Todas minhas decisões de investimentos são com base nos princípios do Value Investing e algumas derivações. 

Por que derivações? 

Ora, se até mesmo Warren Buffett, o maior disseminador da estratégia, deixou de aproveitar as pechinchas “Grahamnianas”, no que faz alusão a técnica ensinada por seu mentor Benjamin Graham  o precursor do Value Investing raiz, para alocar em empresas de crescimento, quem sou eu para congelar na evolução da estratégia?.

Buffett possui 40 por cento da sua carteira alocada em ações da Apple (AAPL34). 

Caso você tenha pensado que a motivação da compra tenha partido de uma forte assimetria entre preço e valor (desconto), preciso te informar que as ações da Apple não estavam com desconto no momento da compra. 

Ações da Apple se enquadram em ações de crescimento e não é uma ação descontada. 

A expectativa sobre a empresa é sempre bem otimista, consequentemente seu preço reflete essa realidade, ou seja, está sempre cara. 

Buffett agiu errado em comprar Apple?

Aproveito essa pergunta para apresentar o meu jeito de fazer Value Investing.

O preço sempre será o fator mais importante para a tomada de decisão. 

Eu separado as oportunidades 3 níveis diferentes. 

O nível 1 é o clássico. 

Duas perguntas resumem este nível:

Quanto vale a empresa HOJE?

Por quanto ela está sendo negociada na bolsa?

Aqui é o feijão com arroz do Value Investing. 

Uma empresa de qualidade possui um valor intrínseco de 10 bilhões de reais e negociada a 5 bilhões de reais? 

Compre, ela está descontada. Simples assim.

O nível 2 é a evolução do Value Investing.

Aqui buscamos o maior nível de qualidade entre as empresas, assim como no nível anterior, porém uma das perguntas sofre uma pequena alteração:

Quanto valerá a empresa AMANHÃ?

Por quanto ela está sendo negociada na bolsa?

Percebe a diferença? A Apple se enquadra neste nível. 

As ações da Apple rodando por volta de 200 dólares a unidade, não estão descontadas se considerarmos seu valor justo atual.

Qual a Melhor Small Cap na Bolsa? Veja Aqui a Melhor Small Cap para Você Investir Hoje!

Por outro lado, o crescimento, market share, previsibilidade e vantagens competitivas duradouras farão o negócio valer muito mais no futuro.

Sendo assim, os 200 dólares podem ser uma oportunidade, pois lá na frente ela valerá mais. 

Está barata em relação a sua entrega futura. 

O nível 3 é o último nível e é meu preferido. 

Curiosamente Buffett não utiliza mais e é conhecido como pechinchas Grahamnianas.

Aqui meu amigo investidor, a qualidade da empresa não é um fator tão importante. 

No Brasil essa técnica ainda funciona muito bem. 

Não existem duas perguntas, apenas uma:

O preço do ativo está obsceno?

Se a resposta for sim, significa que você se deparou com uma oportunidade de auferir ganhos robustos e muito provavelmente rápidos. 

Minhas queridas assimetrias obscenas. 

Confesso que meu talento como investidor flui melhor neste nível. Historicamente, o Joias da Bolsa se ancorou nesse argumento e fez a felicidade dos milhares de assinantes

Mas qual o motivo para Buffett deixar de lado tais oportunidades Grahamnianas? 

Bom, se você tivesse sob administração mais de 100 bilhões de dólares, entenderia. 

Nesse patamar, menos é mais. 

Forte abraço!