades (58%), é do tipo estilo, como se vê no gráfico abaixo. 

Ativos por gênero BBRC11
Ativos por gênero BBRC11. Fonte: Relatório Gerencial.

Cabe destacar que a vacância do mundo é zero desde seu início, assim como sua inadimplência. 

Quantidade e Localização dos Ativos

O fundo imobiliário BBRC11 possui 19 propriedades, sendo que todas elas são localizadas em São Paulo (capital) e estão locadas para o Banco do Brasil

A mais representativa delas é a Estilo Estados Unidos, que representa 8,57% dos recursos investidos em imóveis do fundo. 

Na tabela abaixo, veja os detalhes sobre os ativos do BBRC11. 

AtivoAluguel Vigente (R$)VencimentoMês de reajusteABL (m2)Representatividade
Estilo Estados Unidos143.628,8528/12/2022Dezembro582,928,57%
Estilo Nova Faria Lima141.710,8703/11/2024Abril601,638,46%
Estilo Joaquim Floriano141.067,5708/07/2025Julho683,978,42%
Varejo Santo Amaro132.864,9326/06/2026Julho1.185,277,93%
Estilo Berrini125.533,3326/12/2022Agosto787,537,49%
Estilo Jardim Paulista121.118,6028/12/2022Dezembro623,557,23%
Estilo Indianópolis97.710,2115/10/2024Janeiro674,395,59%
Estilo Santo Amaro92.507,8501/07/2024Julho592,745,52%
Estilo Cambuí83.667,5821/08/2025Agosto748,684,99%
Varejo Imperatriz Leopoldina67.562,2517/03/2026Novembro1.003,044,03%
Varejo Parque da Aclimação67.326,8010/03/2026Novembro839,354,02%
Varejo Francisco Morato67.117,3524/05/2025Junho893,234,01%
Estilo Butantã66.623,2228/07/2025Julho741,563,98%
Varejo Paes de Barros61.962,8727/06/2026Maio819,723,70%
Varejo Parque Boturussu58.231,6128/08/2027Agosto775,413,47%
Varejo Pedro Pinho56.741,9502/09/2025Abril953,203,39%
Estilo Vila Esperança56.063,1624/02/2024Fevereiro583,133,35%
Estilo Portugal52.909,5431/08/2025Agosto657,943,16%
Varejo Maria Servidei45.453,8925/04/2026Janeiro691,632,71%

Fonte Relatório Gerencial.

Negociação e Liquidez BBRC11

Foram registradas 1.343 negociações do BBRC11 em abril de 2020, o que corresponde a um volume total de 3,91 milhões. A média diária foi de R$ 178 mil aproximadamente. 

Nos 12 meses anteriores, o volume total foi de R$ 59,76 milhões, sendo registradas 24,137 negociações de cotas do fundo. 

A média mensal no período é de R$ 4,98 milhões. 

Riscos do BBRC11

Os principais riscos do BBRC11 são: liquidez, vacância, prazo do contrato, risco do inquilino, de concentração e próprios do segmento de atuação. 

Liquidez

O risco de liquidez se relaciona com a conversão de uma cota de fundo imobiliário em dinheiro. 

O processo de venda das cotas depende do mercado secundário, uma vez que os fundos imobiliários não admitem o resgate antecipado. 

Embora o BBRC11 tenha certa liquidez, ela não chega a ser considerada alta. 

Cabe destacar que mesmo em fundos de alta liquidez não existem garantias quanto a valores ou prazos de venda.  

Vacância

O risco de vacância é a possibilidade de que imóveis do portfólio do fundo permaneçam desocupados, deixando assim de gerar a renda esperada em aluguéis. 

Apesar da receita inexistente, os gastos naturais do investimento continuam. Assim, o fundo é obrigado a arcar com custos como IPTU, taxas de condomínio e outras. 

O fundo BBRC11 tem 100% de suas propriedades locadas desde seu início, uma vez que as aquisições são feitas com finalidade de locação específica e acordada por antecipado. 

Cabe ressaltar que a duração dos contratos celebrados é de 10 anos. 

Prazo do Contrato

O risco do prazo de contrato se relaciona com a vacância, uma vez que existe a possibilidade de que o imóvel seja desocupado em seu término. 

Embora prazos longos representem maior segurança, o risco de ruptura antes do prazo existe.  

Todos os contratos do BBRC11 vencem a partir de 2022, sendo que a maioria deles tem vencimento a partir de 2025, como é possível ver no gráfico abaixo.

Vencimento dos Contratos BBRC11
Vencimento dos Contratos BBRC11. Fonte: Relatório Gerencial.

Risco do Inquilino

 O risco do inquilino é a inadimplência: sempre cabe a possibilidade de que os locatários não cumpram com suas obrigações. 

Isso ocasiona custos com medidas judiciais para o fundo, além de diminuir sua receita. Com isso, seus retornos são atingidos. 

Até o final de fevereiro de 2020 não existia inadimplência no BBRC11. 

Risco de Concentração

O risco de concentração se relaciona com a alocação de ativos adotada pela gestão do fundo.

Embora o BBRC11 seja um fundo com diversos ativos, ele conta com um único locatário: o Banco do Brasil. 

Assim, 100% de suas receitas de aluguel derivam de uma mesma fonte. 

Isso significa um risco para o investidor, mesmo quando se trata de uma instituição sólida como é o Banco, e deve ser ponderado. 

Riscos Próprios do Segmento de Atuação

O fundo BBRC11 tem mais de 98% de seus recursos aplicados em agências bancárias. 

Esse segmento apresenta certos riscos próprios, entre os quais cabe destacar o advento da banca digital. 

Nos últimos anos, os bancos digitais vem causando direta e indiretamente o fechamento de um série de agências bancárias físicas. 

Assim sendo, o futuro de fundos que se dedicam apenas a elas é incerto. De fato, outros fundos com o mesmo propósito já vem buscando outras opções de renda já de olho no futuro. 

Considero que esse seja o risco principal do BBRC11. 

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

Dados do BBRC11

Veja agora os principais dados sobre o fundo imobiliário BBRC11. 

  • Razão Social: BB Renda Corporativa Fundo de Investimento Imobiliário
  • CNPJ: 12.681.340/0001-04
  • Gestor: Votorantim Asset Management
  • Público Alvo: Investidores em Geral
  • Segmento: Gestão Passiva – Desenvolvimento para Renda
  • Patrimônio Total  (03/2020): R$ 176.432.151,88
  • Taxa de Administração: 0,60% ao ano sobre o valor do patrimônio líquido
  • Taxa de Performance: Não há
  • Início do Fundo: 10 de junho de 2011
  • Quantidade de Emissões: 1
  • Número de Cotistas (03/2020):
  • Número de Cotas do BBRC11: 1.590.000
  • Regulamento do BBRC11
  • Relatório Gerencial  BBRC11
  • BBRC11 Site Oficial (RI)

BBRC11 Subscrição

A subscrição um direito do investidor de um fundo imobiliário. Ele assegura que o cotista possa manter seu percentual de participação no fundo ante uma nova emissão.

Na prática, o fundo emite novas cotas (geralmente a preço mais baixo) e o cotista tem a preferência na compra, sempre proporcional ao número atual de cotas que possuir do fundo.

Caso não queira usar o direito de subscrição, alguns fundos permitem que você venda esse direito através do home broker da sua corretora de valores.

O fundo imobiliário BBRC11 teve somente um emissão de cotas até o presente. Assim, não apresentou ofertas de subscrição ainda. 

Dúvidas sobre BBRC11

Veja as dúvidas mais comuns sobre o BBRC11.

Como comprar BBRC11?

A compra de cotas do BBRC11 é feita através das corretoras de valores. Abrir sua conta em uma delas e transferir o montante que deseja investir para ela são os primeiros passos. 

Então, basta acessar o Home Broker, buscar o fundo pelo código (BBRC11) e selecionar o número de cotas e valor a pagar. 

Envie a ordem de compra e aguarde a confirmação. 

Onde achar o informe de rendimentos do BBRC11?

O informe de rendimentos do BBRC11 é disponibilizado pela gestora em seu site oficial

Onde achar o relatório gerencial do BBRC11?

O relatório do BBRC11 está disponível no site oficial do fundo. Além disso, você o encontra neste artigo, na seção Dados do BBRC11

Como declarar o fundo imobiliário BBRC11 no IR?

Para descobrir como declarar o fundo imobiliário BBRC11 no imposto de renda, consulte o artigo como declarar o imposto de renda sobre investimentos.

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

BBRC11 Vale a Pena?

O BBRC11 é um fundo que surgiu com o objetivo de desenvolver empreendimentos imobiliários com o propósito específico de locação para o Banco do Brasil. 

Na atualidade, ele conta com 19 propriedades 100% ocupadas e adimplentes, porém locadas a um único inquilino. 

Os rendimentos mensais distribuídos pelo fundo são consistentes e lineares, mantendo-se em uma faixa considerada atrativa para quem vai investir. 

Trata-se de um fundo que está há anos no mercado e já demonstrou sua resiliência. No entanto, enfrenta o desafio da era digital, que vem causando o fechamento de diversas agências físicas no Brasil. 

É certo que o fundo conta com contratos de boa duração, tendo a maioria de seus vencimentos  a partir de 2025, porém isso não é exatamente uma garantia de renda durante esse período. 

Como o fundo tem apenas um inquilino, fica à mercê dele. Uma mudança na gestão do banco com decisão de fechamento de agências afetaria muito as receitas do fundo. 

Assim sendo, o BBRC11 é um bom fundo, mas requer cautela. Ele pode ter uma pequena parcela de sua carteira, porém mantenha o foco em uma alocação de ativos saudável. 

Não esqueça de diversificar os seus investimentos, fazendo uma alocação de ativos de acordo com o seu perfil de investidor.

Descubra o seu perfil através deste teste online e receba uma sugestão de alocação para a sua carteira de investimentos.

Agora me conte uma coisa: Qual é o fundo que você quer conhecer melhor? 

Responda nos comentários. A próxima análise pode ser a sua! 

Análise de FIIs


Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE