O que é Ação listada em bolsa?

Uma ação listada em bolsa é uma pequena parcela do capital social de uma empresa que esteja disponível para aquisição na bolsa de valores.

Em síntese, podemos dizer que uma empresa que tem ação listada em bolsa está colocando parte do seus negócios à venda com o objetivo de captar recursos no mercado, ou seja, junto aos investidores.

Para facilitar o seu entendimento, imagine que determinada empresa divida o seu capital em 1 milhão de pequenas frações, para cada fração é estipulado um preço inicial e divulgado no mercado de ações.

Por sua vez, os investidores interessados adquirem essas ações, entregando capital, ou seja, dinheiro para o caixa das empresa, que poderá utilizar os recursos captados para:

  • Amortizar divídas;
  • Fortalecer o caixa;
  • Expandir seus negócios;
  • Dentre outros objetivos.

Em contrapartida, o investidor tem em mãos uma pequena fração ou parcela do negócio e passa a contar com alguns direitos, dentre eles:

  • Receber no mínimo 25% de participação nos lucros; (proporcional ao seu número de ações);
  • Possibilidade de votar nas assembleias da empresa; (somente para ações ordinárias);
  • Negociar as suas ações com outros investidores na bolsa de valores.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Empresas que podem ter ação listada em bolsa

A essa altura você deve estar se perguntando: “Quais empresas podem ter ações listadas em bolsa?”

De acordo com as regras que norteiam o mercado de ações, para ter ações listadas em bolsa, é preciso que a empresa tenha capital aberto e se submeta a um IPO na bolsa de valores.

O termo IPO (initial public offering) é usado para fazer alusão às empresas que acessam a bolsa de valores pela primeira vez.

Para ter suas ações listadas em bolsa, as empresas passam por um rigoroso processo e devem cumprir requisitos impostos pela CVM - Comissão de Valores Mobiliários e pela B3, (empresa que administra a bolsa de valores brasileira).

Após receber autorização, as ações passam a ser listadas no mercado de ações e podem ser adquiridas por investidores, pessoa física e pessoa jurídica. 

Vale destacar, que o valor arrecadado pode ser direcionado ao caixa da empresa ou diretamente para os sócios que venderem sua participação no IPO.

Como reconhecer uma ação listada em bolsa

Se você quer saber como investir em ações no Brasil, toda ação listada em bolsa possui um código que é formado por 4 letras acrescidas de um ou dois números.

Veja alguns exemplos:

No exemplo acima, temos respectivamente:

  • Ações Preferenciais da Petrobras;
  • Ações Preferenciais do Itaú;
  • Ações Ordinárias do Banco do Brasil;
  • Units da Taesa.

Como podemos observar, as 4 letras iniciais costumam fazer referência ao nome da empresa, enquanto que os números representam o tipo de ação, que pode ser:

Ações Preferenciais

As ações preferenciais são aquelas que terminam com o código 4. Elas recebem esse nome pois possuem preferência no recebimento de dividendos.

Em geral, esse tipo de ação possui maior liquidez, ou seja, facilidade de ser negociada no mercado.

Ações Ordinárias

As ações ordinárias são aquelas que terminam com o código 3. Esse tipo de ação oferece direito a voto nas assembléias e decisões importantes da empresa.

Units

As Units são ações que terminam com o código 11. Esse tipo de ação é uma mescla de ações preferenciais e ações ordinárias.

Vale destacar, que existem empresas que negociam apenas ações ordinárias, ou seja, com o final 3, como o próprio Banco do Brasil, citado em nosso exemplo.

Cabe às empresas decidirem quais tipos de ações serão disponibilizadas ao mercado em seu processo de IPO.

Outros Códigos de Ações

Por fim, é preciso dizer, que existem outros tipos de códigos que podem ser atribuídos a uma ação listada em bolsa, são eles:

  • Código 1: Direito de subscrição de uma ação ordinária;
  • Código 2: Direito de subscrição de uma ação Preferencial;
  • Código 5: Ação Preferencial Classe A;
  • Código 6: Ação Preferencial Classe B;
  • Código 7: Ação Preferencial Classe C;
  • Código 8: Ação Preferencial Classe D;
  • Código 9: Recibo de subscrição sobre ações ordinárias;
  • Código 10: Recibo de subscrição sobre ações preferenciais.

Assim, é possível identificar o tipo de papel negociado de acordo com o código.