Resultado Suzano (SUZB3) 2020: Prejuízo de R$ 13,4 B no 1t20
| ,

Resultado Suzano (SUZB3) 2020: Prejuízo de R$ 13,4 B no 1t20

A Suzano divulgou seus resultados referentes ao 1t20, confira os destaques e se vale a pena investir na SUZB3.

Por
Atualizado em 15/05/2020

Os resultados da Suzano (SUZB3) referente a suas operações do primeiro trimestre de 2020, foram divulgados no dia 14/05.

Veja neste artigo os principais destaques do resultado da Suzano do 1t20 e a análise fundamentalista da empresa.

Confira o calendário de divulgação de resultados do 1t20 das empresas listadas na Bolsa de Valores e a análise das empresas que a equipe do The Capital Advisor está realizando.

Leia até o final e descubra se a SUZB3 vale a pena investir.

Sobre a Suzano

A Suzano é uma empresa brasileira de papel e celulose, sendo a maior produtora global de celulose de eucalipto e uma das 10 maiores de celulose de mercado, além de líder global no mercado de papel.

A empresa conta com cerca de 60 marcas em quatro linhas, a de cutsize, revestidos, não revestidos e papel-cartão.

A Suzano possui sede em Salvador e sede administrativa na cidade de São Paulo, além de operações globais em cerca 60 países.

As atividades estão divididas em três unidades de negócio, a Florestal, Celulose e Papel e possui cerca de 8 mil funcionários.

A Companhia possui no Brasil 6 unidades industriais quatro no Estado de São Paulo, uma na Bahia e uma no Maranhão.

Além disso, a Suzano também é proprietária da SPP-KSR, a maior empresa distribuidora de produtos gráficos e papéis da América do Sul.

Já no exterior a Suzano Papel e Celulose é dona da Sun Paper no Reino Unido e da Stenfar na Argentina.

As florestas de propriedade da empresa estão espalhadas pelos estados de São Paulo, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Maranhão, Pará, Piauí e Tocantins.

A companhia possui 803.000 hectares de área florestal por todo o Brasil.

Composição acionária da Suzano

AcionistaONPNTotal
Outros39,40%0,00%39,40%
Suzano Holding S.A.27,00%0,00%27,00%
Bndes Part S.A. – Bndespar11,00%0,00%11,00%
Votorantim S.A.5,50%0,00%5,50%
David Feffer3,90%0,00%3,90%
Daniel Feffer3,50%0,00%3,50%
Jorge Feffer3,40%0,00%3,40%
Ruben Feffer3,40%0,00%3,40%
Alden Fundo de Investimento em Ações1,90%0,00%1,90%
Ações Tesouraria0,90%0,00%0,90%
Banner will be placed here

Avaliação de Governança

A Suzano está listada na Bolsa de Valores no segmento Novo Mercado, nível mais alto da B3.

EmpresaSuzano Papel e Celulose S.A.
CódigoSUZB3
SubsetorMadeira e Papel
Segmento de ListagemPapel e Celulose
Tag Along100%
Free Float53,32%
Principal AcionistaSuzano Holding S.A.
Sitehttps://ir.suzano.com.br/

A empresa possui um free float acima de 25%, o que não representa nenhum problema de liquidez nas negociações das ações para o acionista.

A empresa possui um tag along acima de 80%, indicando que o acionista minoritário estará protegido se os controladores da empresa vendam sua participação na companhia.

Ambos indicadores ajudam na análise da governança corporativa da empresa, porém não dizem respeito da sua capacidade de geração de caixa ou de sua rentabilidade.

Agora chegou a hora analisar os resultados e os principais múltiplos da análise fundamentalista da companhia.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Resultado da Suzano no 1t20

A empresa apresentou um prejuízo líquido de R$ 13,4 bilhões no 1t20, uma baixa de 156,9% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Confira os principais destaques dos resultados da Suzano do primeiro trimestre de 2020:

Indicador4t191t20Evolução
Lucro Líquido (R$)R$ 1,2 B-R$ 13,4 B-1.242,2%
Margem Ebitda (%)35%43%-18,7%
Margem Bruta (%)17,6%31,0%43,3%

Resultados Operacionais da Suzano no 1t20

O primeiro trimestre foi marcado pela realização de paradas não programadas em diversas regiões por diferentes fatores que geraram uma redução significativa do volume disponível de celulose no mercado.

Os estoques de celulose tiveram quedas nos portos chineses e europeus após a recuperação da demanda iniciada no fim de 2019.

A Suzano seguiu o mesmo comportamento de redução significativa do volume de estoques no período. Neste cenário, a Suzano registrou um primeiro trimestre recorde de vendas de 2.856 mil toneladas.

Esse desempenho registrou uma leve queda de 2% ao elevado volume realizado no quarto trimestre do ano passado e 65% superior ao mesmo período de 2019.

A receita líquida de celulose apresentou um incremento de 28% na comparação anual, em virtude principalmente do maior volume vendido e da valorização do USD médio frente ao BRL de 18%.

Em relação ao quarto trimestre de 2019, o aumento de 5% na receita foi em razão da valorização do USD médio frente ao BRL de 8%.

A receita líquida de papel foi de R$ 1,09 bilhão, representando queda de 23% em comparação ao quarto trimestre, devido a redução do volume de vendas por conta da sazonalidade agravada pela Covid-19.

Esse resultado foi compensado pela elevação no preço médio líquido em reais.

Quando comparada ao mesmo período do ano anterior, a receita líquida de papel manteve-se praticamente estável.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Resultados Financeiros da Suzano no 1t20

A receita líquida de vendas da Suzano atingiu R$ 7 bilhões no 1t20, apresentando queda de 1% na comparação com o 4T19.

O Lucro Bruto da Suzano atingiu R$ 2,1 milhões no 1t20, apresentando crescimento de 74,4% na comparação com o 4T19. 

O custo dos serviços prestados totalizou R$ 4,8 bilhões no 1t20, apresentando retração de 17,4% na comparação com o 4T19.

O Ebitda da Suzano atingiu R$ 3 bilhões no 1t20, apresentando crescimento de 23% na comparação com o 4T19.

A margem Ebitda da Suzano totalizou 43% no 1t20, apresentando retração de 5,0 ponto percentual na comparação com o 4T19. 

O resultado financeiro da Suzano totalizou um prejuízo de R$ 22,4 bilhões no 1t20, apresentando crescimento de 1.481,5% quando comparado ao 4T19.

No 1t20, as despesas gerais e administrativas cresceram 10% em relação ao 4T19.

A Margem bruta da Suzano atingiu 31,0% no 1t20, apresentando crescimento de 13,4 ponto percentual na comparação com o 4T19. 

O lucro líquido da Suzano ficou negativo em R$ 13,4 bilhões no 1t20, apresentando retração de 1.242,2% na comparação com o 4T19. 

Gráfico histórico dos lucros trimestrais Suzano (SUZB3) 1t20
Gráfico: Histórico de lucros trimestrais da Suzano. Fonte: GuiaInvest.

A Margem líquida da Suzano atingiu -192,2% no 1t20, apresentando retração de 208,9 ponto percentual na comparação com o 4T19.

Para fazer uma análise do desempenho da empresa, quanto a empresa gera de retorno financeiro, avalie também outros indicadores de rentabilidade, como o giro do ativo e o Retorno sobre o Ativo (ROA).

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Endividamento da Suzano

Os indicadores de endividamento da Suzano estão fora da normalidade, apresentando uma dívida líquida / patrimônio líquido de 1.624,0%, acima da sua média dos últimos 3 anos.

Veja a evolução histórica dos últimos 10 anos do endividamento da Suzano:

Gráfico: Histórico Endividamento Suzano. Fonte: GuiaInvest

A dívida bruta da Suzano em março de 2020, totalizou R$ 75,8 bilhões, apresentando crescimento de R$ 15,1 bilhões na comparação com março de 2019.

A companhia apresentou uma estrutura de capital dentro da normalidade no trimestre, mantendo 91% da sua dívida no longo prazo e 9% no curto prazo.

Além do endividamento, lembre-se sempre de analisar os outros indicadores de estrutura de capital da empresa, como o endividamento geral, terceiros, composição e imobilização de recursos e não recorrentes.

Faça uma comparação do endividamento dos concorrentes da empresa, que estão inseridas no mesmo setor.

Por fim, avalie também os indicadores de liquidez que fazem parte do conjunto de índices financeiros, para  medir a capacidade financeira da empresa em satisfazer seus deveres junto a terceiros.

Principais Indicadores Fundamentalistas

Veja abaixo os principais indicadores fundamentalistas do Suzano para iniciar a sua análise dos fundamentos da SUZB3.

Indicador12/201903/2020Evolução (%)
Preço/Lucro (P/L)-19,0-3,281,2%
Preço/Valor Patrimonial (PVPA)3,010,471,2%
Dividend Yield (DY) %1,1%1,2%8,4%
Price Sales Ratio (PSR)2,11,814,3%
Valor de Mercado (R$)R$ 53,3 BR$ 48,3 B-9,8%
Ebit (R$)R$ 1,1 BR$ 563,3 M-139,3%
Ebitda (R$)R$ 2,4 BR$ 3,0 B23%
Lucro por Ação (LPA) $-2,0862-11,1210-81,3%
Rent. Patr. Líq. (ROE) %-15,6%-321,7%-95,2%
Margem Líquida %-10,8%-55,0%-80,4%
Liquidez Corrente1,61,3-18,75
Data Divulgação12/02/2014/05/20

* Indicadores com base na data de 14/05/2020.  Fonte: GuiaInvest

Para aplicar todos esses filtros e fazer uma rápida análise fundamentalista, levei menos de 5 minutos com a ferramenta GuiaInvest PRO.

Você pode assinar a ferramenta com preço promocional e ainda receber gratuitamente o PDF  “13 Ações do Corona Opportunity”, que são empresas de setores variados, com o Score mais alto de cada setor.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Teleconferência de Resultados Suzano 1t20

Ouça a Transmissão da Teleconferência da Suzano do 1t20 abaixo:

Documentos e arquivos dos Resultados da Suzano do 1t20

Para conferir os resultados de outros trimestres, em texto ou áudio, acesse a Central de Resultados da Suzano.

SUZB3 Vale a Pena?

A receita líquida da Suzano trimestre foi de R$ 6.981 milhões, sendo 83% gerada no mercado externo em comparação com os 77% no mesmo período de 2019.

O volume total de vendas de celulose e papel no trimestre foi de 3.124 mil toneladas, um crescimento de 56% na comparação anual e 5% inferior ao quarto trimestre de 2019.

Comparado ao mesmo trimestre do ano anterior, o aumento da receita líquida ocorreu devido ao melhor desempenho das vendas de celulose para todas as regiões, em especial para a Ásia.

O aumento do EBITDA Ajustado no trimestre em relação ao mesmo trimestre de 2019 é explicado pelo maior volume vendido de celulose, pela valorização do USD médio frente ao BRL e da redução do CPV base caixa.

A redução do EBITDA por tonelada de 31% é justificada basicamente pelo fator preço.

As despesas financeiras totalizaram R$ 1.086 milhões neste trimestre, aumento de 9% e 3% superior ao primeiro e ao quarto trimestre de 2019, respectivamente.

Na comparação anual, a queda de despesas de juros em moeda nacional pode ser justificada pela redução de 43% do CDI que estava em 6,40% em março de 2019 e terminou o trimestre em 3,65%.

A Companhia registrou prejuízo de R$ 13,4 bilhões, contra prejuízo de R$ 1,2 bilhões na comparação anual e lucro de R$ 1,1 bilhões no quarto trimestre de 2019.

A variação em relação ao primeiro e quarto trimestre de 2019 é justificada majoritariamente pelo resultado financeiro negativo, decorrente da variação cambial sobre a dívida e pelo resultado de operações com derivativos.

Os ativos totais reportaram o saldo de R$ 105,4 bilhões, representando aumento de 6,2% em relação ao saldo no mesmo trimestre de 2019.

O patrimônio líquido alcançou a soma de R$ 4,7 bilhões neste trimestre, o que representou uma queda de 77,1% em relação ao saldo no mesmo trimestre de 2019.

Se você quer investir em ações com ótimos fundamentos e que estão sendo negociadas com desconto em relação ao seu preço justo, garanta a sua vaga na minha Carteira Jóias da Bolsa e receba o meu acompanhamento.

Conheça a estratégia de investimento utilizada por Warren Buffett para identificar as barganhas escondidas na bolsa de valores.

Análise de Ações

DFP da Suzano 1t20

Confira abaixo os Demonstrativos Financeiros do Resultado da Suzano do 1t20 na íntegra. 

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE