Acionista da JBS (JBSS3) Contraria Pedido do BNDESPar
SIMULE AGORA
| ,

Acionista da JBS (JBSS3) Contraria Pedido do BNDESPar

A SPS alega que uma nova ação, como proposto pelo BNDESPar, não traria qualquer vantagem para os acionistas da JBS.

Por
Atualizado em 23/10/2020

A JBS (JBSS3) publicou nesta quinta-feira uma carta do acionista SPS, que se mostra contra a proposta da BNDESPar de abrir nova ação indenizatória contra representantes da holding controladora J&F.

Na carta, o fundo SPS explica que a arbitragem que moveu já pede que a companhia seja indenizada por Joesley Batista, Wesley Batista, da família controladora, e executivos da holding J&F por danos que teriam causado à empresa.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

A carta diz que “os procedimentos arbitrais já estão em fase avançada” e que “a sentença parcial unânime já reconheceu a legitimidade do SPS para pleitear em favor da JBS os danos sofridos pela companhia em razão dos ilícitos confessados nos acordos de colaboração”.

Por isso, a SPS alega que uma nova ação não traria qualquer vantagem para os acionistas da JBS.

O documento é revelado dias antes de uma assembleia de acionistas da JBS, em 30 de outubro, que vai votar entre outros temas uma proposta da BNDESPar, que pede que a companhia abra um procedimento arbitral contra controladores.

Resultado da JBS no Segundo Trimestre de 2020

O resultado da JBS (JBSS3) no segundo trimestre de 2020 (2t20), divulgado no dia 13 de agosto, apresentou um lucro líquido de R$ 3,3 bilhões, alta de 54,8% quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

O Ebitda ajustado da JBS atingiu R$ 10,49 bilhões no 2t20, apresentando crescimento de 105,9% na comparação com o 2t19.

A margem Ebitda da JBS totalizou 12,9% no 2t20, apresentando crescimento de 5,5 ponto percentual na comparação com o 2t19. 

As ações da JBS (JBSS3) acumulam queda de 1,66% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 24,06% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Reuters.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE