Resultado da Petrobras (PETR4) 2019: Lucro Dispara 287% no 4t19
| ,

Resultado da Petrobras (PETR4) 2019: Lucro Dispara 287% no 4t19

A Petrobras divulgou seus resultados referentes ao 4T19, confira os destaques e se vale a pena investir na PETR4.

Por
Atualizado em 03/04/2020
Avalie esse texto

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do quarto trimestre de 2019, foram divulgados no dia 19/02.

Veja neste artigo os principais destaques do resultado da Petrobras do 4T19 e se a PETR4 vale a pena investir. 

Confira o calendário de divulgação de resultados do 4T19 das empresas listadas na Bolsa de Valores e a análise das empresas que a equipe do The Capital Advisor está realizando.

Data da divulgação: 19 de fevereiro de 2020.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Sobre a Petrobras

Conheça um pouco sobre a Petrobras: data de fundação, core business, mercados onde atua, principais clientes.

Vídeo Institucional – Petrobras

A Petrobras é uma das maiores produtoras de petróleo e gás do mundo, atuando, principalmente, nas atividades de exploração e produção, refino, geração de energia, comercialização e distribuição de derivados.

Confira as principais áreas de atuação da Petrobras:

Áreas de Atuação da Petrobras
Áreas de Atuação da Petrobras
Banner will be placed here

Avaliação de Governança

A Petrobras está listada na Bolsa de Valores no segmento Nível 2, de governança da B3.

EmpresaPetroleo Brasileiro S.A. Petrobras
CódigoPETR4 
SubsetorPetróleo. Gás e Biocombustíveis
Segmento de ListagemExploração. Refino e Distribuição
Tag Along100%
Free Float50%
Principal AcionistaUnião Federal
Sitehttps://www.investidorpetrobras.com.br/

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Resultado da Petrobras 4t19

No decorrer do ano de 2019, a Petrobras passou por grandes transformações, baseado em alguns pilares.

Como os desinvestimentos em ativos totalizando US$ 16,3 bilhões em 2019, e a privatização da BR Distribuidora.

Com isto, a petroleira conquistou diversas melhorias, destacando o melhor desempenho dos ativos em que a companhia é dona natural, e significativa redução de sua alavancagem financeira.

Alcançando um fluxo de caixa operacional de R$ 101,7 bilhões em 2019 o maior da história da Petrobras.

Assim, os resultados da Petrobras do 4T19 vieram acima das expectativas dos acionistas, registrando lucro líquido de R$ 8,53 bilhões, alta de 186,7% na comparação com o 4T18.

Confira os destaques dos resultados da Petrobras do quarto trimestre de 2019:

  • Lucro líquido de R$ 8,2 bilhões, alta de 287,8% na comparação com o 4T18;
  • EBITDA ajustado de R$ 36,5 bilhões, alta de 25,27% na comparação com o 4T18;
  • No 4T19, o índice, dívida líquida/LTM EBITDA ajustado caiu para 2,46x versus 2,58x no 3T19.

Resultados Operacionais

No 4T19, a Petrobras conquistou grande avanço em suas operações, conquistando recordes em sua produção.

O custo dos produtos vendidos no Brasil atingiu R$ 43,4 bilhões no 4T19, apresentando retração de -8,9% na comparação com o 4T18.

O preço do Brent ficou em US$ 63,25 no 4T19, apresentando retração de -6,66% na comparação com o 4T18.

Preço do Petróleo e Câmbio - Petrobras
Gráfico: Preço do Petróleo e Câmbio – Petrobras

O preço de venda do petróleo ficou em US$ 63,00 no 4T19, apresentando retração de -5,56% na comparação com o 4T18.

Logo, nas operações no exterior, os custos dos produtos vendidos atingiu R$ 1,3 milhões, apresentando retração de -74,4% na comparação com o 4T18.

A China continua sendo o principal destino das exportações de petróleo representando 68% do total das exportações no 4T19, seguido dos Estados Unidos e Chile.  

Confira os resultados operacionais da Petrobras do 4T19 pelas divisões: exploração e produção, refino, gás e energia.

Exploração e produção

A produção de óleo e gás natural da Petrobras no 4T19 foi de 3,0 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) apresentando crescimento de 13,7% na comparação com o 4T18.

O aumento da produção é foi influenciado pelo ramp-up dos 8 novos sistemas que entraram em produção em 2018 e 2019 nos campos de Búzios (P-74, P-75, P-76 e P-77), Lula (P-67 e P-69), Berbigão e Sururu (P-68) e Tartaruga Verde (FPSO Campos dos Goytacazes). 

No 4T19, a produção de óleo nos campos terrestres se manteve estável em relação ao trimestre anterior e se reduziu 11 Mbpd em 2019 na comparação com 2018, principalmente devido ao declínio natural da produção. 

Refino

A produção de derivados no 4T19 atingiu o patamar de 1.793 Mbpd, representando um decréscimo de 1,3% em relação ao 3T19.

Este decréscimo se deveu às menores vendas no mercado nacional, principalmente de diesel, e às paradas programadas para manutenção que ocorreram na REGAP e REVAP. 

