Em breve será possível ver nas ruas das capitais do Sudeste, Sul e Nordeste do país tuc-tucs, uma cena no mínimo inusitada.

Isso porque a B2W Digital (BTOW3) vai colocar nas ruas uma frota de 90 tuc-tucs elétricos para entrega de produtos vendidos nas suas plataformas digitais.

A companhia é dona das marcas Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato.

Segundo a empresa, a iniciativa faz parte da estratégia de investir de forma crescente em soluções logísticas e práticas que gerem menos impacto no meio ambiente.

O valor do investimento não foi informado.

Em nota, a empresa explica que os novos tuc-tucs elétricos permitem transportar de 240 quilos a 600 quilos de mercadorias, conforme o modelo do veículo.

Essa maior capacidade aumenta o sortimento e o tamanho de produtos entregues, em comparação, por exemplo, às bicicletas.

"Além da eficiência de deslocamento, a nova frota evita as emissões de gases de efeito estufa (GEE), contribuindo com o alcance do ODS 13, da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), que incentiva medidas contra a mudança global do clima", afirmou a companhia.

"A expectativa é que a frota deixe de emitir cerca de 3 toneladas de CO2 na atmosfera por mês", esclareceu.

O serviço de entrega por tuc-tucs vem sendo testado pela companhia no município de São Paulo nos últimos meses.

São atualmente nove veículos elétricos em operação, com diferentes capacidades de carga.

A empresa explica que a frota de tuc-tucs atua em deslocamentos de curta distância, o chamado "last mile", a última milha da logística de entrega.

"O tuc-tuc elétrico é um meio eficiente de deslocamento nos centros urbanos e tem a vantagem, em relação às bicicletas, de oferecer maior capacidade de carga", destaca na nota Welington Souza.

"O serviço permite entregarmos mais rapidamente e itens de maior volume, ao mesmo tempo em que reduz a emissão de CO2 no meio ambiente", afirmou o diretor geral da LETS, plataforma de gestão compartilhada dos ativos de logística e distribuição da Americanas e B2W.

A B2W acrescentou que oferece aos seus parceiros treinamento para utilização dos veículos, que, diferentemente das bicicletas, demandam habilitação.

A iniciativa, destaca a varejista, contribui para estratégia de ESG da B2W Digital.

"Em 2020, através do estudo de materialidade realizado para a nossa estratégia ESG, mapeamos os principais ODS que norteiam nossas ações", são eles:

  • 4 - Educação de Qualidade;
  • 5 - Igualdade de Gênero;
  • 8 - Trabalho Decente e Crescimento Econômico;
  • 10 - Redução das Desigualdades;
  • 13 - Ação Contra a Mudança Global do Clima.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da B2W no Quarto Trimestre de 2020

O resultado da B2W (BTOW3) no quarto trimestre de 2020 (4t20), divulgado no dia 4 de março, apresentou um lucro líquido de R$ 15,6 milhões no 4t20, versus um prejuízo de R$ 22,3 milhões em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da B2W atingiu R$ 325,6 milhões no 4t20, apresentando crescimento de 31,5% na comparação com o 4t19.

A margem Ebitda da B2W totalizou 9,7% no 4t20, apresentando retração de -0,9 ponto percentual na comparação com o 4t19. 

A Margem líquida da B2W atingiu 0,5% no 4t20, apresentando crescimento de 1,5 ponto percentual na comparação com o 4t19.

As ações da B2W (BTOW3) acumulam queda de 3,35% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 7,69% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão