O que são Barreiras Tarifárias

Barreiras Tarifárias são qualquer taxa ou tributo que incide sobre produtos importados. Praticamente todos os países usam esse mecanismo como uma forma de se relacionar com o comércio exterior.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

De forma geral, a imposição de tarifas sobre os produtos que vêm de outros países é considerada uma atitude protecionista. No entanto, isso não significa que seja uma prática sem lógica.

Um dos principais argumentos para se impor Barreiras Tarifárias é a preocupação com o mercado e a indústria nacionais, que teria dificuldade para competir com produtos estrangeiros.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Razões para se impor Barreiras Tarifárias 

Cada país tem os seus pontos fortes e fracos. Alguns possuem uma indústria mais desenvolvida, enquanto outros focam mais em produção agrícola por serem mais agrários.

Em uma situação ideal cada país iria oferecer o que tem de melhor em troca do que o outro país também tem a oferecer de melhor. Porém, essa troca envolve interesses econômicos.

A oferta e demanda na produção de matérias primas como leite, frutas, carne e outros derivados animais, em comparação com produtos manufaturados também precisa ser bem calculada.

É nesse meio que as Barreiras Tarifárias podem se fazer úteis, visto que a sua principal função é desincentivar a aquisição de produtos estrangeiros pelas pessoas.

Esse desincentivo terá o principal efeito de controlar e impedir que o mercado nacional seja invadido com produtos vindos de fora, o que poderia ter um efeito negativo para economia local.

É evidente que nem sempre as Barreiras Tarifárias são impostas para salvaguardar os interesses econômicos de um país, em outras ocasiões elas também podem servir como uma arma.

Não é incomum por exemplo ouvirmos falar na mídia que um determinado país ou grupos de países impuseram sanções comerciais a um outro país por este estar agindo de forma indesejada.

Podemos considerar a conduta de um país como indesejada quando ele de alguma forma ameaça a paz mundial. Geralmente pela aquisição ou produção de armas nucleares, ou ameaça de guerra.

É certo que no fim das contas são as potenciais mais desenvolvidas que possuem as melhores condições de fazer pressão econômica e comercial.

Esse desbalanceamento de poder pode inclusive levar uma nação a impor ou ameaçar impor Barreiras Tarifárias simplesmente para conseguir o apoio ou concordância de outro país em alguma questão estratégica.

Superando Barreiras Tarifárias

Conseguir ser isentado de tarifas e impostos de importação e exportação é o sonho de qualquer comerciante, todavia, isso não é algo que um indivíduo consiga alcançar sozinho de forma legal com qualquer produto.

Para não sofrer com taxas o comerciante precisará estar muito bem assessorado quanto aos produtos com as menores cargas tributárias, usualmente advindos de países que são parceiros comerciais.

Esses parceiros comerciais muitas vezes podem estar organizados dentro de algo que é chamado de bloco econômico. O Brasil, por exemplo, faz parte do Mercosul.

Além do Mercosul, existe também:

Dentro de um bloco econômico as Barreiras Tarifárias podem muitas vezes serem suspensas, pois existe um acordo bilateral entre as nações que compõem esse bloco.

Acordos bilaterais acontecem quando há um interesse mútuo a respeito do que o outro país pode oferecer. E geralmente a prioridade são sempre com países vizinhos, ou pertencentes à mesma região ou continente.

É difícil dois países muito distantes ou diferentes serem capazes de chegar a esse nível de maturidade comercial, mas não é impossível.

Na maioria dos casos é mais comum que países de continentes diferentes se relacionem comercialmente por acordos entre os blocos econômicos dos quais fazem parte.