O que é Argumento de Autoridade

Argumento de Autoridade, também conhecido como apelo à autoridade ou argumentum ad verecunidam (em latim), é uma forma de argumento em que a opinião de uma autoridade em um assunto é utilizada para defender um ponto. 

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Esse argumento pode ser falacioso ou não: em certas situações, dado o contexto, a opinião de uma autoridade pode ser válida, enquanto em outros, não.

Uma falácia  é um raciocínio errado com aparência de verdadeiro. 

Por exemplo, no âmbito científico, não há muito espaço para argumentos de autoridade. Cientistas defendem que autoridades devem provar seus argumentos como qualquer outra pessoa.

Isto é, mesmo os cientistas ou especialistas mais famosos e renomados devem trazer informações para defender seus pontos, como: 

  • Fatos históricos ou sociais concretos
  • Experimentos científicos ou empíricos
  • Dados de qualidade, analisados a partir de premissas verdadeiras 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Argumento de Autoridade e Economia Comportamental

A Economia Comportamental é uma disciplina inaugurada ao longo do século XX,  que incorpora economia, psicologia, neurociência e outras ciências sociais.

Ela surge a partir da crítica à ideia de que o agente econômico é, por natureza, um tomador de decisão racional, ponderado, centrado no interesse pessoal e que processa todas as informações relevantes.

Para economia comportamental, isso não é verdadeiro:  nem sempre os agentes econômicos tomam as decisões mais racionais. Fatores emocionais e o comportamento dos outros podem impactar suas ações.

Ou seja, agentes econômicos tomam decisões baseadas em hábitos, experiênciais pessoais e vieses cognitivas. 

Um viés cognitivo é um pré-julgamento que influencia o processo de tomada de decisão. São atalhos mentais que tornam o pensamento mais fluido, mas pode também levar a decisões irracionais. 

A partir desta perspectiva, diversos estudiosos buscam entender quais são os viéses que influenciam as tomadas de decisões nas finanças pessoais e no comportamento do mercado.

Finanças comportamentais e a área das Finanças que se dedica ao estudo dos equívocos de lógica nas decisões de investimento.

Nesse contexto, o argumento de autoridade é um desses vieses: Não se deve acreditar em uma informação, exclusivamente porque foi  dita por um especialista. Deve-se considerar os dados que ele traz para defender o ponto.

Por isso, é importante diferenciar informações de qualidade de especialistas daquelas falaciosas e sempre racionalizar antes de tomar uma decisão. 

Argumento de Autoridade no mercado financeiro 

No mercado financeiro, é comum ver sugestões de estra´tegias baseadas no Argumento de Autoridade, mas é preciso estar atento, pois a opinião pode ser falaciosa e levar o investidor a tomar uma decisão irracional. 

Discursos como “invista como tal pessoa” são comuns, ainda que nem sempre essa pessoa seja uma autoridade no assunto.

Por isso, é preciso ter cautela e dedicar bastante tempo à educação financeira, a fim de evitar fraudes e golpes financeiros

O investidor também deve investir em autoconhecimento, a fim de saber quais são os viéses que geralmente impactam suas decisões e quais são seus objetivos.  

Isso é importante, porque mesmo quando uma informação é dada por uma legítima autoridade com uma argumentação verdadeira, ela pode não ser útil ou aplicável naquele momento.

Não seria falacioso que um gestor de carteiras recomendasse a um investidor um investimento de alto risco (como hedge funds) como uma boa oportunidade, por exemplo. 

Porém, se o investidor encontra-se em uma situação de baixa aversão ao risco, investir nesse produto não será a melhor decisão a ser tomada por ele naquele momento. 

Também é importante lembrar que pessoas próximas podem parecer autoridades também. Não se esqueça que bons amigos nem sempre são bons investidores. 

Evitar embasar decisões em argumentos do tipo “investirei neste fundo, pois meu amigo investe” pode poupar tempo e dinheiro. As decisões de investimento devem sempre ser baseadas na razão.