Muitos ainda acreditam que é preciso ter muito dinheiro para começar a investir na bolsa de valores, mas essa é uma ideia equivocada sobre os investimentos em ações.

Nem sempre os ativos de empresas lucrativas na bolsa brasileira (B3) estão entre as ações que custam mais.

Então, se você acha que é impossível começar a investir com menos de 5 reais, você precisa conhecer estas 6 ações de companhias com lucros constantes.

Ativos baratos podem ser a alternativa que faltava para você iniciar sua jornada rumo à independência financeira através de investimentos.

Assim como ensinam os maiores investidores de sucesso, como Warren Buffett: é essencial começar a investir o mais cedo possível.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Então, você está pronto para conhecer 6 ações abaixo de 5 reais na bolsa de valores em 2022?

Leia até o final e saiba mais sobre as empresas de lucros constantes que são negociadas por ações baratas.

Ações Abaixo de 5 Reais

Conheça as 6 ações abaixo de 5 reais na bolsa de valores brasileira que são ativos de empresas que apresentam, nos últimos 5 anos, lucros constantes.

AçõesEmpresasPreço (R$)
POMO4Marcopolo2,73
MGLU3Magazine Luiza3,22
TRIS3Trisul3,51
SAPR4Sanepar3,96
TEND3Tenda4,25
SHUL4Schulz4,55

Fonte: GuiaInvest (08/06/2022)

* Foram considerados os seguintes critérios de seleção: Cotação > R$ 5,00; Lucro constante em 5 anos; Volume diário > R$ 1 milhão.

Empresas Lucrativas Abaixo de 5 Reais

Para conhecer mais sobre as empresas lucrativas que apresentam ações com cotação abaixo de R$ 5, veja abaixo alguns dos indicadores financeiros das companhias.

Marcopolo (POMO4)

Preço: R$ 2,73

Segmento: Material de Transporte

A Marcopolo (POMO4) é uma empresa multinacional brasileira fabricante de carrocerias de ônibus, com sede em Caxias do Sul, no estado do Rio Grande do Sul.

Responsável por quase metade da produção nacional, a  companhia é a maior encarroçadora da América Latina e terceira maior do planeta.

O resultado da Marcopolo no primeiro trimestre de 20222 (1T22) apresentou um lucro líquido de R$ 98 milhões.

O resultado trimestral divulgado em 02 de maio representou uma alta de 167% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 51,3 milhões no 1T22, apresentando crescimento de 118,4% na comparação com o 1T21.

Apesar dos resultados positivos, a empresa teve queda na sua margem bruta, atingindo 11,7% contra 12,0% no 1T21. 

De acordo com a companhia, a redução da margem bruta refletiu as ineficiências geradas pela falta de componentes e chassis.

Já a margem líquida ficou em 10,2% no 1T22, beneficiada pelo ganho cambial de R$ 72,5 milhões no resultado financeiro, devido à valorização do real frente ao dólar norte-americano.

Além disso, no campo dos dividendos, atualmente, a empresa possui um dividend yield de 3,9% nos últimos 12 meses, distribuindo aos acionistas (payout) 21,5% dos seus lucros do último ano.

Para saber mais sobre a companhia, veja aqui a análise de mercado da Marcopolo, o que a empresa faz, seus diferenciais competitivos e principais concorrentes.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Magazine Luiza (MGLU3)

Preço: R$ 3,22

Segmento: Comércio

A Magazine Luiza (MGLU3) é uma das maiores empresas varejistas do país, e pioneira do e-commerce brasileiro.

A companhia está presente através de 1,1 mil lojas físicas distribuídas em 18 estados brasileiros.

O resultado da Magalu no 1T22, divulgado em 16 de maio, apresentou um prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões, uma baixa de -162,4% em relação ao 1T21.

O Ebitda ajustado da Magazine Luiza atingiu R$ 434,2 milhões no 1T22, sendo esse um crescimento de 1,7% na comparação com o 1T21.

Nesse último trimestre, o resultado da Magalu foi impactado pelo menor desempenho da Luizacred e pelo aumento dos juros com o endividamento.

Apesar disso, os ativos totais da companhia atingiram o saldo de R$ 33,8 bilhões, aumento de 49,3% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior.

Além disso, no campo dos proventos, atualmente, a MGLU3 possui um dividend yield de 0,5%, com payout de 61,2% no último ano.

Para saber mais sobre a companhia, veja aqui a análise de mercado da Magazine Luiza, o que a empresa faz, seus diferenciais competitivos e principais concorrentes.

Trisul (TRIS3)

Preço: R$ 3,51

Segmento: Incorporação

A Trisul (TRIS3) é uma construtora e incorporadora com mais de 30 anos de experiência no mercado, fruto da fusão das empresas Tricury e Incosul.

O resultado da Trisul no primeiro trimestre de 2022, divulgado em 12 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 11 milhões,uma baixa de -72% em relação ao 1T21.

O Ebitda ajustado da companhia atingiu R$ 24,6 milhões no 1T22, representando uma retração de -32,6% na comparação com o 1T21.

Nesse último trimestre, a receita líquida da construtora diminuiu para R$ 164,2 milhões, impactada pelo menor índice de velocidade de vendas no período.

Apesar disso, o patrimônio líquido da Trisul atingiu a soma de R$ 1,3 bilhão no 1T22, valor 2,6% superior ao saldo no mesmo período do ano anterior.

Além disso, TRIS3 se destaca pelos dividendos. Atualmente, a ação possui um dividend yield de 6,3%, com payout de 39,5% nos últimos 12 meses.

Como Escolher Boas Ações? Baixe o Checklist de 5 Critérios para Analisar Ações.

Sanepar (SAPR4)

Preço: R$ 3,96

Segmento: Água e Saneamento

A Companhia de Saneamento do Paraná - Sanepar (SAPR4) é reconhecida por deter o monopólio do setor de saneamento básico no Estado do Paraná.

O resultado da Sanepar no 1T22, divulgado em 05 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 291,9 milhões, uma alta de +18,4% em relação ao 1T21.

O Ebitda da companhia atingiu R$ 595,7 milhões no 1T22, sendo esse um crescimento de 14% na comparação com o 1T21.

Já a margem líquida ficou em 20,8% no 1T22, refletindo o crescimento da receita em todos os mercados de atuação da companhia, assim como o controle de custos.

Além disso, a Sanepar também se destaca por seus proventos.

No caso da ação SAPR4, o atual dividend yield é de 5,8%, enquanto o payout da empresa está em 29%.

Para saber mais sobre a companhia, veja aqui a análise de mercado da Sanepar, o que a empresa faz, seus diferenciais competitivos e principais concorrentes.

Tenda (TEND3)

Preço: R$ 4,25

Segmento: Incorporação

A Tenda (TEND3) é uma construtora brasileira com 100 mil unidades construídas presente em 9 estados do Brasil.

O resultado da Tenda no 1T22, divulgado em 11 de maio, apresentou um prejuízo líquido de R$ 67,3 milhões, contra lucro de R$ 36,9 no mesmo trimestre de 2021.

O Ebitda da construtora atingiu R$ 4,7 milhões no 1T22, representando uma queda de -94,5% na comparação com o 1T21.

Nesse último trimestre, a Tenda realizou apenas 7 empreendimentos, o que representou um ritmo de lançamento abaixo da sua média.

Segundo a companhia, essa queda reflete uma maior seletividade por parte da construtora, privilegiando projetos que tenham margens mais saudáveis.

Além disso, os indicadores de endividamento da Tenda apresentam uma dívida bruta / patrimônio líquido de 119,9%, que está acima da sua média dos últimos 3 anos.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Schulz (SHUL4)

Preço: R$ 4,55

Segmento: Máquinas e Equipamentos

A Schulz Compressores (SHUL4) é a maior fabricante de compressores de ar da América Latina, sendo reconhecida pelo mercado como um player mundial.

O resultado da Schulz nesse primeiro trimestre, divulgado em 05 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 38,2 milhões, uma alta de -39,3% em relação ao 1T21.

O Ebitda ajustado da companhia atingiu R$ 48,7 milhões no 1T22, representando um crescimento de 24,1% na comparação com o 1T21.

No trimestre 1T22, a receita líquida da empresa aumentou para R$ 441,7 milhões, representando uma alta de 19,5% frente a 1t21.

Apesar dos resultados positivos, a empresa teve queda na sua margem líquida em comparação ao último trimestre de 2021, atingindo 8,6% contra 16,6% no 4T21. 

Além disso, no campo de proventos, a SHUL4 possui um dividend yield atual de 2,9%, com payout de 23% nos últimos 12 meses.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Vale a Pena Investir em Ações Hoje em 2022?

Diante de todo contexto macroeconômico, afirmo convictamente que a bolsa do Brasil é a melhor oportunidade de investimento do mundo neste momento. 

Aqui temos boas empresas negociando a preços ridiculamente baixos

Sinceramente, espero que você não esteja comprando somente renda fixa, pela desculpa de aproveitar a alta da taxa Selic.

Em algum momento o mercado de ações acaba percebendo o valor justo da empresa, bem como a assimetria existente entre preço e valor intrínseco da ação

Os preços sobem quase que repentinamente e, nesse momento, aquilo que era uma oportunidade deixa de ser. 

Então, se você quer investir em ações com ótimos fundamentos e que estão sendo negociadas com desconto em relação ao seu preço justo, garanta a vaga no canal Joias da Bolsa.

Na carteira de Joias da Bolsa possuímos 20 ações cuidadosamente selecionadas, combinando negócios com potencial de gerar valor no tempo e que ao mesmo tempo estejam descontadas.

Mas se preferir investir por conta própria, baixe o checklist de 5 critérios para analisar uma ação para lhe ajudar a tomar uma decisão mais assertiva.

Além disso, lembre-se que para não correr riscos desnecessários é fundamental conhecer e respeitar o seu perfil de investidor.

Realize o Teste do Perfil de Investidor para receber uma carteira recomendada para investir com segurança na Bolsa de Valores.