Armadilhas mentais podem fazer você trapacear seu portfólio e arruinar seus retornos de investimento sem que perceba.

Você sabia que até os melhores investidores e as pessoas mais inteligentes também perdem dinheiro na bolsa de valores?

O culpado disso é a própria natureza humana.

Por mais que pense que toma decisões racionais na maior parte das vezes, a verdade é que você é muito mais irracional do que imagina.

Essa característica pode ser muito destrutiva para seus retornos nos investimentos.

Quando se trata de investir, nosso maior inimigo somos nós mesmos. 

Nos vemos animados com o lucro e aterrorizados com a perda. Por isso, vendemos quando devemos comprar, compramos quando devemos vender e somos excessivamente influenciados pelo barulho ao nosso redor.

Deixar que as emoções nos induzam a tomar decisões de investimento pode prejudicar nossos portfólios.

De acordo com um estudo de 2021 da Dalbar sobre o comportamento do investidor, investidores de fundos individuais tiveram desempenho consistentemente inferior ao do mercado nos últimos 20 anos.

O retorno médio anualizado do investidor foi de 5,96% em comparação com 7,43% para o S&P 500 e 8,29% para o Global Equity Index 100.

Isso significa que você teria conquistado maior lucro simplesmente comprando um ETF, fundo que rastreia um índice.

Então, qual é a melhor maneira de evitar cometer erros de investimento

Se você quer parar de sabotar seus portfólios e arruinar seus investimentos, deve evitar os vieses autodestrutivos dos investidores.

Veja as 4 principais armadilhas mentais que fazem com que tome decisões irracionais nos investimentos e como pode se proteger disso.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

1- Medo de Perder (FOMO)

Muitas vezes os investidores seguem as dicas de outros e são influenciados pelas mídias, mesmo que isso o leve para o precipício.

Essa mentalidade de rebanho, chamada de efeito manada, decorre do medo de perder.

A Síndrome de FOMO (do inglês fear of missing out), em português pode ser entendido como o “medo de perder” é caracterizado pelo medo que a pessoa tem de "ficar de fora" de algo.

O termo “FOMO” tornou-se popular com a ascensão das mídias sociais, mas o medo de perder não é novidade e pode ser visto com frequência no mercado financeiro.

Exemplo disso foram a ascensão de ações e criptomoedas meme, como GameStop, Dogecoin, ou alguma outra moda do mercado.

As pessoas geralmente compram um investimento, não por seu valor subjacente, mas porque veem todo mundo comprando. 

Isso faz com que as pessoas quebrem a disciplina ou qualquer filosofia de investimento que tenham adotado anteriormente.

O remédio para este viés é não abandonar os fundamentos. Investidores inteligentes e conscientes compram e vendem com base na análise fundametalista, não pela moda.

2- Excesso de confiança

As pessoas, em geral, tendem a superestimar suas habilidades. Elas acreditam que sabem mais do que todos e atribuem uma confiança excessiva em suas decisões.

O excesso de confiança nos investimentos faz com que você subestime os riscos e exagere na sua capacidade de controlar eventos.

A consequência deste comportamento é as movimentações em excesso quando percebe que algo não ocorreu como previa.

Realizar muitas movimentações gera custos que acabam prejudicando os retornos da carteira de investimentos.

Para se proteger dessa armadilha mental, o investidor deve ter consciência na tomada de decisão.

Um modo de fazer isso é não agir impulsivamente. Reserve um tempo para considerar a compra ou a venda e entenda que não conseguirá prever os movimentos dos preços no curto prazo.

3- Viés de confirmação

O excesso de confiança muitas vezes anda de mãos dadas com o viés de confirmação, que é a tendência de buscar apenas informações que confirmem nossas crenças. 

Quando o investidor acha que um ativo é promissor, vai atrás de notícias e outras pessoas confirmam sua opinião, que reforce seus pontos de vista.

Por outro lado, tende a descartar notícias negativas ou que vão contra sua opinião. 

Digamos que você pense que bitcoin é um bom investimento. A tendência é de que obtenha informações que suportam a compra da criptomoeda.

Para se prevenir deste viés cognitivo procure ativamente informações que contradigam sua tese. 

Busque por notícias, artigos e pessoas que se opõem ao seu ponto de vista para ter certeza de considerar os dois lados antes de tomar uma decisão.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

4- Aversão à perda

O cérebro humano sente a dor mais fortemente do que sente prazer. Como resultado, tendemos a agir mais irracionalmente para evitar perdas do que para buscar ganhos

Perder R$ 100 é duas vezes pior do que ganhar R$ 100.

Por isso, quando os mercados estão caindo, a tendência é querer vender porque estamos preocupados em perder ainda mais.

Da mesma forma, que ao fazer compras online, você presta mais atenção a uma avaliação negativa do que às centenas de avaliações positivas de um vendedor ou produto. 

Por causa da natureza da renda variável, momentos de perdas no mercado de ações são inevitáveis no curto prazo.

No entanto, no longo prazo, se os fundamentos das empresas são bons, o resultado tende a ser positivo.

Se ver as oscilações de curto prazo é muito difícil para você, simplesmente não olhe. Não precisa acompanhar o mercado diariamente.

Se confia na sua estratégia de investimento de longo prazo, passe a verificar seu portfólio com menos frequência. 

Como superar as armadilhas mentais

Reconhecer as armadilhas mentais que nos fazem mal é tão ou mais importante quanto encontrar uma estratégia vencedora.

Para superar os vieses e investir de forma consciente, não tente prever o mercado.

Em vez que acha que sabe de tudo, tenha a humildade de fazer sua pesquisa e sua análise fundamentalista sem preconceitos.

Além disso, mantenha uma carteira bem diversificada e não reaja aos altos e baixos do mercado. 

Um comportamento financeiro sábio é saber a hora certa de comprar e de vender, sem se deixar influenciar pela manada.

Para aprender a começar a investir e fazer uma boa alocação de ativos, baixe gratuitamente o e-book "Como Investir Começando do Zero".

Se você já investe, veja como selecionar as melhores ações.

Como Escolher Boas Ações? Baixe o Checklist de 5 Critérios para Analisar Ações.