O que é Ativo Realizável a Longo Prazo

Ativo Realizável a Longo Prazo

O que é Ativo Realizável a Longo Prazo. Significado, exemplos, para que serve e como funciona.

O que é Ativo Realizável a Longo Prazo

Ativo Realizável a Longo Prazo é todo e qualquer bem ou direito que certa empresa receberá no próximo exercício contábil, ou seja, assim que se encerrar o período de doze meses do balanço patrimonial.

Dito de outro modo, são todos os valores ativos de baixa liquidez cujo prazo de realização ultrapassa os 360 dias do período do exercício social. 

O Ativo Realizável a Longo Prazo compõe a categoria dos ativos não circulantes. Assim, ele se caracteriza por não ser facilmente ou imediatamente liquidado, requisitando um período de longo prazo.

Banner will be placed here

Como funciona o Ativo Realizável a Longo Prazo

Conforme a Lei nº 11.941/2009, o Ativo Realizável a Longo Prazo faz parte dos Ativos Não Circulantes, isto é, bens e direitos que necessitam de um prazo extenso para se transformarem em recursos monetários. 

Os Ativos Não Circulantes têm duas características principais: a baixa liquidez, já referenciada acima, e a conservação, ou seja, a capacidade de se manter na empresa em um tempo além do exercício social.

No grupo dos Ativos Realizáveis a Longo Prazo constam, portanto, bens e direitos cujas realizações se darão no longo prazo, bem como direitos sem prazo de vencimento.

Vale salientar que essa categoria de ativo é residual, pois os ativos que não são enquadrados nos demais grupos do Ativo Não Circulante serão classificados como de longo prazo.

Além disso, o Ativo Realizável a Longo Prazo tem a mesma natureza dos Ativos Circulantes, mas com a única diferença de serem realizados ou consumidos após o término do exercício seguinte.

Exemplos Ativo Realizável a Longo Prazo

Abaixo separamos uma lista de exemplos de Ativos Realizáveis a Longo Prazo:

  1. Aplicações financeiras de longo prazo – aplicações que a empresa só poderá retirar após um prazo de doze meses.
  2. Depósitos bancários a longo prazo – cheques ou transferências que entrarão no caixa da empresa após um período de doze meses
  3. Duplicatas a receber de longo prazo – valores decorrentes de vendas parceladas em longo prazo.
  4. Despesas antecipadas de longo prazo – despesas que trarão benefício para a empresa somente após o final do exercício seguinte.
  5. Empréstimos, adiantamentos ou vendas – valores a receber por emprestar ou adiantar para sócios, diretores, funcionários.

Suponha que uma concessionária de carros efetue a venda de um automóvel no valor de R $62.000,00 em 48 parcelas. Parte dessas parcelas serão pagas posteriormente, portanto, podemos classificá-las como ativos de longo prazo.

Ou então suponha que uma empresa de cosméticos fez uma aplicação de R $10.000,00 em Certificado de Depósito Bancário (CDB) com prazo de 18 meses. Nesse caso, também lidamos com ativos de longo prazo.

Pensemos em um caso de uma fábrica que comprou máquinas e equipamentos novos de determinado fornecedor, mas que só irá recebê-las em um prazo superior a 360 dias. Essas serão contabilizadas como ativo de longo prazo.

Para que serve o Ativo Realizável a Longo Prazo

Como um Ativo Não Circulante, os ativos de longo prazo fornecem pistas significativas do estágio de evolução e crescimento de uma empresa.

Mais especificamente, o Ativo Realizável de Longo Prazo permite uma análise do que virá a ser o futuro de uma empresa. Nesse sentido, ele auxilia um gestor, ou mesmo um investidor, a fazer projeções seguras de uma empresa.

Por exemplo, se uma empresa contar com um número grande de passivos de longo prazo e outro pequeno de ativos de longo prazo, é possível deduzir que a situação financeira da empresa pode se complicar.

Em segundo lugar, os Ativos Realizáveis de Longo Prazo poderão demonstrar retornos financeiros vantajosos para uma empresa, principalmente no que se refere às aplicações financeiras de longo prazo.

Por fim, tendo em conta que compras grandes feitas a longo prazo também constam nessa modalidade de ativo, podemos considerar que é possível compreender o ritmo de vendas de determinada empresa.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE