Quer saber como você pode colocar suas finanças pessoais no caminho certo para a independência financeira?

Ao longo da vida, as pessoas podem se perder no rumo às suas metas financeiras, principalmente, no caminho para a aposentadoria, onde erros financeiros podem ser críticos.

Por isso, é importante aprender com os principais problemas financeiros que as pessoas costumam ter e entender porque você deve evitá-los.

Ao site CNBC, Anne Lester, ex-chefe de soluções de aposentadoria do JPMorgan Asset Management, listou os erros mais comuns que ela viu serem cometidos pela faixa etária de 30 anos.

Então, você está pronto para conhecer os 7 problemas financeiros para eliminar aos 30 anos?

Leia até o final e saiba como você pode começar a melhorar suas finanças pessoais em qualquer idade.

1- Não Ter Reserva de Emergência

De acordo com a especialista Anne Lester, ter uma reserva de emergência é fundamental para evitar dívidas mais tarde na vida, quando as metas de aposentadoria devem ser prioridade.

Idealmente, esse fundo deve cobrir de três a seis meses de despesas para que você possa enfrentar qualquer evento inesperado, como perda de emprego ou problemas médicos caros.

É aconselhável colocar seu fundo de emergência em uma conta de investimento de risco mínimo, não em uma conta de ativos de renda variável.

Dessa forma, Lester lembra que você poderá acessar esse dinheiro imediatamente e não precisa se preocupar com uma queda nos mercados que afete o tamanho da reserva que você tem.

2- Fazer Dívidas com Altos Juros

Um segundo problema financeiro que deve ser eliminado aos 30 anos é o de fazer pagamentos mínimos de dívidas com juros altos, que são consideradas as piores dívidas.

Se você tem dívidas com altas taxas de juros, como dívidas de cartão de crédito, a especialista sugere que você os pague da forma mais rápida possível.

Para Lester, é essencial focar o dinheiro para quitar empréstimos de juros altos antes de se concentrar em dívidas com baixas taxas de juros.

“Na verdade, pode fazer sentido fazer apenas os pagamentos mínimos dos empréstimos de baixo custo até se livrar dos empréstimos de alto custo”, comenta a especialista.

Entretanto, quanto mais rápido você puder pagá-los, mais dinheiro terá que investir em outras metas financeiras que se tornam cada vez mais importantes à medida que avança nos 30 anos.

3- Estar com Seguro Insuficiente

Muitas pessoas não gostam de comprar seguro porque significa pagar por algo que esperam nunca usar.

Ainda assim, as consequências de não ter seguro são tão grandes que podem acabar com você financeiramente.

Uma emergência médica ou acidente de trabalho, por exemplo, pode interromper sua trajetória financeira.

Os tipos de seguro que as pessoas não precisam comprar, mas que são recomendados, são:

  • Seguro de vida: para substituir sua renda para um cônjuge ou filhos em caso de morte.
  • Seguro de saúde: para garantir que uma conta médica importante não o leve à falência.
  • Seguro de invalidez: para garantir que você e sua família possam manter seu padrão de vida se você estiver ferido ou incapaz de trabalhar.
  • Seguro do locatário: caso não seja proprietário da sua casa, para que possa substituir os seus pertences em caso de roubo ou danos causados ​​por alguma catástrofe.

4- Não Ter Um Planejamento Financeiro

Chegar aos 30 anos sem construir um planejamento financeiro pessoal é um dos mais graves erros.

A falta de controle das finanças por si só já é um erro, mas ele abre portas para outros deslizes financeiros como o uso descontrolado do cartão de crédito.

O planejamento financeiro pessoal é o ponto de partida para qualquer objetivo, seja a compra de uma casa, pagamento dos estudos, aposentadoria, entre outros.

Com as receitas e despesas no papel é possível visualizar quais são seus maiores gastos e onde pode economizar.

Como Alcançar a Liberdade Financeira? Baixe Grátis o Plano Definitivo para a Liberdade Financeira.

5- Não Economizar o Suficiente para a Aposentadoria

O quinto problema financeiro que você não pode continuar cometendo aos  30 anos é não poupar agressivamente para a sua aposentadoria.

Quando você está na casa dos 30 anos, a aposentadoria pode parecer distante, mas cada real que você economizar para a previdência agora é importante.

A especialista alerta que a cada real poupado hoje você terá de 10 a 20 anos a mais para acumular juros compostos do que o dinheiro economizado aos 40 e 50 anos.

Se você não estiver maximizando as contribuições que pode fazer a um fundo previdenciário, prometa a si mesmo que aumentará a quantia que economiza toda vez que receber um aumento.

6- Poupar para Filhos Antes de Economizar para Si

Depois de se tornar pai ou mãe, é natural querer colocar as necessidades de seus filhos à frente das suas.

Ainda assim, economizar para a educação universitária de seus filhos, por exemplo, antes de economizar para sua própria aposentadoria é um grande erro financeiro

Há muitas maneiras de pagar a faculdade, como bolsas de estudo ou escolher instituições e financiamentos mais baratos.

A especialista Anne Lester chegou a usar sua família como exemplo.

“Um dos meus filhos foi para uma universidade pública e o outro recebeu bolsas acadêmicas em várias faculdades”, contou ela.

Apesar de não precisar pagar tudo pelo ensino superior dos filhos, Lester ainda alerta que não há forma melhor de pagar sua aposentadoria a não ser economizando.

Quer Melhorar suas Finanças Pessoais? Baixe Grátis o Livro Digital “Como Investir Começando do Zero”.

7- Não Começar a Investir

Se você quiser se aposentar bem no futuro, o sétimo problema financeiro que você não pode ter aos 30 anos é não estar investindo o seu dinheiro.

Esperar para começar a investir é um dos erros financeiros mais críticos para suas finanças pessoais.

O tempo de um investimento é crucial para o sucesso financeiro.

Por isso é importante entender que o bom resultado de uma aplicação depende de três coisas: o valor investido, a taxa de rentabilidade e o período de tempo que deixará o dinheiro aplicado.

Quanto antes você começar a investir, antes poderá viver de renda.

E para começar a investir logo, o primeiro passo para acabar com as desculpas e iniciar seus investimentos é ajustar sua mentalidade financeira.

É fundamental escolher uma fonte de informação e começar a aprender sobre investimentos.

Por isso, além de acompanhar os conteúdos do The Capital Advisor, você pode baixar gratuitamente o livro digital "Como Começar a Investir do Zero" hoje mesmo.

Lembre-se que o conhecimento é a maior ferramenta de proteção do seu dinheiro!

E se você já investe, mas gostaria de melhorar sua rentabilidade, faça um teste online de perfil de investidor, receba uma sugestão de carteira e entre na jornada dos milionários.

Tenha consciência de que investir não precisa ser complicado. Você pode ficar rico investindo de maneira simples.