A queda nas vendas, principalmente de diesel, no 4T19 em relação ao trimestre anterior ocorreu principalmente em função da redução sazonal do consumo deste derivado, além do aumento do teor obrigatório de biodiesel, de 10% para 11%.

O percentual obrigatório de biodiesel vendido ao consumidor final será aumentado para 12% em março de 2020.

Gás e energia

No 4T19, a geração de energia elétrica foi de 2.539 MW médios, um aumento de 15,9% em relação ao 3T19.

O aumento foi influenciado devido à maior geração de energia fora da ordem de mérito decorrente do menor custo médio de aquisição de gás natural, frente a uma melhor remuneração pelo PLD decorrente da piora do cenário hidrológico em relação ao trimestre anterior. 

O maior despacho termelétrico a gás natural influenciou favoravelmente o volume de vendas de gás que alcançou o patamar de 80 MM m³/dia no 4T19, representando um crescimento de 2,7% em relação ao 3T19.

Com a manutenção do volume de entrega de gás nacional, houve alteração do perfil de importação de gás natural, com aumento da participação de gás boliviano em detrimento do GNL.

Resultados Financeiros

A receita de vendas totalizou R$ 81,7 bilhões no 4T19, apresentando retração de -1,22% na comparação com o 4T18.

O resultado financeiro atingiu R$ 6,5 bilhões negativos, apresentando melhora de 7,9% na comparação com o 4T18, porém ainda se encontra negativo.

O lucro bruto totalizou R$ 37,0 bilhões no 4T19, apresentando crescimento de 23,52% na comparação com o 4T18.

O fluxo de caixa operacional totalizou R$ 30,6 bilhões no 4T19, apresentando crescimento de 17,56% na comparação com o 4T18.

O Ebitda ajustado recorrente totalizou R$ 37,2 bilhões (US$ 9,0 bilhões) no 4T19, apresentando crescimento de 2,0% na comparação com o 3T19.

Ebitda Ajustado Recorrente - Petrobras
Gráfico: Ebitda Ajustado Recorrente – Petrobras

No 4T19 a Petrobras atingiu lucro líquido de R$ 8,5 bilhões, apresentando alta de 186,7% na comparação com o 4T18.

Na comparação com o 3T19, o lucro líquido apresentou retração de 10% influenciado pelo ganho de capital de R$ 13,9 bilhões com a venda da BR Distribuidora registrado no 3T19 e maior impairment.

Por outro lado, houve melhora nas margens de petróleo, menores despesas financeiras e ganhos de capital com a venda de ativos de E&P.

Os itens não recorrentes atingiu R$ 7,5 bilhões no período, apresentando crescimento de 5,8% na comparação com o 4T18.

Endividamento da Petrobras

A desalavancagem é uma prioridade para a Petrobras, visto que a companhia se encontra bastante alavancada no momento.

O objetivo é reduzir a relação dívida líquida / LTM EBITDA ajustado para 1,5x em 2020. 

No 4T19, o índice, dívida líquida/LTM EBITDA ajustado ficou em 2,46 x.

Indicador de Alavancagem - Petrobras
Gráfico: Indicador de Alavancagem – Petrobras

A Dívida líquida excluindo IFRS 16 ficou em US$ 55,0 bilhões apresentando retração de 20,51% na comparação com o 4T18.

Veja a evolução histórica dos últimos 10 anos do endividamento da Petrobras:

Histórico Endividamento Petrobras. Fonte: GuiaInvest.
Gráfico: Histórico Endividamento Petrobras. Fonte: GuiaInvest.

Principais Indicadores Fundamentalistas

Veja abaixo os principais indicadores do Petrobras para iniciar a sua análise fundamentalista da PETR4.

Indicador09/201912/2019
Preço/Lucro (P/L)10,09,6
Preço/Valor Patrimonial (PVPA)1,1    1,3
Dividend Yield (DY) %4,1%3,1%
Valor de Mercado $353,2 B393,7 B
Lucro por Ação (LPA) $2,71463,1408
Rent. Patr. Líq. (ROE) %11,4%13,7%
Margem Líquida %11,3%13,6%
Data Divulgação24/10/1919/02/20

* Indicadores com base na data de 21/02/2010

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Teleconferência de Resultados Petrobras 4t19

Ouça a Transmissão da Teleconferência da Petrobras do 4T19. abaixo:

Documentos e arquivos dos Resultados da Petrobras do 4T19

Para conferir os resultados de outros trimestres, em texto ou áudio, acesse a Central de Resultados da Petrobras.

PETR4 Vale a Pena?

Os resultados da Petrobras do 4T19, vieram acima das expectativas do mercado, destacando sua melhor eficiência operacional, alcançando um Ebitda ajustado de R$ 36,5 bilhões.

Mesmo com a queda no preço de venda do petróleo na comparação com o 4T18, a Petrobras avançou em seu resultado operacional, além de apresentar melhora em sua margem Ebit.

No geral, PETR4 vale a pena a companhia vem trazendo novas mudanças em sua gestão, o que possibilita maior expansão de suas operações no longo prazo.

DFP da Petrobras 4T19

Confira abaixo as Demonstrações Financeiras da Petrobras do 4T19 na íntegra. 

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais