O que é Barreiras a Entrada

Barreiras a Entrada são determinadas circunstâncias ou situações vigentes que acabam funcionando como um empecilho para a entrada de empreendedores em um setor.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

São vários os motivos que tornam um determinado mercado mais difícil de ser penetrado por novos atores. Motivos tanto advindos do mercado interno como do mercado externo.

Em um mercado de livre concorrência perfeita, esse tipo de situação não ocorreria. Mas a concorrência perfeita não existe, visto que todo mercado possui regulações, restrições ou outras distorções.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Tipos de Barreiras a Entrada

As Barreiras a Entrada podem ser encontradas de diversas formas dentro de uma economia. Algumas são impostas de forma artificial, outras nascem naturalmente das circunstâncias.

Mas independente de como elas surjam, é praticamente impossível existir um mercado que não possua suas próprias Barreiras a Entrada, sejam elas mais brandas ou mais complexas.

Barreiras a Entrada governamentais

O governo pode criar Barreiras a Entrada quando ele impõe impostos, taxas ou regulações específicas, por meio de agências reguladoras, que precisam ser seguidas pelas empresas.

O inverso também acontece, ao invés de o governo dificultar a entrada de todos dentro de um setor, ele escolhe uma empresa específica e a beneficia com isenções fiscais.

Essas isenções fiscais, obviamente, fará com que a empresa específica acabe conseguindo atuar com mais facilidade e liberdade dentro do seu mercado, dificultando a vida da concorrência.

Outra ferramenta que o governo pode utilizar para criar Barreiras a Entrada, é a regulação de um setor para que ele seja operado por uma única empresa, escolhida por licitação.

Esse tipo de prática tem o nome de monopólio natural. As áreas mais comuns em que isso acontece são:

  • Abastecimento de água;
  • Fornecimento de eletricidade;
  • Administração de transporte pública;
  • Administração de estradas.

Por outro lado, também é possível entender o monopólio natural como algo que não pode ser evitado, e o governo sendo apenas o organizador dessa prática.

Barreiras a Entrada técnicas

Outro fator que pode ser determinante e um grande impeditivo para novos agentes dentro de um mercado é a dificuldade técnica que existe para fazer parte deste mercado.

Alguns tipos de mercado simplesmente são técnicos demais e requerem muito conhecimento específico. Conhecimento que talvez não seja de tão fácil acesso.

Muitas vezes, esse tipo de mercado fica restrito a empreendedores privilegiados com condições econômicas e oportunidades para buscarem o conhecimento necessário em outros países.

Barreiras a Entrada financeiras

Existem também aqueles mercados que possuem Barreiras a Entrada de ordem financeira, ou seja, cujo custo de investimento é muito alto a princípio.

Geralmente são áreas que para serem exploradas precisam de um maquinário específico que é muito caro e pouco acessível. Ou talvez seja necessário a construção de grandes instalações, como fábricas.

A exploração de petróleo é um dos melhores exemplos desse tipo de Barreira a Entrada, pois o custo para se construir e manter uma refinaria é muito alto.

Modelo Porter e as Barreiras a Entrada

O Modelo de Porter foi concebido pelo professor de Harvard, Michael Porter, no final dos anos 70, e versava sobre as cinco forças que regem a competitividade de um mercado.

A competitividade, por sua vez, é o que vai determinar se neste mercado é fácil de se investir, ou se as Barreiras a Entrada são um empecilho muito grande.

As forças definidas pelo professor foram:

  • Ameaça da concorrência: o quanto a entrada de novos concorrentes podem afetar o mercado;
  • Intensidade da rivalidade entre concorrentes atuais;
  • Ameaça de produtos substitutos: se este mercado pode ser afetado por novas soluções;
  • Poder de barganha dos clientes: o quão alto é a possibilidade de negociação do cliente comum;
  • Poder de barganha dos fornecedores: poucos fornecedores indicam um baixo poder de negociação.

Analisar um mercado com estes critérios pode não apenas identificar Barreiras a Entrada, mas também verificar se o mercado em si está disfuncional ou saturado.