Um consultor patrimonial de longa data comparou o boom das ações de tecnologia "Magnificent Seven" à bolha das pontocom e previu que o mercado de ações norte-americano cairá e uma recessão ocorrerá nos próximos seis meses.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Todo mundo está investido nessas mesmas ações, então é aí que provavelmente virá o dano”, disse Ted Oakley, sócio-gerente e fundador da Oxbow Advisors, durante um episódio recente do podcast “Thoughtful Money”. 

"Acho que a pior parte estará à nossa frente nos próximos um ou dois trimestres."

"A pior parte de qualquer liquidação é sempre a última parte - é aí que eles desmontam todo mundo, eles pegam os generais e os sargentos", acrescentou, o que significa que mesmo os mais ricos do mercado não serão poupados da crise.

Oakley, um veterano de 40 anos na indústria de consultoria patrimonial, observou que praticamente todo o retorno do S&P 500 este ano resultou das ações “Magnificent Seven”, que incluem Tesla e Nvidia. 

Ele comparou o burburinho atual sobre a inteligência artificial, um dos principais impulsionadores de sua ascensão neste ano, ao entusiasmo em torno da Internet no final dos anos 1990 e início dos anos 2000.

“Quando você entra nessas bolhas como esta, e todo mundo está preso na mesma coisa, você sabe que isso acabará sendo um problema”, disse ele, descrevendo a fanfarra em torno de apenas sete ações como uma configuração para o “desastre”.

Oakley ressaltou que é extremamente raro que as ações que lideram o mercado em alta em um ciclo repitam esse feito nos ciclos subsequentes. 

Ele também destacou que as taxas de juros mais altas impulsionaram os rendimentos de ativos mais seguros, como títulos do Tesouro e dinheiro, minando o apelo das ações. 

Além disso, ele apontou para o fato da Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, reportar uma pilha de dinheiro recorde de 157 bilhões de dólares e ser um vendedor líquido de ações no último trimestre como prova de que o mercado de ações está sobreaquecido.

“Isso me diz que eles não têm nada para comprar, ou já teriam comprado”, disse ele. 

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

“As pessoas precisam de estar atentas a esse tipo de coisas”, continuou ele, observando que Buffett esperou até que a crise financeira se instalasse no final de 2008 antes de iniciar uma onda de acordos.

Oakley disse que as ações, casas e outros ativos subiram de preço devido ao valor histórico de gastos do governo desde a pandemia. A recessão ainda não chegou porque a enxurrada de dinheiro ainda está percorrendo o sistema, disse ele.

Fonte: Business Insider

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.