Então você vai se casar? ​Parabéns! Mas não deixe que conselhos terríveis sobre dinheiro estraguem suas finanças após a festa de casamento.

Os casamentos são um momento de celebração, de reunir amigos e familiares para essa data tão especial.

No entanto, podem ser festas extremamente caras.

Segundo uma pesquisa feita pela The Knot WorldWide, um marketplace que reúne fornecedores da área nupcial de 16 países, os noivos investem, em média, R$ 39.400 para realizar o casamento, incluindo cerimônia e festa. 

Esse é o custo base para um evento considerado simples e econômico que envolve no máximo 120 convidados.

Quando se trata de planejar o casamento, todo mundo parece ter uma opinião, seja sua mãe, futura sogra, melhor amiga ou organizadora de casamentos. 

Mas a última coisa que você quer é que um conselho ruim atrapalhe suas finanças após seu dia especial. 

Os casamentos por si só já são caros, e os maus conselhos podem realmente te afundar em dívidas.

Você não vai querer iniciar sua vida de casado no negativo, não é mesmo?

O site Business Insider levantou os três conselhos mais comuns e terríveis sobre dinheiro e festa de casamento que os novos devem ignorar ao planejar seu dia especial. 

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

1. "Gastar [X quantidade de dinheiro] é normal!" 

Não há preço normal quando se trata de planejar um casamento. Cabe a você e seu cônjuge analisarem a situação financeira e ver o que podem pagar sem que isso prejudique o orçamento.

É fácil se deixar levar pela emoção quando está planejando o casamento, especialmente quando todos ao seu redor estão incentivando você a gastar.

Uma pesquisa recente da Brides Magazine descobriu que, embora 91% dos casais estabeleçam um orçamento para o casamento, quase um terço acaba gastando mais do que o planejado. 

O casamento não é uma oportunidade de gastar muito além de suas posses. 

Para evitar gastos excessivos e endividamento, comece o planejamento financeiro com antecedência, isso ajudará a evitar estresse extra mais tarde. 

Primeiro pergunte a si mesmo, o que podemos pagar? Quanto conseguimos economizar por mês para essa data?

Depois de calcular uma estimativa aproximada de quanto custará seu casamento, faça um plano de economia para atingir seu objetivo. Considere cortar despesas desnecessárias para ajudá-lo a chegar lá. 

Mas atenção: os seus custos de casamento nunca devem vir antes de metas financeiras de longo prazo, como economizar para a aposentadoria.

2. "Basta colocar no crédito. Você pode se preocupar em pagar mais tarde."

A última coisa que vocês vão querer é se endividar antes mesmo de chegar ao altar.

Embora o cartão de crédito seja uma ferramenta útil, desde que bem usada, você deve ter o dinheiro em mãos ou ter um plano para pagá-lo rapidamente. 

Não ignore as despesas de seu casamento ou estará apenas postergando o estresse.

Use uma planilha para registrar quanto você pode gastar com cada coisa e o quanto já foi gasto.

Isso pode ajudá-lo a identificar quando você está ultrapassando o orçamento e fazer um plano para reduzir. 

Um item de casamento particularmente caro para as mulheres é o vestido. 

O custo médio para comprar um vestido de noiva é de R$ 4 mil, mas o valor pode chegar até uma média de R$ 20 mil se optar por modelos exclusivos, confeccionados sob medida.

A compra do vestido de noiva é um momento fácil para se deixar levar pela emoção e acabar pagando o dobro do seu orçamento. 

Parecer e se sentir bem no seu dia especial é importante, mas você provavelmente não se sentirá tão bem se estiver pagando o vestido nos próximos meses. 

Lembre-se, você só vai usá-lo uma vez.

Por isso, tenha um preço claro em mente e nem experimente vestidos que não estejam ao seu alcance. 

3. "Você tem que convidar todo mundo! Você não quer deixar ninguém de fora." 

Sua mãe pode ficar emocionada ao ver a namorada do primo do vizinho em seu casamento, mas é você quem paga a refeição. 

O custo médio por pessoa do casamento é de cerca de R$ 250, o que pode aumentar o custo total rapidamente à medida que sua lista de convidados fica mais longa. 

Não é incomum alguns membros da família ajudarem nos custos da festa de casamento, porém não presuma que receberá qualquer ajuda financeira, a menos que tenha discutido isso primeiro. 

Pode ser estranho conversar com seus parentes sobre suas finanças, mas é importante saber com o que você está trabalhando. 

Lembre-se, o casamento não é dos outros, é seu.

Não se convença de que precisa fazer algo além do que pode pagar. Isso vale para qualquer outro aspecto do seu casamento, desde arranjos florais até opções de jantar e entretenimento. 

No final do dia, você deve escolher o que funciona para o casal. 

O planejamento do casamento pode ser estressante às vezes, mas não deixe que isso o impeça de aproveitar o processo. Aproveite a jornada.

Fonte: Business Insider

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Informe o DDD + 9 dígitos