O que é Animal Spirits

Animal Spirits é um termo utilizado para descrever as emoções que impactam a forma em que as pessoas tomam decisões econômicas – como comprar e vender ações – durante períodos de incertezas.

Emoções como medo, esperança ou pessimismo afetam o processo de decisão dos agentes econômicos. Isso impacta positiva ou negativamente diversas variáveis econômicas.

Índicices da Bolsa de Valores, preços de ações, commodities ou mesmo o crescimento econômico são impactados pela forma como os agentes se sentem e agem. 

Na prática, isso significa que se os ânimos dos agentes econômicos estiverem otimistas, a economia estará alta e os preços de mercado dispararão.

O contrário também é verdadeiro: novas informações podem tornar os investidores pessimistas e fazer os preços despencarem.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Origem do Termo

O termo foi cunhado pelo economista britânico John Mayard Keynes em uma publicação de 1936 para descrever as emoções humanas que afetam a confiança do consumidor

O autor defendia que se os consumidores se tornam mais inseguros sobre o futuro da economia, eles compram menos. Isso impacta o crescimento econômico, gerando crises e recessões. 

Keynes usou o termo para explicar a espiral recessiva que se deu após a crise de 1929. 

Hoje o termo animal spirts é utilizado para descrever outros comportamentos além daqueles que impactam a decisão de consumo. 

Fatores psicológicos e emocionais impactam todas as decisões econômicas, sendo esse o objeto de estudo da economia comportamental, que surge como decorrência das ideias de Keynes. 

A Economia Comportamental é uma área de conhecimento relativamente nova, que une conhecimentos de  economia, da psicologia, da neurociência e de outras ciências sociais.

Animals Spirits e crises

Um bom exemplo de como a economia pode ser impactada pelos animal spirits dos agentes econômicos é a Crise Financeira de 2008, a pior desde 1929.

Do final dos anos 90 até meados dos anos 2000, com um pico em 2008, os mercados financeiros do mundo todo foram inundados de novos produtos e inovações financeiras.

Nos Estados Unidos, produtos financeiros como os CDOs (obrigações de dívida colateralizada, em português) passaram a ser utilizados de formas novas, especialmente no mercado habitacional, formando uma bolha imobiliária

Inicialmente, essa tendência parecia positiva, com alta dos preços e otimismo no mercado, até o ponto em que se percebeu que esses instrumentos financeiros eram fraudulentos

Neste momento, a confiança dos investidores dissipou-se, seguiu-se uma liquidação generalizada e os preços dos mercados despencaram. 

Até mesmo o banco Lehman Brothers, um dos mais tradicionais bancos dos Estados Unidos, decretou falência. Esta, seguida por uma enorme queda das bolsas mundiais, marcou o início de uma das maiores crises econômicas da história. 

A história da crise de 2008 e como os animal spirits influenciam a economia pode ser visto no filme A Grande Aposta, um bom filme para entender mais sobre investimentos e o mercado financeiro. 

Animals Spirits e efeito manada

Efeito manada é a tendência das pessoas em fazer algo simplesmente porque um determinado grupo está fazendo. É a influência da maioria.

Se animal spirits é a ideia de que as emoções influenciam as atividades econômicas, o efeito manada é quando muitas pessoas são tomadas por essas emoções, chegando a influenciar as outras e o mercado. 

No mercado financeiro, o investidor age segundo o efeito manada quando deixa de analisar o mercado e tomar suas p´róprias decisões para fazer o que os demais estão fazendo. 

Por exemplo, se todos começam a vender suas ações e um investidor decide fazer o mesmo, ainda que isso não seja o mais coerente para a sua estratégia. 

Para frear o descontrole causado pela influência de animals spirits descontrolados somados ao efeito manada, a Bolsa de Valores desenvolveu um mecanismo importante, o Circuit Breaker.