A B3 (B3SA3) prepara o lançamento, no próximo dia 30, de produtos de operações estruturadas para negociação de estratégias de curvas de Juros para os contratos de Futuro de Depósito Interfinanceiro (DI).

"Os novos produtos terão como principais benefícios a eliminação de risco de execução, pois dispensam a necessidade de se negociar os vencimentos da estratégia em livros de ofertas segregados, e maior eficiência tarifária, pois os custos de negociação estarão alinhados à exposição gerada na operação", destaca a instituição.

Além disso, os novos produtos permitem observar exatamente o que está sendo negociado em cada tipo de estratégia via market data, o que significa mais transparência para o mercado, diz a Bolsa.

Segundo a B3, atualmente, existem dois tipos de estratégias de curvas de Juros altamente negociadas. A negociação da taxa a termo (FRA) ou PU (Preço Unitário) Neutro e a Inclinação ou DV01 Neutro.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"Na estrutura atual, os participantes que optam por negociar esses tipos de estratégias, calculam as proporções (ratio) de quantidades e atuam nos books dos vencimentos de forma segregada", afirma.

Essa dinâmica gera algumas ineficiências, como risco de execução, falta de transparência para o mercado e custo mais alto de tarifas. A Bolsa informa ainda que nos próximos meses serão lançados produtos voltados para Futuro de Cupom de IPCA (DAP) e FRA de Cupom Cambial (FRC).

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da B3 no Primeiro Trimestre de 2022

resultado da B3 (B3SA3) no primeiro trimestre de 2022 (1t22), divulgado no dia 12 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 1,1 bilhão no 1T22, baixa de -12,3% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda recorrente da B3 atingiu R$ 1,7 bilhão no 1T22, apresentando retração de -11,5% na comparação com o 1T21.

A margem Ebitda recorrente da B3 totalizou 75,4% no 1T22, apresentando retração de -7,7 pontos percentuais na comparação com o 1T21.  

A margem líquida da B3 atingiu 48,2% no 1T22, apresentando retração de -4,2 pontos percentuais na comparação com o 1T21. 

As ações da B3 (B3SA3) acumulam alta de 5,63% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 24,37% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.