Banco do Brasil (BBAS3) Pagará R$ 1,2 Bilhão de Proventos em Maio
| , , ,

Banco do Brasil (BBAS3) Pagará R$ 1,2 Bilhão de Proventos em Maio

O Banco do Brasil (BBAS3) anunciou que pagará R$ 1,2 bilhão de proventos em maio. Veja a data limite para receber.

Por
Atualizado em 07/05/2021

O Banco do Brasil (BBAS3) anunciou na quinta-feira (06), através de fato relevante, que pagará R$ 1,2 bilhão em dividendos e juros sobre capital próprio para quem tiver ações da companhia até o dia 21 de maio de 2021.

O montante será dividido entre R$ 212,1 milhões em dividendos, equivalente a R$ 0,07433 por ação, e R$ 970,4 milhões em juros sobre capital próprio, correspondente a R$ 0,34011 por ação.

Segundo o comunicado, o pagamento será realizado no dia 28 de maio de 2021.

Banner will be placed here

Dividendos

  • Valor por ação ordinária: R$ 0,07433
  • Data de COM: 21 de maio de 2021
  • Data EX: 24 de maio de 2021
  • Data de pagamento: 28 de maio de 2021

Juros sobre Capital Próprio

  • Valor por ação ordinária: R$ 0,34011
  • Data de COM: 21 de maio de 2021
  • Data EX: 24 de maio de 2021
  • Data de pagamento: 28 de maio de 2021

Pela cotação de hoje na abertura (07), a R$ 29,19, esse valor líquido do juros sobre capital próprio representa 1,16% de rendimento por ação.

A partir de 24 de maio, os ativos serão negociados em ex-proventos.

Resultado do Banco do Brasil no Quarto Trimestre de 2020

O resultado da Banco do Brasil (BBAS3) no quarto trimestre de 2020 (4t20), divulgado no dia 11 de fevereiro, apresentou um lucro líquido de R$ 3,2 bilhões no 4t20, uma baixa de -43,8% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

A margem financeira bruta do Banco do Brasil atingiu R$ 14,2 bilhões no 4t20, apresentando queda de -0,7% na comparação com o 4t19.

O Índice de Basiléia do Banco do Brasil em dezembro de 2020, totalizou 21,1%, apresentando retração de 0,1 ponto percentual na comparação com dezembro de 2020.

As ações do Banco do Brasil (BBAS3) acumulam queda de 1,45% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 12,49% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE