Entre as principais resoluções financeiras de Ano Novo sempre estão economizar e investir. Para que isso se concretize, será preciso ser mais inteligente e bem-sucedido com o dinheiro.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Definir metas de orçamento pode ser mais fácil falar do que fazer.

Porém, existem 3 maneiras de ser mais esperto com o dinheiro e melhorar suas finanças em 2023 mesmo que esteja partindo do zero.

1. Siga o método 50/30/20

O método 50/30/20 é uma maneira simples mas eficaz de administrar seu dinheiro.

A ideia é dividir a renda líquida mensal em três partes (50%, 30% e 20%), considerando as despesas fixas, despesas variáveis e o dinheiro para poupar.

O principal objetivo desse método é equilibrar seu orçamento, para assim quitar dívidas, construir reserva de emergência, economizar para um sonho de consumo e investir para o longo prazo.

A divisão do método é a seguinte:

  • 50% da sua renda líquida mensal deve ser destinada aos gastos fixos

Ou sejam aqueles essenciais, como energia elétrica, água, moradia, supermercado, transporte, plano de saúde, farmácia. 

Esses são apenas alguns exemplos para entender o que realmente é um gasto essencial. 

Para fazer o seu, reflita sobre o que pode ser dispensável e o que realmente é fundamental neste momento.

  • 30% da renda líquida mensal deve ser destinada aos gastos variáveis:

Aqui, se limite a gastar até 30% do seu orçamento com o que não não é considerado essencial para a sobrevivência, mas que é importante para você.

Pode ser o seu café da manhã na padaria, os serviços de streaming e demais serviços que você faz fora de casa, compras, etc. Tudo isso entra como gastos variáveis.

  • 20% da renda líquida mensal deve ser destinada a uma reserva financeira:

Por fim, destine os 20% finais do seu dinheiro para construir uma reserva financeira e começar a investir para objetivos de curto, médio e longo prazo.

Se você iniciar com dívidas, tente aumentar esse último montante para começar a quitá-las.

Depois que estiver com tudo em ordem, priorize utilizar esse percentual para montar sua reserva de emergência e depois investir para realizar projetos. a

2. Equilíbrio pagando dívidas e investindo

A dívida com juros altos pode facilmente aumentar para uma quantia incontrolável, por isso, use o máximo de dinheiro possível para pagá-la.

No entanto, cuidado para não apertar demais o orçamento e se ver obrigado a contrair outra dívida.

Pode parecer que você precisa escolher entre quitar dívidas e investir, mas é possível fazer os dois.

Comece pagando as dívidas com altas taxas de juros, pois te custarão mais a longo prazo.

Em seguida, você pode voltar sua atenção para o pagamento de dívidas com taxas de juros mais baixas. 

Como a dívida com juros baixos tende a ser menos cara, você também pode começar a manter uma reserva para imprevistos.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

3. Consiga um amigo responsável

Independente de sua meta financeira, contar com alguém para te ajudar pode te ajudar a alcançá-la.

Seja anotando seus objetivos em um pedaço de papel ou contando para um amigo de confiança, externalize essa meta.

Se só você conhece, pode ser fácil descartar o não cumprimento de uma meta, porém, quando envolve mais pessoas é um pouco mais embaraçoso desistir.

Embora possa parecer um tabu falar abertamente sobre como melhorar suas finanças, pode haver benefícios.

Ter essas conversas mais abertamente sobre dinheiro pode te abrir os olhos para muitas coisas que ainda não está fazendo e acabar com crenças.

O ambiente também ajuda a modular suas atitudes. Por isso, se deseja ser mais inteligente com o dinheiro, se cerque de pessoas bem-sucedidas e aprenda com elas.

Uma maneira simples de fazer isso é seguir especialistas que compartilham informações online, seja em seus perfis no Instagram ou em blogs.

Faça desse ano um ano chave para sua educação financeira.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.