O que é Agente Autônomo de Investimentos

O Agente Autônomo de Investimentos é o intermediário entre a pessoa que quer investir e a instituição que oferece as opções de investimento.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Sua existência se justifica na premissa de que a maioria dos investidores não conhece todos os produtos do mercado financeiro.

Portanto, o trabalho do Agente Autônomo de Investimento é principalmente comercial.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Funções de um Agente Autônomo de Investimentos

A principal função de um Agente de Autônomo de Investimentos é captar clientes e oferecer a eles todas as informações possíveis a respeito dos principais investimentos.

Este profissional serve como uma ponte entre a instituição que oferece os investimentos e o investidor, ajudando o segundo a descobrir quais são as melhores opções para ele de acordo com seu perfil de investidor.

Ser capaz de tirar dúvidas dos seus clientes é uma característica fundamental, ainda mais quando a rotina do agente vai girar em torno de se relacionar com clientes, conhecendo-os e fortalecendo o relacionamento.

E o fato de existirem tantas opções de investimento, indo desde a renda variável até a renda fixa, faz desta profissão bastante importante.

O que um Agente Autônomo de Investimentos não faz

Apesar de o Agente Autônomo de Investimentos servir como uma espécie de fonte de conhecimento e dúvidas, ele não pode atuar ativamente nas decisões do investidor.

Na realidade, existe uma série de funções que não são atribuição deste profissional, como:

  • Agir como um representante do investidor e tomar decisões de investimento em nome deste;
  • Fazer o uso indevido de senhas e assinaturas eletrônicas, o que é uma total quebra confiabilidade;
  • Dar dicas de investimento sobre quais são os melhores produtos dentro de uma categoria de investimentos;
  • Prestar o serviço de consultor de valores mobiliários.

É importante frisar que dar dicas de investimento e explicar os diferentes produtos financeiros são coisas diferentes. 

O Agente de Autônomo de Investimento tem que conhecer quais são as opções, mas ele não pode influir na decisão do seu cliente, caso contrário, ele se tornaria parcialmente responsável.

Algo que também é vedado ao Agente Autônomo de Investimentos é a atuação em mais de uma corretora ou instituição de investimento.

Vale ressaltar que se um Agente Autônomo de Investimentos quiser exercer as funções de consultoria ele precisará deixar de ser um Agente Autônomo de Investimentos.

Como se tornar um Agente Autônomo de Investimentos

Se um indivíduo quiser se tornar um Agente Autônomo de Investimentos ele precisará estudar muito sobre o mercado financeiro e todos os seus desdobramentos.

Quanto mais conhecimento esse profissional tiver, mais confiança ele conseguirá demonstrar aos seus clientes ou futuros clientes. 

E a confiança é um fator muito importante nesse meio, visto que existem tantas possibilidades de se fazer um investimento ruim quanto o de se fazer um investimento bom.

Se por um lado não é necessário ter nenhuma formação profissional acadêmica para atuar nesse meio, é inegável que alguns cursos acadêmicos oferecem uma vantagem estratégica de início. Administração, contabilidade e economia são exemplos.

Também é importante que o indivíduo tenha em mente que esse profissional é um autônomo, ou seja, não possui remuneração fixa. Sua renda depende do número de clientes.

Por fim, uma vez que a pessoa preencha os requisitos básicos esperados deste profissional, ela precisará fazer uma prova realizada pela Ancord.

Os únicos requisitos para prestar a prova são: 

  • Não ter antecedentes criminais;
  • Não estar incapacitado de gerir os próprios bens;
  • Ter o ensino médio completo;
  • Pagar a taxa de inscrição.

O objetivo deste exame é verificar a qualificação técnica dos proponentes à função de Agente Autônomo de Investimentos. Serão testados conhecimentos sobre o mercado financeiro, produtos de investimento e as funções da profissão.